Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
CIÊNCIA ANIMAL NOS TRÓPICOS (28001010036P7)
CARACTERIZAÇÃO CLÍNICA DAS AFECÇÕES ORAIS EM CÃES E GATOS NO MUNICÍPIO DE SALVADOR-BA
KARLA BOMFIM BORGES
DISSERTAÇÃO
31/08/2018

Várias são as afecções orais encontradas na cavidade oral de cães e gatos, mas a mais comum é a doença periodontal, que se caracteriza pela inflamação gengival (gengivite) e pela inflamação do periodonto (periodontite). Possui origem infecciosa de ação bacteriana, a qual possui uma capacidade de ação focal e sistêmica no animal acometido. Os sinais clínicos de identificação da doença periodontal podem variar, porém os mais comuns são a halitose e a inflamação gengival. O objetivo com este trabalho foi realizar a caracterização clínica das afecções orais de cães e gatos no Município de Salvador, Bahia; assim como saber o nível de conhecimento dos guardiões quanto às ações profiláticas domiciliares. Para isso, foram analisadas as informações obtidas por meio do atendimento de cães e gatos com afecções orais realizadas em clínicas veterinárias da iniciativa privada e no Hospital de Medicina Veterinária da Universidade Federal da Bahia. Foram avaliados 184 animais (162 cães e 22 gatos), destes, 175 apresentaram doença periodontal (95,11%; 175/184), sendo 156 cães (84,78%; 156/175) e 19 gatos (10,33%; 19/175); observando-se que em 45% (70/156) dos cães e 47% (9/19) dos gatos, a doença periodontal foi classificada como grave. Verificou-se uma relação significativa (p<0,05) entre presença de gengivite e a proximidade dentária, má oclusão, sangramento gengival, halitose, mobilidade dentária, placa bacteriana, calculo dentário e exposição de furca dentária. Perante a análise da apresentação clínica da doença periodontal, pode-se constatar que 96% (168/175) dos casos estudados possuíam halitose, 34,3% (60/175) tinham mobilidade dentária patológica, 96% (168/175) com presença de placa bacteriana, 90,3% (158/175) com gengivite, 83,4% (146/175) com presença de cálculo dentário, 46,3% (81/175) com exposição de furca dentária e 58,9% (103/175) com retração gengival. Os resultados revelaram a prevalência da doença periodontal grave como a mais encontrada em ambas as espécies, diante de tais resultados, observou-se que há a necessidade de realização de uma orientação preventiva mais adequada, um diagnóstico precoce e uma recomendação terapêutica apropriada.

Canino;Cavidade oral;Doença periodontal;Felino
Several are the oral disorders found in the oral cavity of dogs and cats, but the most common is periodontal disease, which is characterized by gingival inflammation (gingivitis) and inflammation of the periodontal (periodontitis). It has infectious origin of bacterial action, which has a capacity of focal and systemic action in the affected animal. The clinical signs of identification of periodontal disease may vary, but the most common are halitosis and gingival inflammation. The objective with this work was to perform the clinical characterization of the oral disorders of dogs and cats in the municipality of Salvador, Bahia; as well as knowing the level of knowledge of the guardians as to the actions prophylactic households. For this, the information obtained was analyzed through the care of dogs and cats with oral disorders performed in veterinary clinics of the private initiative and in the Hospital of Veterinary Medicine of the Federal University of Bahia. 184 animals (162 Dogs and 22 cats) were evaluated, 175 presented periodontal disease (95.11%; 175/184), being 156 dogs (84.78%; 156/175) and 19 cats (10.33%; 19/175); observing that at 45% (70/156) of dogs and 47% (9/19) of cats, periodontal disease was classified as severe. There was a significant relationship (p < 0.05) between the presence of gingivitis and the dental proximity, bad occlusion, gingival bleeding, halitosis, dental mobility, bacterial plaque, dental calculus and exposure of dental furca. Given the analysis of the clinical presentation of periodontal disease, it can be found that 96% (168/175) of the cases studied possessed halitosis, 34.3% (60/175) had pathological dental mobility, 96% (168/175) with bacterial plaque presence, 90.3% (158/175) with gingivitis, 83.4% (146/175) with dental calculus presence, 46.3% (81/175) with dental furca exposure and 58.9% (103/175) with gingival retraction. The results revealed the prevalence of serious periodontal disease as the most found in both species, faced with such results, it was observed that there is the need to carry out a more suitable preventive guidance, an early diagnosis and a appropriate therapeutic recommendation.
Canine;Feline;Oral cavity;Periodontal disease
01
93
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

SAÚDE ANIMAL
PATOLOGIA, CLÍNICA E CIRURGIA VETERINÁRIA
Caracterização clínica das afecções orais em cães e gatos no município de Salvador-BA

Banca Examinadora

JOAO MOREIRA DA COSTA NETO
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
ROBERTA COSTA DIAS Participante Externo
MELISSA HANZEN PINNA VALENTIM Docente - PERMANENTE
JOAO MOREIRA DA COSTA NETO Docente - PERMANENTE
FRANCISCO DE ASSIS DOREA NETO Participante Externo

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
CONS NAC DE DESENVOLVIMENTO CIENTIFICO E TECNOLOGICO - CAPES 24

Vínculo

-
-
-
Sim