Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
CIÊNCIA ANIMAL NOS TRÓPICOS (28001010036P7)
Modalidades sedativas ou anestésicas em aves e primatas silvestres
DEBORA PASSOS HINOJOSA SCHAFFER
TESE
15/02/2017

Diversas espécies de psitacídeos e cebídeos são encontradas em zoológicos e centros de triagens de animais silvestres. O manejo destes animais normalmente está condicionado ao uso de sedativos e anestésicos para contenção química sempre que os métodos de contenção física possam exceder o nível de estresse tolerado pela espécie. Técnicas de sedação minimamente invasivas em aves, como a via intranasal, demonstram ser opção factível comparativamente às técnicas de administração parenteral de rotina, por promover contenção fácil e segura. Objetivou-se com esta pesquisa descrever os efeitos sedativos após administração do midazolam (2 mg/kg) intranasal (INS) em treze araras-canindé, dez papagaios-verdadeiros e dez papagaios-do-mangue. Todos os animais apresentaram sedação satisfatória, apresentaram-se cooperativos e com relaxamento muscular de grau moderado a intenso. De forma semelhante, o manejo do macaco-prego, pertencente à família Cebidae, vai além das técnicas de sedação, pois o aumento da população da espécie em cativeiro demanda a realização de métodos de contracepção cirúrgica para controle populacional. O uso de opióides e alfa-2 agonistas na via peridural oferece rápido início de ação do fármaco e longos períodos de analgesia com indicação para procedimentos cirúrgicos em abdome caudal, no entanto, são limitadas as pesquisas com avaliação dos efeitos hemodinâmicos desta via em pacientes silvestres. Objetivou-se avaliar os efeitos cardiorrespiratórios após a anestesia peridural com lidocaína (5 mg/kg) associada a morfina (MOR) (0,1 mg/kg) ou à dexmedetomidina (DEX) (1 μg/kg) em fêmeas de macacos-prego submetidas a cirurgia de ligadura tubárica bilateral, como técnica adjuvante ao protocolo de anestesia geral. Houve redução da frequência de pulso no grupo DEX e da pressão arterial em DEX e MOR, sem alterações na SpO2. A temperatura diminuiu ao longo do tempo em ambos os grupos, os quais também apresentaram estabilidade no ritmo cardíaco.

analgesia;anestesia local;monitoração;transmucosa,;sedação
Several species of parrots and monkeys are found in zoos and triage centers for wildlife animals. The management of these animals is usually conditioned to the use of sedatives and anesthetics for chemical restraint whenever physical restraint methods may exceed the level of stress tolerated by the species. Minimally invasive techniques of sedation in birds, such as the intranasal route, have proven to be a good alternative when compared to routine parenteral administration techniques, for promoting easy and safe constraint. The aim of the present study was to describe the sedative effects of intranasal (INS) midazolam (2 mg kg-1) administration in thirteen blue-and-yellow macaws, ten blue-fronted Amazon and ten orange-winged Amazon. Every animal presented satisfactory sedation and presented cooperative and with moderate to intense muscle relaxation. Similarly, the management of capuchin monkeys (family Cebidae) requires more than sedative techniques, once the increased occurrence of these species in captivity demands contraceptive surgical methods for population control. Opioid analgesics and alpha-2 agonists epidurally administered promote cranial blocks, sufficient to control various degrees of pain. However, researches on the hemodynamic effects of this route in wild patients are limited. The objective of the present study was to evaluate the hemodynamic effects after epidural anesthesia with lidocaine (5 mg kg-1) associated with morphine (MOR) (0.1 mg kg-1) or dexmedetomidina (DEX) (1 μg kg-1) in female capuchin monkeys, submitted to bilateral tubal ligation surgery as an adjuvant technique to general anesthesia protocol. There was a decrease of heart rate in DEX and the blood pressure in DEX and MOR, with no changes in SpO2. There was a significant reduction of temperature, over time, in both groups, which also presented stability of the cardiac rhythm.
analgesia,;local anesthesia;monitoring;transmucosal;sedation
01
105
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

SAÚDE ANIMAL
PATOLOGIA, CLÍNICA E CIRURGIA VETERINÁRIA
AVALIAÇÃO DE PARÂMETROS OFTÁLMICOS E FISIOLÓGICOS EM DIVERSAS ESPÉCIES DE ANIMAIS SILVESTRES

Banca Examinadora

ARIANNE PONTES ORIA
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
VANESSA BASTOS DE CASTRO SOUZA Participante Externo
VIVIAN FERNANDA BARBOSA Docente - COLABORADOR
DEUSDETE CONCEICAO GOMES JUNIOR Participante Externo
JOAO MOREIRA DA COSTA NETO Docente - PERMANENTE
ARIANNE PONTES ORIA Docente - PERMANENTE

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUNDACAO DE AMPARO A PESQUISA DO ESTADO DA BAHIA - Programa de Bolsas FAPESB - Cota Institucional 30

Vínculo

Servidor Público
Instituição de Ensino e Pesquisa
Ensino e Pesquisa
Sim