Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
CIÊNCIA ANIMAL NOS TRÓPICOS (28001010036P7)
MALFORMAÇÕES, ABORTO E PERDA EMBRIONÁRIA EM PEQUENOS RUMINANTES CAUSADOS POR INGESTÃO DE Cenostigma pyramidale (TUL.) Gagnon & G.P. Lewis NO ESTADO DA BAHIA
SUELEN DIAS SILVA DOS REIS
TESE
19/07/2018

Para comprovar o envolvimento da Cenostigma pyramidale (Tul.) Gagnon & G.P. Lewis (“catingueira”) em surtos de malformações em pequenos ruminantes no semiárido baiano, foram realizados experimentos com caprinos e ovinos. Oito cabras receberam folhas frescas (G1) de C. pyramidale durante período reprodutivo e gestação, e oito cabras controle (G2) receberam capim tifton (Cynodon dactylon) e água ad libitum. Do G1, quatro cabras estavam prenhes com 28 dias de gestação, porém aos 56 dias exame ultrassonográfico resultou negativo sugerindo perda embrionária. Uma cabra prenhe morreu aos 70 dias, porém seus fetos apresentaram micrognatia. As três cabras restantes deste grupo pariram cordeiros com malformações como artrogripose, escoliose e micrognatia, além da hipoplasia dos lobos pulmonares esquerdos em uma cria. O G2 pariu um total de 13 cabritos sem alterações. Ovelhas prenhes foram divididas em seis grupos. Os G1, G2, G3 e G4 foram compostos pelas mesmas ovelhas, com exceção de duas substituídas em G3 e G4, e receberam folhas fenadas a partir do 4º dia após monta natural ao 80º dia de gestação, nas doses diárias de 1%, 2%, 0,5% e 0,25% do peso vivo (PV) respectivamente. Para o G5 e o G6, com 10 animais cada, as doses diárias foram de 0,25% e 0,5% do PV, a partir do 26º dia de gestação ao 98º dia de gestação. O grupo controle, composto por 16 ovelhas, recebeu ração e capim (Cynodon dactylon). Foi detectada perda embrionária em 4 ovelhas do G1, em 3 do G2, e em 1 do G3. Aborto ocorreu em 1 animal do G1, 1 do G2, e 1 do G6, cujo feto apresentava anasarca e bragnatismo superior. Uma ovelha do G4 pariu um cordeiro natimorto com malformações ósseas e de tecidos moles. Malformações também foram observadas em cordeiros de uma ovelha do G5 e de 5 ovelhas do G6. Além destas alterações, foi observada retenção placentária em 1 ovelha do G5 e em 2 do G6, bem como alterações de aprumos em cordeiros de matrizes destes grupos. Repetição do cio, porém sem gestação confirmada após novas montas e inseminação artificial foram verificados em 80% dos animais novamente submetidos ao experimento nos grupos 3 e 4. Do grupo controle nasceram 15 cordeiros sem alterações, porém de um parto quádruplo, houve três natimortos. Os resultados inferem que folhas de C. pyramidale fresca e fenada causam falhas reprodutivas em caprinos e ovinos.

Perdas reprodutivas;caprinos;ovinos;semiárido;catingueira;teratogenia
To prove the involvement of Cenostigma pyramidale (Tul.) Gagnon & G.P. Lewis ("catingueira") in small ruminants malformations outbreaks in the semi-arid of Bahia state in Brasil, few experiments were carried out in female goats and sheeps. Eight goats received fresh leaves (G1) of C. pyramidale during reproductive and pregnancy periods, and eight control goats (G2) received tifton grass (Cynodon dactylon) and water ad libitum. In G1, four goats were shown as pregnant with 28 days of gestation, but negative at 56 days ultrasound examination suggesting embryonic loss. One pregnant goat died at 70 days and her fetuses showed micrognathia. The three remaining goats in this group prodeced lambs with malformations such as arthrogryposis, scoliosis and micrognathia, and hypoplasia of the left pulmonary lobes in one kid. G2 gave birth 13 kids with no modifications. In sheep, pregnant ewes were divided into six groups. G1, G2, G3 and G4 were composed by the same sheep, except for two sheep substituted in G3 and G4, and received fenced leaves from the 4th day after natural mating untill the 80th gestation day with daily doses of 1%, 2 %, 0.5% and 0.25% of live weight (LW) respectively. For G5 and G6, with 10 animals each, the daily doses were 0.25% and 0.5% of the LW, from the 26th to the 98th gestation day. The control group, composed of 16 sheep, received ration and grass (Cynodon dactylon). Embryonic loss was detected in four ewes from G1, three from G2, and one from G3. Abortion occurred in one ewe of G1, one of G2, and one of G6, whose respectiv fetus presented anasarca and superior bragnatism. One G4 ewe gave birth a lamb with bone and soft tissue malformations. Malformations were also observed in lambs of one G5 sheep and five G6 sheep. In addition to these alterations, placental retention was observed in one sheep of G5 and in two of G6, as well as aplombs alterations in lambs produced by the ewes of these groups. Estrus repetition, but without confirmed pregnancy after new assemblages and artificial insemination, were verified again in 80% of the females submitted to the experiment in G3 and G4. In control group, 15 lambs were born without alterations; furthermore, of a quadruple birth, three lambs were born death. The results infer that leaves of fresh and fenced C. pyramidale cause reproductive failures in goat and sheep females.
Reproductive losses;goat;sheep;semiarid;catingueira;teratogeny
01
95
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

SAÚDE ANIMAL
PATOLOGIA, CLÍNICA E CIRURGIA VETERINÁRIA
Plantas tóxicas para animais de interesse pecuário nas Regiões Sudoeste, Baixo e Extremo Sul do Estado da Bahia

Banca Examinadora

PEDRO MIGUEL OCAMPOS PEDROSO
DOCENTE - PERMANENTE
Não
Nome Categoria
MONICA MATTOS DOS SANTOS SIMAS Participante Externo
TIAGO DA CUNHA PEIXOTO Docente - PERMANENTE
ALBERTO LOPES GUSMAO Participante Externo
ALESSANDRA ESTRELA DA SILVA LIMA Docente - PERMANENTE
VITOR SANTIAGO DE CARVALHO Participante Externo

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
CONS NAC DE DESENVOLVIMENTO CIENTIFICO E TECNOLOGICO - CAPES 42

Vínculo

CLT
Instituição de Ensino e Pesquisa
Ensino e Pesquisa
Sim