Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
CIÊNCIA ANIMAL NOS TRÓPICOS (28001010036P7)
CARACTERIZAÇÃO MOLECULAR E SOROLÓGICA DE ISOLADOS DE LEPTOSPIRA A PARTIR DE CÃES NATURALMENTE INFECTADOS
LUCAS NOGUEIRA PAZ
DISSERTAÇÃO
16/07/2018

Estudos sorológicos para caracterização da leptospirose em cães no nosso cenário epidemiológico são pouco frequente e discordantes. Adicionalmente, as informações quanto a circulação das espécies, sorogrupos e sorovares nesses animais também são escassas. O presente estudo objetivou isolar e caracterizar cepas autóctones de Leptospira sp. em amostras de urina e sangue total obtidos de cães naturalmente infectados e com suspeita clínica de leptospirose atendidos no período de agosto de 2012 a setembro de 2017. Amostras de sangue e urina foram coletadas de 70 animas e destinadas ao Teste de Aglutinação Microscópica (MAT) e ao cultivo bacteriano. A MAT mostrou que 74,29% das amostras foram reativas. Icterohemorrhagiae (sv. Copenhageni M20) foi o sorogrupo de maior predominância com 33/52 (63,46%) de reatividade, seguido por Australis (sv. Bratislavae (5) sv. Autralis (2) com 7/52 (13,47%)). Em relação à distribuição dos títulos, 14/52 (26,92%) das amostras tiveram títulos de 200 seguido de 10/52 (19,23%) das amostras reagiram para os títulos de 400 e 800. Isolamos bactérias com morfologia e movimentação característicos de leptospiras em 13 (9,28%) amostras dentre as 140 testadas (70 de urina e 70 de sangue). A determinação da espécie foi realizada com base na identidade das sequências parciais do gene rrs (16S rRNA), enquanto o sorogrupo presuntivo dos isolados foi estabelecido através da MAT, utilizando um painel de 18 anti-soros representativos para 15 sorogrupos patogênicos. A identificação de sorovar foi feita pelo Teste de Aglutinação Microscópica com Absorção Cruzada (CAAT) com três anticorpos referentes ao sorogrupo Icterohaemorrhagiae: Mab F70 C14 (sorovar Icterohaemorrhagiae), Mab F70 C24 (sorovar Copenhegeni) e Mab F89 C12 (todos os sorovares do sorogrupo Icterohaemorrhagiae exceto Copenhageni). Todas as cepas foram caracterizadas como pertencetes à espécie Leptospira interrogans. A sorogrupagem demonstrou que nove isolados fazem parte do sorogrupo Icterohaemorrhagiae Sorovar (sv) Copenhageni. Entretanto, em quatro isolados (C29, C41, C51 e C72) foi possível determinar apenas que eram pertencentes ao sorogrupo Icterohaemorrhagiae, sendo o resultado em nível de sorovar indeterminado. Demonstramos que há a circulação da espécie Leptospira interrogans, sorogrupo Icterohaemorrhagiae, sv. Copenhageni. Adicionalmente, sugerimos que possa haver a circulação de um sorovar ainda não identificado. Desta forma, já se pode inferir a necessidade de revisão dos protocolos vacinais adotados.

Cultura;Diagnóstico;Genotipagem;Leptospira interrogans;Sorogrupagem
Serological studies for the characterization of leptospirosis in dogs in our epidemiological scenario are infrequent and discordant. In addition, information on the circulation of species, serogroups and serovars in these animals is also scarce. The present study aimed to isolate and characterize autochthonous strains of Leptospira sp. in urine and whole blood samples obtained from naturally infected and clinically suspected leptospirosis dogs from August 2012 to September 2017. Samples of blood and urine were collected from 70 animals for the Microscopic Agglutination Test (MAT) and bacterial culture. The MAT showed that 74.29% of the samples were reactive. Icterohemorrhagiae (sv. Copenhageni M20) was the most prevalent serogroup with 33/52 (63.46%) reactivity, followed by Australis (sv. Bratislavae (5) sv. Autralis (2) with 7/52 (13.47%)). Regarding the distribution of titers, 14/52 (26.92%) of the samples had titers of 200 followed by 10/52 (19.23%) of the samples reacted for the 400 and 800 titers. We isolate bacteria with characteristic morphology and movement of leptospires in 13 (9.28%) samples from 140 tested (70 urine and 70 blood). Species determination was performed based on the identity of the rrs (16S rRNA) partial sequences, while the presumptive serogroup of the isolates was established through MAT using a panel of 18 representative antisera to 15 pathogenic serogroups. Identification of serovar was done by the Cross-Absorption Microscopic Agglutination Test (CAAT) with three antibodies related to the serogroup Icterohaemorrhagiae: Mab F70 C14 (serovar Icterohaemorrhagiae), Mab F70 C24 (serovar Copenhegeni) and Mab F89 C12 (all serogroups of the serogroup Icterohaemorrhagiae except Copenhageni). All strains were characterized as belonging to the species Leptospira interrogans. Serogroups showed that nine isolates were part of the serovar Icterohaemorrhagiae Serovar (sv) Copenhageni. However, in four isolates (C29, C41, C51 and C72), it was possible to determine only that they belonged to the serogroup Icterohaemorrhagiae, and the result was at the indeterminate serovar level. We show that there is circulation of the species Leptospira interrogans, serogroup Icterohaemorrhagiae, sv. Copenhageni. Additionally, we suggest that there may be a circulation of a yet unidentified serovar. In this way, it is possible to infer the need to review the vaccine protocols adopted.
Culture;Diagnostic;Genotyping;Leptospira interrogans;Serogrouping
01
64
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

SAÚDE ANIMAL
DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS
Abordagem multidisciplinar para o diagnóstico da leptospirose em cães naturalmente infectados

Banca Examinadora

MELISSA HANZEN PINNA VALENTIM
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
ARIANNE PONTES ORIA Docente - PERMANENTE
FEDERICO COSTA Participante Externo
CAMILA HAMOND REGUA MOTTA REIS Participante Externo
MELISSA HANZEN PINNA VALENTIM Docente - PERMANENTE

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
CONS NAC DE DESENVOLVIMENTO CIENTIFICO E TECNOLOGICO - CAPES 24

Vínculo

-
-
-
Sim