Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA
LETRAS (40002012012P8)
Materialidades do cinema na literatura
GUSTAVO RAMOS DE SOUZA
TESE
25/04/2019

Este trabalho tem como objetivo refletir sobre as relações entre cinema e literatura sob a perspectiva das materialidades das mídias. Tal aproximação teórica permite repensar tanto os meios de transmissão quanto a especificidade midiática. A tese que proponho é que essa materialidade se baseia nas relações, isto é, trata-se de uma materialidade relacional. Em vez de analisar a literatura no cinema, como sói nas pesquisas entre essas duas mídias, opto pelo caminho inverso: são analisados dois romances do escritor norte-americano Paul Auster: The Book of Illusions e Man in the Dark, a fim de verificar de que maneira as materialidades do cinema se atualizam no objeto literário. Com o intuito de comprovar essa hipótese, divido este trabalho em três momentos: no momento teórico, baseando-me sobretudo na obra de Hans Ulrich Gumbrecht, apresento os estudos das materialidades em oposição ao modelo hermenêutico que impera nos estudos literários; em seguida, a partir de Jacques Derrida e Gilles Deleuze, procedo a uma crítica ao conceito de presença gumbrechtiano e intento uma reconfiguração do campo das materialidades, pensando-o não a partir da presença, mas segundo a relação. No momento crítico, primeiramente realizo uma revisão do estado da arte dos estudos sobre literatura e cinema, enfatizando as contribuições de Sergei Eisenstein, Walter Benjamin, Claude Edmonde-Magny, entre outros; depois, empreendo uma discussão sobre o específico fílmico, desde a teoria da montagem dos soviéticos até os debates mais recentes em torno do dispositivo. Por fim, no momento analítico, observo as diversas formas que o cinema assume nos dois romances de Auster – porém, sempre considerando que não existe uma definição única de cinema, isto é, as relações que caracterizam os muitos cinemas possíveis variam não só de um romance ao outro, mas também dentro de cada romance.

Teoria das Mídias;Materialidades;Literatura;Cinema;Paul Auster
This work aims to think over the relations between film and literature from the perspective of the materiality of media. This theoretical approach allows us to rethink both the means of transmission and the medium specificity. The thesis I propose is that this materiality is based on the relations, in other words, it is the relational materiality. Instead of analyzing literature into the film, as usual in the researches between these media, I choose the reverse way: I analyze two novels by the American writer Paul Auster: The Book of Illusions and Man in the Dark, in order to investigate the manner in which the materialities of film are actualized in the literary object. Seeking to confirm that hypothesis, I divide this work into three moments: in the theoretical moment, based mainly on the Hans Ulrich Gumbrecht oeuvre, I introduce the materialities studies in opposition to the hermeneutics model, which reigns upon the literary studies; thereafter, according to Jacques Derrida and Gilles Deleuze, I proceed to a critic to the gumbrechtian concept of presence and, then, I intend an rearrangement of the hermeneutics field, thinking it not by the presence, but according to the relation. In the critic moment, I firstly make a state of the art review on literature and film, emphatizing the contributions by Sergei Eisenstein, Walter Benjamin, Claude-Edmonde Magny, among others; then, I engage in a discussion about the film specificity, since the Soviet montage theory to the latter debates concerning the dispositif. Finally, in the analytic moment, I remark the various means that the cinema adopts in the two novels by Auster – however, regarding always that there is not a single definition of film, it means, the relations that characterize the many possible films shift not only by one novel to another, but also within each novel.
Media Theory;Materialities;Literature;Film;Paul Auster
262
PORTUGUES
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA
O trabalho não possui divulgação autorizada

Contexto

LITERATURA COMPARADA
INTERMEDIALIDADES E NOVAS FORMAS ARTÍSTICAS
Crônica, ensino e mídia: diálogos possíveis

Banca Examinadora

LUIZ CARLOS SANTOS SIMON
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
BARBARA CRISTINA MARQUES Docente - PERMANENTE
LUIZ CARLOS SANTOS SIMON Docente - PERMANENTE
ROSEMERI PASSOS BALTAZAR MACHADO Participante Externo
VOLMIR CARDOSO PEREIRA Participante Externo
ALEX SANDRO MARTONI Participante Externo

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP - PDSE - Programa de Doutorado Sanduíche no Exterior 7

Vínculo

Colaborador
Instituição de Ensino e Pesquisa
Ensino e Pesquisa
Não