Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA
LETRAS (40002012012P8)
A paisagem em Valdomiro Silveira: um estudo de contos de Leréias.
HELLYERY AGDA GONCALVES DA SILVA
DISSERTAÇÃO
05/04/2017

Este trabalho tem por objetivo investigar como ocorre a configuração da paisagem e a indissociável relação entre personagem e paisagem em alguns contos de Leréias, do autor paulista Valdomiro Silveira. Tendo sua primeira publicação em 1945, o livro é composto por 24 contos ou Histórias contadas por eles mesmos, conforme o subtítulo da antologia, as quais trazem por tema o universo cultural do caipira (valores, hábitos, relações interpessoais, de trabalho etc.). Diferente de Os caboclos, Mixuangos, Nas serras e nas furnas (e Mucufos), em Leréias todos os contos são narrados em primeira pessoa, sendo o caipira dono e personagem da história. Por meio de um trabalho laborioso de observação, pesquisa e análise de dados, Valdomiro Silveira fez disso seu projeto literário. A fim de cumprir com o objetivo, foi realizado um estudo de cunho bibliográfico, que está dividido em três momentos: o primeiro traz aspectos biográficos do autor e a recepção crítica de suas obras; o segundo, por estudar a configuração da paisagem, discute espaço e os caminhos para se chegar a um conceito de paisagem e sua relação com a literatura. Para isso, foi necessário percorrer diferentes áreas do conhecimento, como geografia, arte e filosofia, apropriando-se dos estudos de Paul Claval, Milton Santos, Yi Fu Tuan, Merleau-Ponty, Anne Cauquelin, Raffaelle Milani e Michel Collot, apenas para citar alguns. Para o último momento, foram selecionados cinco contos: “Do pala aberto”; “Na folha larga”; “Sonharada”; “Força escondida” e “Resignado”, nos quais foi verificado o imbricamento entre personagem e paisagem, tendo em vista que esta é constituída por três elementos intrínsecos: local (in situ), percepção (in visu) e representação (in art), propostos por Collot (2005). Na literatura de Valdomiro Silveira, a paisagem aparece como um componente determinante de sentido, não apenas como um elemento decorativo ou pano de fundo, uma vez que sua escrita é genuína, nova e peculiar, longe de artificialidades. A paisagem evocada nas narrativas apresenta o mundo rural do caipira, o espaço e o sujeito que o integra, com sua bagagem cultural, seus sentimentos e percepções sobre o que vê e sente. Acreditamos que a ótica da paisagem aplicada na obra valdomiriana é um dos meios de se evidenciar a singularidade inventiva do autor.

Valdomiro Silveira;Leréias;paisagem.
This work aims to investigate how the configuration of the landscape occurs, and the inseparable relationship between character and landscape in some tales of Leréias, by the author Valdomiro Silveira, from São Paulo. Having its first publication in 1945, the book is composed of 24 short stories or Histórias contadas por eles mesmos, according to the subtitle of the anthology, which brings the theme of the cultural universe of the caipira (values, habits, interpersonal relations, work relations, etc.). Unlike Os caboclos, Mixuangos, Nas serras e nas furnas (e Mucufos), in Leréias all tales are narrated in the first person, being the caipira owner and character of the story. Through a laborious work of observation, research and data analysis, Valdomiro Silveira had made this his literary project. In order to fulfill the objective, a bibliographic study was made, which is divided in three moments: the first one brings biographical aspects of the author and the critical reception of his works; the second, by studying the configuration of the landscape, discusses space and the ways to formulate a concept of landscape and its relationship with literature. For that, it was necessary to cover different areas of knowledge, such as geography, art, and philosophy, appropriating the studies of Paul Claval, Milton Santos, Yi Fu Tuan, Merleau-Ponty, Anne Cauquelin, Raffaelle Milani and Michel Collot, just to mention some authors. For the last moment, five short stories were selected: “Do pala aberto”; “Na folha larga”; “Sonharada”; “Força escondida” and “Resignado”, in which the interweaving between character and landscape was verified, considering that it is constituted by three intrinsic elements: place (in situ), perception (in visu) and representation (in art), as proposed by Collot (2005). In the literature of Valdomiro Silveira, the landscape appears as a determinant component of meaning, not only as a decorative element or as backdrop, since its writing is genuine, new and peculiar, far from artificialities. The landscape evoked in the narratives presents the rural world of the caipira, the space and the subject that integrates it with their cultural baggage, their feelings, and perceptions about what they see and feel. We believe that the view of the landscape applied in Valdomiro Silveira’s works is one of the ways of pointing out the author's inventive singularity.
Valdomiro Silveira;Leréias;landscape.
1
102
PORTUGUES
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA
O trabalho não possui divulgação autorizada

Contexto

LITERATURA BRASILEIRA E OUTRAS LITERATURAS VERNÁCULAS
PRODUÇÕES LITERÁRIAS MODERNAS E CONTEMPORÂNEAS
FIGURAÇÕES DA PAISAGEM NA LITERATURA BRASILEIRA

Banca Examinadora

REGINA CELIA DOS SANTOS
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
ADILSON DOS SANTOS Docente - PERMANENTE
CLARICE ZAMONARO CORTEZ Participante Externo

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP - Programa de Demanda Social 15

Vínculo

-
-
-
Não