Governo Federal

Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
ARTES CÊNICAS (28001010035P0)
O riso pelo avesso: a presença do trágico e do cômico na peça esperando Godot de Samuel Beckett
REJANE PATRICIA SANTOS BONIFACIO
DISSERTAÇÃO
10/04/2012

Esta pesquisa examina a presença e a relação entre os aspectos cômicos e trágicos na peça Esperando Godot, de Samuel Beckett, através de uma abordagem que privilegia o entrecruzamento de formas, gêneros e estruturas dramatúrgicas presentes no texto, expressos nas réplicas e rubricas. Tecendo considerações sobre a forma dramática, discutimos a aplicabilidade de estratégias do drama lírico à peça de Beckett, a partir das contribuições teóricas exploradas por Mendes, especialmente no que se refere ao tempo, ao espaço e ao diálogo. Ao abordar as diferentes classificações dadas à peça e a diluição das fronteiras das formas fixas da tragédia e da comédia, analisamos a evidência do aspecto trágico, mediante a observação da evolução do sentido trágico, em diálogo com as contribuições de Bornheim, Kott, Pavis, Szondi e Williams. A seguir, examinamos os elementos que propiciam o efeito cômico que reforçam o aspecto trágico da peça, tendo como eixo condutor a observância de informações específicas dos personagens. Desta forma, tratamos dos pontos convergentes e divergentes dos personagens, da conexão com o mimus, o clown e o palhaço, ao tempo em que apresentamos as faces da ironia, a mecanização gestual e o jogo de proximidade e distanciamento na peça; para tanto, nos apoiamos em autores como Berretinni,Ryngaert, Esslin, Marfuz, Bolognesi e Mendes. Entendemos que, aqui, a utilização dos recursos cômicos não se dá de forma gratuita - ela compreende um possível entrelaçamento de profundidade trágica.

Beckett – Esperando Godot; Trágico; Cômico.
Esta pesquisa examina a presença e a relação entre os aspectos cômicos e trágicos na peça Esperando Godot, de Samuel Beckett, através de uma abordagem que privilegia o entrecruzamento de formas, gêneros e estruturas dramatúrgicas presentes no texto, expressos nas réplicas e rubricas. Tecendo considerações sobre a forma dramática, discutimos a aplicabilidade de estratégias do drama lírico à peça de Beckett, a partir das contribuições teóricas exploradas por Mendes, especialmente no que se refere ao tempo, ao espaço e ao diálogo. Ao abordar as diferentes classificações dadas à peça e a diluição das fronteiras das formas fixas da tragédia e da comédia, analisamos a evidência do aspecto trágico, mediante a observação da evolução do sentido trágico, em diálogo com as contribuições de Bornheim, Kott, Pavis, Szondi e Williams. A seguir, examinamos os elementos que propiciam o efeito cômico que reforçam o aspecto trágico da peça, tendo como eixo condutor a observância de informações específicas dos personagens. Desta forma, tratamos dos pontos convergentes e divergentes dos personagens, da conexão com o mimus, o clown e o palhaço, ao tempo em que apresentamos as faces da ironia, a mecanização gestual e o jogo de proximidade e distanciamento na peça; para tanto, nos apoiamos em autores como Berretinni,Ryngaert, Esslin, Marfuz, Bolognesi e Mendes. Entendemos que, aqui, a utilização dos recursos cômicos não se dá de forma gratuita - ela compreende um possível entrelaçamento de profundidade trágica.
Beckett – Esperando Godot; Trágico; Cômico.
1
107
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA

Contexto

-
-
-

Banca Examinadora

SUZANA MARIA COELHO MARTINS
Sim

Vínculo

-
-
-
Não