Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO
Práticas em Desenvolvimento Sustentável (31002013024P0)
FRAGMENTAÇÃO E ESTRUTURA DA PAISAGEM DA ÁREA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL DO RIO SÃO JOÃO/MICO-LEÃO-DOURADO – RIO DE JANEIRO
MARILIA SALGADO MARTINS
DISSERTAÇÃO
08/11/2019

A Área de Proteção Ambiental da bacia do Rio São João/Mico-leão-dourado é uma unidade de conservação federal de uso sustentável criada no ano de 2002, na região do vale do rio São João, estado do Rio de Janeiro. Foi criada com objetivo de proteger e conservar os recursos hídricos e remanescentes florestais locais além de garantir o uso racional de seus recursos naturais. A região da APA São João sofre com o intenso processo de fragmentação de habitats, como resultado dos sucessivos ciclos econômicos de exploração dos recursos naturais ali presentes, bem como do histórico de ocupação do seu território, seguindo o padrão do bioma no qual está inserida - Mata Atlântica. Neste contexto, o objetivo principal deste trabalho foi analisar a fragmentação florestal e a estrutura da paisagem da APA São João, por meio do mapeamento dos fragmentos florestais da unidade de conservação, analisar a estrutura da paisagem antes e depois da criação da UC e quantificar a fragmentação da paisagem por meio de métricas da paisagem (índices de área, densidade e tamanho, forma e borda). Para tanto, foram utilizados mapas da cobertura florestal de períodos distinto, dos anos de 2000 e 2011. As métricas da paisagem foram processadas no plugin Patch Analyst do software ArcGis para ambos os períodos e os valores gerados para todos os fragmentos e por classe de tamanho (pequeno, médio, grande e muito grande). A área total de remanescentes florestais aumentou no período, um indicador positivo para a gestão da APA. A maioria dos fragmentos mapeados foram pequenos; poucos foram os fragmentos muito grandes. Foi observada uma redução do número de remanescentes no período, e em especial dos pequenos fragmentos. O tamanho médio do fragmento aumentou no período, reflexo da dinâmica entre as métricas de área e de número dos fragmentos, principalmente na classe dos pequenos fragmentos, onde houve redução do número e aumento do tamanho médio. Sobre a quantidade de borda, os resultados revelam um menor efeito de borda nos fragmentos grande e médio. E, por fim, o índice de forma indicou que os fragmentos com formato regular foram os pequenos, seguidos pelos fragmentos médios, grande e muito grande.

área de proteção ambiental, fragmentação, remanescente florestal, métricas, classes de tamanho
The Environmental Protection Area of ​​the São João River Basin / Mico-Leão-Dourado is a federal conservation unit for sustainable use created in 2002, in the region of the São João River Valley, state of Rio de Janeiro. It was created to protect and conserve water resources and local forest remnants, in addition to ensuring the rational use of its natural resources. The APA São João region suffers from the intense process of habitat fragmentation, as a result of the successive economic cycles of exploitation of the natural resources present there, as well as the history of occupation of its territory, following the pattern of the biome in which it is inserted - Atlantic forest. In this context, the main objective of this work was to analyze the forest fragmentation and the landscape structure of APA São João, by mapping the forest fragments of the conservation unit, to analyze the landscape structure before and after the creation of the UC and to quantify the landscape fragmentation using landscape metrics (area, density and size, shape and edge indices). For that, maps of the forest cover of different periods, from the years 2000 and 2011 were used. The metrics of the landscape were processed in the Patch Analyst plugin of the ArcGis software for both periods and the values ​​generated for all fragments and by size class. (small, medium, large and very large). The total area of ​​forest remnants increased in the period, a positive indicator for the management of the APA. Most of the mapped fragments were small; few fragments were very large. There was a reduction in the number of remnants in the period, and especially of small fragments. The average size of the fragment increased in the period, reflecting the dynamics between the metrics of area and number of fragments, mainly in the class of small fragments, where there was a reduction in the number and an increase in the average size. Regarding the amount of edge, the results reveal a lesser edge effect in the large and medium fragments. Finally, the shape index indicated that the regular shaped fragments were small, followed by medium, large and very large fragments.
environmental protection area, fragmentation, forest remnants, metrics, size classes
1
63
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

PRÁTICAS EM DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL
LINHA 3: MEIO AMBIENTE, SUSTENTABILIDADE E CONSERVAÇÃO DOS RECURSOS NATURAIS
HISTÓRIA DA PAISAGEM, BIODIVERSIDADE E RELAÇÕES SÓCIO-AMBIENTAIS EM ECOSSISTEMAS FLORESTAIS E AGRÍCOLAS

Banca Examinadora

LUIS MAURO SAMPAIO MAGALHAES
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
LUIS MAURO SAMPAIO MAGALHAES Docente - PERMANENTE
WELINGTON KIFFER DE FREITAS Participante Externo
CLAUDIO BELMONTE DE ATHAYDE BOHRER Participante Externo

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO - UFRRJ 24

Vínculo

CLT
Empresa Privada
Empresas
Sim

Produções Intelectuais Associadas

Não existem produções associadas ao trabalho de conclusão.