Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO
Ciência Animal Tropical (25003011031P6)
SOROEPIDEMIOLOGIA DA NEOSPOROSE E TOXOPLASMOSE BOVINANO ESTADO DO AMAZONAS, BRASIL
PAULO CESAR GONCALVES DE AZEVEDO FILHO
TESE
20/12/2019

Objetivou-se neste estudo determinar a prevalência de anticorpos anti-Toxoplasma gondii e anti-Neospora caninum em bovinos e os fatores de risco associados à infecção por esses protozoários no estado do Amazonas, Brasil. Além disso, realizou-se o monitoramento sorológico para neosporose bovina em rebanhos soropositivos em cinco propriedades que apresentaram prevalência da infecção por Neospora caninum ≥40%. Para o estudo de transmissão vertical de N. caninum realizou-se a sorologia pré-colostral. Foram coletados amostras de 1073 animais de 47 propriedades, distribuídos em 33 munícipios nas quatro subpopulações (1, 2, 3 e 4) estaduais. A prevalência de anticorpos anti-T. gondii foi de 30,94% (332/1073) e foram identificados animais soropositivos em 93,62% (44/47) das propriedades pesquisadas. A prevalência de anticorpos anti-N. caninum foi de 30,19% (324/1073) e foram identificados animais soropositivos em 91,49% (43/47) das propriedades. Os fatores de risco associados à infecção por T. gondii foram: número de animais (OR=4,43) e a presença de gatos domésticos (OR=1,98). Já para a infecção por N. caninum, os fatores de risco foram: exploração com finalidade leiteira (OR=2,71), rebanhos criados em sistemas de associação entre terra firme e várzea (OR =1,54), fonte de água corrente em associação com água parada, presença de cães (OR= 1,80), ocorrência de aborto na propriedade (OR = 2,35), mortalidade de recém-nascidos (OR=2,46) e nascimento de bezerros fracos (OR=1,88). No moritoramento sorológico para neosporose, obteve-se uma prevalência inicial nas cinco propriedades de 53,74% (43/80) e prevalência final de 63,75% (51/80) com taxa de transmissão vertical de 8,70%. Rebanhos soropositivos para T. gondii estão presentes em todas as subpopulações estudadas no estado do Amazonas. Este é o primeiro estudo soroepidemiológico da infecção por N. caninum em bovinos no estado do Amazonas, Brasil. Além disso, este estudo demonstrou uma elevação na taxa de soroconversão de vacas em rebanhos monitorados sorologicamente para Neospora caninum e uma menor taxa de transmissão vertical do parasito nas condições de manejo dos bovinos na região Amazônica do Brasil.

Toxoplasma gondii;Neospora caninum;Saúde Pública;Floresta Amazônica;Reprodução
The aim of this study was to determine the prevalence of anti-Toxoplasma gondii and antiNeospora caninum antibodies in cattle and the risk factors associated with infection by these protozoans in the state of Amazonas, Brazil. In addition to performing serological monitoring for bovine neosporosis in seropositive herds, in five properties with prevalence of Neospora caninum infection ≥ 40%. In the study of vertical transmission of N. caninum, pre-colostral serology was performed. Samples were collected from 1073 animals from 47 farms, distributed in 33 municipalities in the four subpopulations (1, 2, 3 and 4). The prevalence of anti-T antibodies.gondii was 30.94% (332/1073) and seropositive animals were identified in 93.62% (44/47) of the surveyed properties. The prevalence of anti-N antibodies.caninum was 30.19% (324/1073) and seropositive animals were identified in 91.49% (43/47) of the properties. The risk factors associated with T. gondii infection were: number of animals (OR = 4.43) and the presence of domestic cats (OR = 1.98). The risk factors for N. caninum infection were: dairy farming (OR = 2.71), herds raised in terra firme and floodplain association systems (OR = 1.54), running water source in association with standing water, presence of dogs (OR = 1.80), occurrence of abortion on property (OR = 2.35), newborn mortality (OR = 2.46) and birth of weak calves (OR = 1 , 88).The initial prevalence in the five properties was 53.74% (43/80) and the final prevalence was 63.75% (51/80). A vertical transmission rate of 8.70% was observed. Seropositive herds for T. gondii are present in all subpopulations studied in the state of Amazonas. This is the first seroepidemiological study of N. caninum infection in cattle in the state of Amazonas, Brazil. In addition, this study demonstrated an increase in the seroconversion rate of cows in serologically monitored herds for Neospora caninum and a lower rate of vertical parasite transmission under cattle management conditions in the Amazon region of Brazil.
Toxoplasma gondii;Neospora caninum;Public health;Amazon Rainforest;Reproduction
1
99
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

Saúde nos Trópicos
PROMOÇÃO À SAÚDE NOS TRÓPICOS
Mapeamento da prevalência e incidência da brucelose, neosporose e toxoplasmose em bovídeos no estado do Amazonas.

Banca Examinadora

RINALDO APARECIDO MOTA
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
MULLER RIBEIRO ANDRADE Participante Externo
RINALDO APARECIDO MOTA Docente - PERMANENTE
ERIKA FERNANDA TORRES SAMICO FERNANDES CAVALCANTI Egresso - Doutorado
JOSE WILTON PINHEIRO JUNIOR
JUNIOR MARIO BALTAZAR DE OLIVEIRA Participante Externo

Vínculo

Servidor Público
Empresa Pública ou Estatal
Ensino e Pesquisa
Sim