Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO
Interdisciplinar em Ciências da Saúde (33009015070P2)
Crianças vitimizadas pelos pais: como elas percebem suas famílias?
CLAUDIA REGINA DE FREITAS
DISSERTAÇÃO
27/02/2013

A violência doméstica contra crianças é um fenômeno presente nas diferentes sociedades desde tempos primórdios. Ocorre de inúmeras maneiras, em vários contextos, inclusive dentro das famílias se configurando como segredo e tabu. Compreender, identificar e descrever a violência doméstica contra crianças têm sido assunto recorrente nos estudos em diversos países, dada a dimensão do fenômeno e das consequência a ele associadas, sendo considerada em nosso país um problema de saúde pública. O presente estudo teve o objetivo de investigar a percepção das vitimas (crianças vitimizadas) em relação à sua família e, principalmente, em relação ao cuidador-agressor, na tentativa de se compreender a experiência da violência sob a ótica da criança. Para tanto, foram utilizados os seguintes instrumentos na coleta de dados: Inventário de Frases no Diagnóstico de Violência Doméstica (IFVD), com o propósito de identificar sintomas (cognitivos, emocionais físicos, sociais e comportamentais),a Técnica Projetiva do Desenho de Família com Estórias (DF-E), e os prontuários das crianças nas instituições. A amostra foi composta por doze crianças com idade entre seis e doze anos, sendo que cinco delas encontravam-se abrigadas no momento da pesquisa e as outras sete estavam frequentando uma instituição voltada ao atendimento de populações em situação de vulnerabilidade. Observou-se que as crianças apresentavam indicações de transtornos emocionais, comportamentais, cognitivos e sociais. Além disto, expressaram suas experiências por meio de mecanismos de defesa (fuga, fantasia e negação); demonstraram sentimentos depressivos, medo, hostilidade e raiva. Apresentaram também desejo de receber afeto, proteção e aprovação; e, de algum modo, revelaram possuir ainda traços de resiliência na tentativa de se reestruturarem frente à sua realidade opressora. Nesse sentido, pode-se acreditar que os danos causados em decorrência da situação de vitimização possam ser amenizados com ajuda técnica adequada. Identificar os aspectos das relações implicadas no contexto da violência intrafamiliar contra crianças, a partir das necessidades manifestadas pelas vítimas, pode trazer contribuições para a prática de intervenções mais amplas dentro de diferentes contextos, tais como social, escolar, hospitalar ou outros locais de acesso da comunidade, desenvolvendo ações preventivas que contribuirão para a estruturação de relações interpessoais mais saudáveis e menos danosas.

Criança; Violência; Desenho-Estória; Transtorno; Percepção
Domestic violence against children is a phenomenon present in different societies since earliest times. It occurs in numerous ways, in various contexts, including within families shaping up as secret and taboo. Understand, identify and describe domestic violence against children have been a recurring issue in studies in several countries, given the scale of the phenomenon and the consequence associated with it, being considered in our country as a public health problem. The present study aimed to investigate the perceptions of victims (children victimized) in relation to their family, and especially in relation to caregiver-aggressor, in an attempt to understand the experience of violence from the perspective of the child. For this, we used the following instruments to collect data: Inventory Phrases in the Diagnosis of Domestic Violence, with the purpose of identifying symptoms (cognitive, emotional, physical, social and behavioral) and Projective Technique Drawing Family with Stories. The sample consisted of twelve children aged between six and twelve years, five of them were living in shelters at the time of the survey and the others seven were attending an institution dedicated to face vulnerable populations. It was observed that the children had indications of emotional, behavioral, cognitive and social disorders. Moreover, they expressed their experiences through defense mechanisms (escape, fantasy and denial); demonstrated feelings of depression, fear, hostility and anger. They also showed a desire to receive love, protection and acceptance, and, somehow, children have also revealed traces of resilience in an attempt to restructure themselves face to their oppressive reality. In this sense, it is possible to believe that the damage due to the situation of victimization can be softened through appropriate technical assistance. Identify aspects of relationships implied in the context of domestic violence against children, from the needs expressed by victims can bring contributions to the practice of broader interventions within different contexts, such as social, school, hospital or other points of access community, developing preventive actions that contribute to the structuring of interpersonal relationships healthier and less harmful.
Children; Violence; Drawing-Story; Disorder; Perception
1
155
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO
O trabalho não possui divulgação autorizada

Contexto

PROMOÇÃO, PREVENÇÃO E REABILITAÇÃO EM SAÚDE
CIÊNCIAS HUMANAS, SOCIAIS E SAÚDE
SAÚDE MENTAL: AVALIAÇÃO, FATORES DE RISCO E PROBLEMAS ASSOCIADOS

Banca Examinadora

ADRIANA MARCASSA TUCCI
DOCENTE - PERMANENTE
Não
Nome Categoria
NANCY RAMACCIOTTI DE OLIVEIRA MONTEIRO Docente - PERMANENTE
LUCIENE JIMENEZ Participante Externo
NARA REJANE CRUZ DE OLIVEIRA Docente - PERMANENTE

Vínculo

-
-
-
Não