Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ
ECONOMIA (40004015007P7)
Determinantes do emprego formal na região sul: uma abordagem espacial
ABILIO SILVEIRA GARCIA NETO
DISSERTAÇÃO
23/02/2018

Este trabalho tem por objetivo estudar os determinantes do emprego formal na região Sul do Brasil e verificar se há algum efeito espacial no comportamento do emprego para os anos de 2003 e 2013. Partindo do arcabouço teórico de Marston (1985), estima-se um modelo para cada um dos anos estudados, tendo por variável dependente o nível de ocupação dos municípios, estimados com dados da RAIS. A Análise Exploratória de Dados Espaciais (AEDE) confirma a presença de dependência espacial do nível de ocupação para os anos selecionados. Foram estimados modelos do tipo Spatial Autorregressive (SAR), Spatial Error Model (SEM), Spatial Durbin Model (SDM) e Spatial Durbin Error Model (SDEM) para 2003 e modelos do tipo SEM e SDEM para 2013. O modelo SDEM teve a melhor performance para os dois anos. A partir dos modelos estimados, tem-se que para 2003, o setor industrial e de serviços tem efeitos positivos sobre o nível de ocupação dos municípios, enquanto o setor agropecuário tem impacto negativo. A remuneração média também tem impactos negativos no nível de emprego formal. A proporção de alfabetizados na população potencialmente ativa e a densidade demográfica não apresentaram resultados estatisticamente significativos para 2003. Em relação as variáveis espacialmente defasadas, apenas as variáveis referentes ao setor industrial, remuneração média e densidade se mostraram significativas, sendo que estas duas últimas apresentaram sinais negativos. Em 2013, a população alfabetizada e a densidade são estatisticamente significativas e com efeitos positivos no nível de ocupação, evidenciando a importância no capital do humano no mercado de trabalho no período recente. Em 2013, todas as variáveis espacialmente defasadas se mostraram estatisticamente significativas, indicando uma maior interação entre os municípios dessa região.

Econometria espacial;Emprego formal;Nível de ocupação;Municípios;Região Sul
This paper aims to study the determinants of formal employment in the southern region of Brazil and to verify if there is any spatial effect on the behavior of employment for the years 2003 and 2013. Based on the theoretical framework of Marston (1985), it is estimated a model for the selected years, where the dependent variable is the employment-to-population ratio of the municipalities, estimated with RAIS data. The Exploratory Analysis of Spatial Data (ESDA) confirms the presence of spatial dependence of the employment-to-population ratio for the two years. Spatial Autorregressive (SAR), Spatial Error Model (SEM), Spatial Durbin Model (SDM) e Spatial Durbin Error Model (SDEM) models were estimated for 2003 and SEM and SDEM models for 2013. The SDEM model had the best performance for the two years. Based on the estimated models, it is estimated that in 2003, the industrial and services sector has positive effects on the employment-to-population ration of municipalities, while the agricultural sector has a negative impact. Average remuneration also has negative impacts on the level of formal employment. The proportion of literate people in the potentially active population and the population density did not present statistically significant results for 2003. In relation to the spatially-lagged variables, only the variables referring to the industrial sector, average remuneration and density were significant, and the latter two presented negative signs. In 2013, the literate population and density are statistically significant and have positive effects on the level of occupation, evidencing the importance of the human capital in the labor market in the recent period. In 2013, all spatially-lagged variables were statistically significant, indicating a greater interaction among the municipalities of this region.
Spatial econometrics;Formal employment;Employment to population ratio;Municipalities;Southern Region
1
59
PORTUGUES
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ
O trabalho não possui divulgação autorizada

Contexto

TEORIA ECONÔMICA
ECONOMIA APLICADA
-

Banca Examinadora

JOSE LUIZ PARRE
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
MARINA SILVA DA CUNHA Docente - PERMANENTE
ANDREIA MOREIRA DA FONSECA BOECHAT Participante Externo

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
CONS NAC DE DESENVOLVIMENTO CIENTIFICO E TECNOLOGICO - Bolsa de Mestrado no País GM 24

Vínculo

-
-
-
Não