Dados do Trabalhos de Conclusão

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECN. DE MINAS GERAIS
ESTUDOS DE LINGUAGENS (32020015006P6)
Marcas do Gênero Boletim de Ocorrência emitido pela Polícia Militar de Minas Gerais
DENISE DOS SANTOS GONCALVES
DISSERTAÇÃO
07/11/2013

O Boletim de Ocorrência é o gênero textual próprio das instituições policiais que se presta ao registro dos fatos que geram a intervenção da polícia. É um gênero regulado pela comunidade discursiva que o emite e que determina padrões de produção textual com vistas ao atingimento das expectativas institucionais. A partir do ano de 2003, o gênero textual Boletim de Ocorrência emitido pela Polícia Militar de Minas Gerais sofreu alterações em sua estrutura, principalmente pela adoção do sistema informatizado para a produção textual, o que gerou a necessidade de que os policiais que lidam com o texto em sua rotina profissional assimilassem as novas características do gênero de maneira a produzi-lo de acordo com as expectativas institucionais. Na tentativa de sistematizar esse conhecimento, esta pesquisa, qualitativa, no formato estudo de caso, buscou explicitar as características do BO. Com sustentação no modelo de análise de textos proposto por Bronckart (2003; 2006), assim como na teoria da estrutura da narrativa de Labov & Waletzky (1972), buscou-se levantar o contexto de produção do BO e suas características, representadas pela estrutura narrativa e o seu folhado textual. O corpus da pesquisa foi coletado com sustentação no construto teórico das comunidades discursivas (SWALES, 1990; 2009) e é composto por sete exemplares que abordam ocorrências das cinco naturezas de maior incidência na cidade de Belo Horizonte/MG, no primeiro semestre do ano de 2012, conforme dados estatísticos fornecidos pela própria instituição. As análises do contexto de produção permitiram identificar circunstâncias próprias que envolvem a escrita do BO e encaminharam para a formulação de uma proposta de categorização do campo discursivo em que se insere o gênero. A percepção sobre o funcionamento peculiar dos elementos da narrativa no BO possibilitou sinalizar a importância de cada parte do texto na reconstituição dos fatos. A identificação do folhado textual propiciou a categorização dos recursos linguísticos utilizados na sua composição. A validação da análise da pesquisadora se deu com a realização de entrevista com um delegado da Polícia Civil, destinatário mais frequente do BO, que emitiu seu parecer sobre os aspectos positivos e negativos dos exemplares que compuseram o corpus, permitindo corroborar as marcas do gênero inventariadas na pesquisa. Como produto final do trabalho, propôs-se um roteiro e uma checklist, para auxiliar os redatores do gênero Boletim de Ocorrência.

Boletim de ocorrência. Gênero textual. Estrutura narrativa. Folhado textual
The Police Report is a hypertextual genre characteristic of the police institutions, which lends itself to the record of facts that generate police intervention. It is a genre regulated by the discourse community that issues it and determines textual production standards with the intent of fulfillment of institutional expectations. Since the year of 2003 the textual genre: Police Report, issued by the Military Police of Minas Gerais (PMMG), has suffered some changes in its structure, mainly due to the adoption of a computerized system for textual production, which generated the need for police officers who deal with the text in their professional routine to assimilate the new characteristics of the genre in order to be able to write it according to institutional expectations. In the attempt to systematize this knowledge, this qualitative research, in case study format, sought to make explicit the characteristics of the Police Report. Supported by the text analysis model proposed by Bronckart (2003; 2006) as well as by Labov & Waletzky's (1967) narrative structure theory, it sought to bring up the context of the Police Report production and its characteristics represented by the narrative structure and its textual layering. The corpus of the research was collected based on the theoretical construc of the discourse communities (SWALES, 1990; 2009) and it is composed of seven samples that broach occurrences of the five natures of highest incidence in the city of Belo Horizonte/MG in the first half of the year of 2012, according to statistical data provided by the PMMG. The analyses of the production context allowed it to identify specific circumstances involved in Police Report writing and leaded to the formulation of a proposal of categorization of the discursive field in which the genre is inserted. The perception of the peculiar functioning of the narrative elements in the Police Report enabled the highlighting of the importance of each part of the text in the reconstitution of the facts. The identification of the textual layering allowed the categorization of the linguistic resources used in its composition. The validation of the analysis made by the researcher occurred with the conduction of an interview with a Civil Police chief, most frequent receiver of the Police Report, who gave her feedback on the positive and negative aspects that composed the corpus, allowing the corroboration of the genre characteristics inventoried in the research. A guide and a checklist were proposed to help the writers of the Police Report genre as a contribution of this work.
Police Report. Hypertextual genre. Narrative structure. Textual layering.
1
223
PORTUGUES
CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECN. DE MINAS GERAIS
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

PROCESSOS DISCURSIVOS E TECNOLOGIAS
LINHA III - LINGUAGENS, ENSINO E MEDIAÇÕES TECNOLÓGICAS
-

Banca Examinadora

MARIA RAQUEL DE ANDRADE BAMBIRRA
Sim
Nome Categoria
VICENTE AGUIMAR PARREIRAS Docente
REINILDES DIAS Participante Externo
MARIANGELA DE ANDRADE PARAIZO Participante Externo

Vínculo

Servidor Público
Empresa Pública ou Estatal
Ensino e Pesquisa
Não