Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
CIÊNCIA ANIMAL NOS TRÓPICOS (28001010036P7)
Avaliação da cristalização da lágrima de cães: métodos de colheita e comparação entre duas escalas de classificação
FELIPE BALDO LIMA
DISSERTAÇÃO
13/03/2017

O filme lacrimal pré-corneano (FLPC) é de importância vital para manutenção da saúde da superfície ocular, entretanto, trata-se de uma estrutura complexa e de baixo volume o que por vezes dificulta a sua avaliação, portanto, é importante entender de forma completa a fisiologia do filme lacrimal. Testes para a avaliação quantitativa do FLPC são utilizados de forma rotineira em Medicina Veterinária, contudo, testes que avaliem a qualidade da lágrima são desafiadores, por possuírem técnicas complexas ou que demandem alto custo de aparelhagem. O teste de cristalização da lágrima apesar de ser um teste classificado como laboratorial, possui aplicabilidade na rotina clínica, e pode trazer informações indiretas importantes em relação a composição bioquímica bruta do FLPC. Diversos estudos atestam a sua aplicabilidade e reprodutibilidade, o teste consiste em deixar uma gota de lágrima secar sobre uma lâmina de microscopia e avaliar o padrão de cristalização assumido pela amostra, padrão similar a “folhas de samambaia”. A classificação dos padrões de cristalização se dá de acordo com a densidade das formações dos cristais, e é comumente realizada a partir da escala proposta por Rolando, todavia, mais recentemente uma nova escala, a escala de Masmali, Murphy e Purslow, foi desenvolvida a fim de melhorar sua aplicação na rotina clínica. Não há um consenso na literatura em relação a metologia a ser empregada para a obtenção de lágrima, e não existem relatos na literatura em relação ao uso do TC em cães. Foram avaliadas três metodologias de colheita de lágrima (schirmer, microcapilar e micropipeta) e aplicada duas escalas de classificação da cristalização em cães hígidos. A colheita de lágrima para o TC demonstrou-se possível e é factível a utilização de ambas escalas na classificação do fenômeno de cristalização em cães.

Olho;superfície ocular;Rolando;Masmali;composição lacrimal;filme lacrimal.
The pre-corneal tear film (PCTF) is vitally important for the ocular surface health maintenance. However, this is a complex structure and of low volume that, sometimes, makes it difficult to evaluate. Therefore, the complete understand of the tear film physiology is important. Tests for quantitative assessment of PCTF are routinelly used in veterinary medicine; however, tests for qualitative evaluation of tear are challenging, due to the complex techniques and the expensive equipments requirements. Despite the tear ferning test is considered a laboratorial technique, the results demonstrate that its applicability in the clinical routine can indirectly suggest important informations about the gross biochemistry composition of PCTF. Several studies describe its applicability and reproductibility, that consist in put a tear drop over a microscope slide and wait for drying to evaluate the ferning pattern assumed by the sample, similar to “fern leaves”. The classification of ferning pattern is performed according to the density of cristal formation, and is commonly performed by the grading proposed by Rolando. Recently, a new ferning grading was proposed by Masmali, Murphy and Puslow in order to improve the applicability of the test in the clinical routine. There is no consensus in the literature regarding the methodology for tear sampling, and there are no reports in the literature of ferning test use in dogs. Three tear sampling methodologies were assessed (schirmer, microcapillary tubes and micro-pipette) and applied to two ferning grading in healthy dogs. The tear sampling for ferning test was possible and the use of both ferning grading was feasible in dogs.
Eye;ferning;Masmali;ocular surface;Rolando;tear componentes;tear film.
01
62
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

SAÚDE ANIMAL
PATOLOGIA, CLÍNICA E CIRURGIA VETERINÁRIA
Avaliação da Cristalização da lágrima em cães hígidos

Banca Examinadora

ARIANNE PONTES ORIA
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
LUIS FERNANDO BATISTA PINTO Docente - PERMANENTE
RICARDO WAGNER DIAS PORTELA Docente - PERMANENTE
ARIANNE PONTES ORIA Docente - PERMANENTE
LUDMILA RODRIGUES MOROZ Participante Externo

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
CONS NAC DE DESENVOLVIMENTO CIENTIFICO E TECNOLOGICO - Auxilio Financeiro 24

Vínculo

CLT
Empresa Privada
Outros
Sim