Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
CIÊNCIA ANIMAL NOS TRÓPICOS (28001010036P7)
AVALIAÇÃO DE FELINOS DOMÉSTICOS COMO FATOR DE RISCO A INFECÇÃO POR TOXOPLASMA GONDII EM SALVADOR, BAHIA, BRASIL
MARINA BEZERRA DE ANDRADE
DISSERTAÇÃO
31/08/2017

A toxoplasmose é uma protozoonose cosmopolita, causada pelo Toxoplasma gondii e acomete aves e mamíferos, dentre estes o homem, e o gato doméstico que é o hospedeiro definitivo. Por sua grande importância na saúde pública, nas medicinas humana e veterinária têm-se realizado diversas pesquisas voltadas para seu diagnóstico, controle e prevenção. Como existem relatos controversos na literatura científica sobre a importância ou não da criação de gatos como fator de risco para a infecção por este protozoário, o presente estudo teve como objetivo avaliar a criação de felinos domésticos como fator de risco para infecção por Toxoplasma gondii em humanos na cidade de Salvador, estado da Bahia, assim também como avaliar outros potenciais fatores de risco para aquisição da infecção. Como principal ferramenta de pesquisa aplicou-se sorologia por ELISA para detecção de anticorpos específicos da classe IgM e IgG em um grupo de 104 humanos, sendo metade destes proprietários de gatos e a outra metade não proprietários, como grupo controle. Dentre os felinos, 70 animais foram testados através das técnicas de HAI e RIFI. Os resultados da sorologia foram então confrontados com as respostas dos questionários aplicados aos humanos e se procedeu a uma análise estatística para verificar possíveis associações. Nenhum gato foi positivo nos testes sorológicos. Não houve correlação estatisticamente significativa para o fato de se possuir gato ou não e a soropositividade para T. gondii em humanos (p=0,091). Dentre os fatores de risco com correlação significativa, foram verificados os seguintes hábitos: consumo de verduras cruas sem lavar (p=0,002), consumo de frutas sem lavar (p=0,003), e preparo de alimento com água não tratada (p=0,009), bem como ofertar outro alimento que não ração comercial ao gato de estimação (p=0,001). Como conclusão, podemos afirmar que no ambiente doméstico não há influência do fato de se criarem gatos na soroprevalência para T. gondii na população estudada da cidade de Salvador, e que hábitos de higiene, principalmente alimentar, influenciam diretamente na exposição ao protozoário.

fatores de risco;Felis catus;toxoplasmose;zoonose
Toxoplasmosis is a worldwide-distributed protozoan zoonosis, caused by Toxoplasma gondii and affects birds and mammals, including humans, and the domestic cat is the definitive host. As an important disease in the public health, it is highly investigated in both human and veterinary medicine fields. Researchers are being conducted worldwide on the development of diagnosis assays and toxoplasmosis control and prevention measures. As there are conflicting data on the role of cat ownership as a risk factor to the human infection with the protozoa, the aim of the present study was to evaluate pet cats as risk factor to Toxoplasma gondii infection in humans from Salvador city, Brazil, and also evaluate other potential risk factors. ELISA was performed to detect specific IgM and IgG in a group of 104 humans, being half of them cat owners, and also IHA and IFAT were used to test 70 cats owned by these 52 people. The serological results were correlated with epidemiological data collected through a questionnaire applied to the humans screened in this study through statistical tests. None of the cats was positive in the serological assays. There was no significant statistic correlation between the fact of having a cat or not and the T. gondii infection in humans (p=0,091). The following habits have been significantly correlated as risk factors: consumption of raw vegetables without proper washing (p=0,002), consumption of fruits without previous washing (p=0,003), food prepared with non-treated water (p=0,009), as well as offering to cats non-commercial food (p=0,001). With these results, it can be concluded that cat ownership has no influence in the infection by T. gondii in the studied population from Salvador city, and that hygiene habits, mainly food consumption preventive measures, have influence in the infection with the protozoa.
risk factors;Felis catus;toxoplasmosis;zoonosis
01
51
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
O trabalho não possui divulgação autorizada

Contexto

SAÚDE ANIMAL
DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS
Detecção de Toxoplasma gondii, Sarcocystis hominisuis e Toxocara canis em produtos cárneos comercializados em feiras livres de Feira de Santana, BA, e genotipagem das cepas de T. gondii isoladas (CONSEPE 173/2012)

Banca Examinadora

RICARDO WAGNER DIAS PORTELA
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
THIAGO CAMPANHARO BAHIENSE Participante Externo
RICARDO WAGNER DIAS PORTELA Docente - PERMANENTE
STELLA MARIA BARROUIN MELO Docente - PERMANENTE

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
CONS NAC DE DESENVOLVIMENTO CIENTIFICO E TECNOLOGICO - CAPES 24

Vínculo

CLT
Empresa Privada
Profissional Autônomo
Sim