Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA
LETRAS (40002012012P8)
Direito e Literatura: a construção identitária da mulher em Marina Colasanti.
KALLIGE CRISTINA JACOBSEN
DISSERTAÇÃO
20/08/2018

Esta dissertação apresenta, como objeto de pesquisa, a configuração da identidade feminina em contos de Marina Colasanti sob a perspectiva do Direito. O corpus deste trabalho é constituído por oito contos, a saber, “Sem Asas, Porém...”, “Ela era sua tarefa”, “A Moça Tecelã”, “Quando já não era mais necessário”, “Para que Ninguém a Quisesse”, “Por Preço de Ocasião”, “Uma Questão de Educação” e “Porém, Igualmente”. O objetivo deste estudo é analisar os mecanismos de construção da identidade feminina nas narrativas ficcionais de Marina Colasanti, observando o fenômeno jurídico pelas lentes da Literatura, por meio dos imaginários sociojurídicos e dos sistemas de valores instaurados nos contos da autora. Para executar esta tarefa, a investigação é desenvolvida por meio da teoria Semiótica de linha francesa, a fim de perceber como as significações e os percursos passionais são construídos nos discursos. Além desta teoria, os procedimentos de análise apoiam-se na perspectiva teórica do Direito na Literatura, que observa a Literatura como instância para pensar o Direito, ampliando suas discussões com perspectivas mais humanizadoras. As análises do corpus literário são realizadas com base nas temáticas jurídicas do “Sistema jurídico como mantenedor de submissão feminina”, da “Dissolução da Sociedade Conjugal”, da “Violência contra a mulher”, e do “Feminicídio e Crimes Passionais”. As análises, ancoradas no arcabouço teórico utilizado, reconstroem o ethos do enunciador Marina Colasanti, que instaura nas narrativas a ideologia da igualdade de gêneros e aponta para a multiplicidade de identidades femininas presentes na contemporaneidade, que transitam entre aceitar e transgredir o sistema patriarcal.

Direito e Literatura. Semiótica. Marina Colasanti. Imagem Feminina. Contos.
This dissertation thesis presents as the research object, the woman identity configuration in short stories written by Marina Colasanti, with a legal perspective. The corpus of this work consists of eight short stories, namely, “Sem Asas, porém...”, “Ela era sua tarefa”, “A Moça Tecelã”, “Quando já não era mais necessário”, “Para que Ninguém a Quisesse”, “Por Preço de Ocasião”, “Uma Questão de Educação” and “Porém, Igualmente”. The purpose of this study is to analyze the mechanisms of feminine identity construction in the fictional narratives of Marina Colasanti, observing the legal phenomenon through the eyes of Literature, through the social imaginaries and the values systems established in the author’s short stories. To perform this task, this research is developed through the French Semiotics theory, in order to understand how meanings and passionate paths are constructed in discourses. In addition to this theory, the procedures of analysis are based on the theoretical perspective of the Law in Literature, which observes the Literature as an instance to consider the Law, expanding its discussions with more humanizing perspectives. The literary corpus of research is organized in the judicial themes of the “Legal system as maintainer of feminine submission”, the “Dissolution of the Marital Society”, the “Violence against woman”, the “Women Murder” and “Passional Crimes”. The analysis, anchored in the theoretical base, reconstruct the ethos of Colasanti’s enunciator, who establishes in the narratives the ideology of gender equality and points to the multiplicity of feminine identities present in the contemporary world that transits between accepting and transgressing the patriarchal system.
Law and Literature. Semiotics. Marina Colasanti. Woman Image. Short stories.
1
167
PORTUGUES
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA
O trabalho não possui divulgação autorizada

Contexto

LITERATURA COMPARADA
REPRESENTAÇÕES E TEXTUALIDADES
Discurso e nação

Banca Examinadora

LUIZ CARLOS MIGLIOZZI FERREIRA DE MELLO
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
SUELY LEITE Docente - PERMANENTE

Vínculo

-
-
-
Não