Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO
CIÊNCIAS SOCIAIS EM DESENVOLVIMENTO, AGRICULTURA E SOCIEDADE (31002013007P9)
APROPRIAÇÃO DAS ÁGUAS, MATOPIBA E TERRITORIALIZAÇÃO DO AGRONEGÓCIO NO OESTE DA BAHIA: AS ÁGUAS SEM FRONTEIRA DE CORRENTINA
JOICE SILVA BONFIM
DISSERTAÇÃO
01/11/2019

BONFIM, Joice Silva. Apropriação das águas, Matopiba e territorialização do agronegócio no Oeste da Bahia: as águas sem fronteiras de Correntina. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade). Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ. 2019. A apropriação de terras, territórios e recursos naturais é um elemento que marca o ‘desenvolvimento’ da agricultura brasileira desde o período colonial. No Oeste da Bahia, a intensificação do monopólio e controle externo de terras e recursos naturais é impulsionado pelo processo de expansão de fronteiras e modernização da agricultura, sobretudo a partir da década de 1980, que culmina na consolidação e territorialização do agronegócio na região a partir dos anos 2000. Mais recentemente, com a crise de 2008, percebe-se a intensificação do processo de apropriação de terras, águas e recursos naturais, com a perspectiva de produção de commodites para o mercado global. As análises apoiadas nos conceitos de land grabbing e water grabbing afirmam que após a crise de 2008, que tem caráter financeiro, alimentar (aumento do preço dos alimentos) e energético, há um aumento significativo da demanda por terras, águas e recursos naturais em países exportadores de gêneros primários, a exemplo do Brasil, que acaba por aquecer o mercado de terras, inclusive em escala global, e provocar um aumento no preço dos ativos ligados à terra, a exemplo da água. Este contexto manifesta especificidades com a implementação do PDA Matopiba, que representa, no Oeste Baiano um “novo” ciclo de expansão de fronteiras, que tem na apropriação das águas um suporte fundamental, já que esta região está situada no cerrado – principal reserva hídrica do país. Neste sentido, o presente trabalho pretendeu analisar o papel da apropriação das águas pelas empresas vinculadas ao agronegócio na sua territorialização no bioma cerrado do Oeste Baiano, considerando principalmente o período de implementação do PDA Matopiba (2015-2018). Para isso, utilizou-se como estudo de caso o município de Correntina, na Bahia, buscando identificar as principais estratégias utilizadas pelas empresas para se apropriarem das águas, compreendendo como o agronegócio se utiliza destas estratégias no processo de construção do controle das águas, quais são os principais interesses envolvidos, e os conflitos provocados. Além disso, foi possível analisar a interface entre apropriação das águas, apropriação territorial, expansão de fronteiras e territorialização do agronegócio na região em estudo.

apropriação, águas, agronegócio, fronteira, Oeste da Bahia, Matopiba.
BONFIM, Joice Silva. Water appropriation, Matopiba and territorialization of agribusiness in West Bahia: the borderless waters of Correntina. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade). Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ. 2019. The appropriation of land, territories and natural resources is an element that marks the 'development' of Brazilian agriculture since the colonial time. In West Bahia, the intensification of monopoly and external control of land and natural resources is driven by the process of expanding borders and modernizing agriculture, especially since the 1980s, which culminates in the consolidation and territorialization of agribusiness in the region from the 2000s. More recently, with the 2008 crisis, it is perceived the intensification of the appropriation of lands, waters and natural resources process, with the perspective of commodity production for the global market. The analyzes supported by the land grabbing and water grabbing concepts state that after the 2008 financial, alimentary (food price inflation) and energy crisis, there is a significant expansion in demand for land, water and natural resources in countries exporters of primary genres, such as Brazil, which eventually warms the land market, including on a global scale, and causes an increase in the price of land-related assets, such as water. This context manifests specificities with the implementation of the Matopiba PDA (Portuguese for Agricultural Development Plan of Matopiba), which represents, in West Bahia, a “new” cycle of border expansion. It has a fundamental support in the appropriation of water, since this region is located in the Cerrado - the main water reserve of the country. In this sense, the present work aimed to analyze the role of water appropriation by agribusiness companies in their territorialization in the Cerrado biome of West Bahia, considering mainly the period of implementation of the Matopiba PDA (2015-2018). For this, it was used as a case study the city of Correntina, Bahia, seeking to identify the main strategies used by companies to appropriate the water, understanding how agribusiness uses these strategies in the process of construction of water control, what the main interests involved are, and the conflicts provoked. In addition, it was possible to analyze the interface between water appropriation, territorial appropriation, border expansion and agribusiness territorialization in the region under study.
appropriation;water;agribusiness;borders;West Bahia;Matopiba.
0
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

DESENVOLVIMENTO, AGRICULTURA E SOCIEDADE
INSTITUIÇÕES, MERCADO E REGULAÇÃO
Expansão do agronegócio, mercado e estrangeirização de terras e ação do Estado: um olhar crítico sobre as transformações no meio rural brasileiro

Banca Examinadora

SERGIO PEREIRA LEITE
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
SERGIO PEREIRA LEITE Docente - PERMANENTE
PAULO ROBERTO RAPOSO ALENTEJANO Participante Externo
KARINA YOSHIE MARTINS KATO Docente - PERMANENTE

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
CONS NAC DE DESENVOLVIMENTO CIENTIFICO E TECNOLOGICO - Bolsa de Mestrado no País GM 24

Vínculo

Colaborador
Outros
Profissional Autônomo
Sim