Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE PARANAENSE
CIÊNCIA ANIMAL COM ÊNFASE EM PRODUTOS BIOATIVOS (40028011002P4)
LEPTOSPIROSE BOVINA EM REGIÃO FRONTEIRIÇA
GIOVANI BATISTA PASTRE
DISSERTAÇÃO
15/02/2019

O Brasil possui uma vasta área de fronteira, totalizando 15735 quilômetros, fazendo divisa com dez países, parte desta fronteira é considerada seca, aumentando o risco de veiculação de agentes quando do trânsito de animais vivos com ou sem fiscalização. O rebanho presente na faixa de fronteira compreende mais de 35 milhões de cabeças de bovinos, pertencentes a 588 municípios em 11 estados, o que compreende cerca de 20% de todo rebanho brasileiro. Com aumento da globalização, uma preocupação para a doença é o risco de entrada de novos sorovares pela da entrada de animais oriundos de países vizinhos. A leptospirose é uma doença amplamente distribuída no Brasil e no mundo. Tem caráter zoonótico e em bovinos impacta diretamente nos resultados reprodutivos quando presente nas fazendas. Nos bovinos, a transmissão da Leptospira spp. ocorre principalmente pela presença de animais doentes ou assintomáticos que eliminam a bactéria pela urina, podendo ainda ser transmitida por descargas vaginais, placenta ou fetos abortados infectados. Para o diagnóstico desta enfermidade para a espécie bovina é importante a obtenção de dados epidemiológicos levando em consideração os sinais clínicos apresentados pelo animal, tipo de manejo, local de criação, vacinação, presença de roedores, localização geográfica entre outras variáveis, entretanto é imprescindível a realização do diagnóstico laboratorial, tanto sorológico utilizando a técnica de soroaglutinação microscópica (SAM) para a detecção de anticorpos quanto o molecular utilizando a reação em cadeia pela polimerase (PCR) para a detecção do DNA do agente etiológico. O objetivo deste trabalho foi utilizar a biologia molecular e técnicas sorológicas como ferramenta de diagnóstico para a detecção da leptospirose em vacas com transtornos reprodutivos de propriedades rurais de duas regiões fronteiriças (Brasil x Bolívia e Peru – Brasil x Paraguai), colhendo-se material de 9 vacas nelore e 50 vacas holandesas respectivamente. Foi realizada colheita de muco vaginal, sangue e urina de vacas de leite para a pesquisa de DNA e anticorpos anti-Leptospira spp. Para a pesquisa de DNA foi realizada a técnica da cadeia em reação pela polimerase (PCR) e para a pesquisa de anticorpos a técnica de SAM. Na PCR, cinco amostras e muco vaginal e uma amostra de soro amplificaram produtos com 331 e 549pb com os primers do Mérien e secY respectivamente, sendo possível realizar o sequenciamento da amostra de soro e foi identificado a Leptospira interrogans. Nas amostras de urina não foram detectados DNA de Leptospira spp. Na soroaglutinação microscópica 48,00% foram sororeagentes na SAM com títulos variando de 100 a 400 e o anticorpo contra o sorovar mais prevalente foi o Hardjo. Novos estudos sorológicos e moleculares utilizando primers que permitam a identificação da espécie de Leptospira devem ser conduzidos em regiões de fronteira a fim de se elucidar quais as possíveis espécies deste agente etiológico e os possíveis reservatórios da doença. Além disso, é importante a realização do sequenciamento da amostra positiva para se caracterizar a epidemiologia dos possíveis genótipos e suas possíveis consequências nos rebanhos afetados visando sempre à eficiência da produção em regiões fronteiriças.

Bovinos de Leite;Bolívia;Brasil;Leptospira spp;Paraguai;Peru
Brazil has a large frontier area, totaling 15735 kilometers, bordering ten countries, being part of this border considered to be dry and increasing the risk of agents being used during the transit of live animals with or without inspection. The herd present in the frontier range comprises more than 35 million head of cattle, belonging to 588 municipalities in 11 states, which comprises about 20% of all Brazilian herds. With increasing globalization, a concern for the disease is the risk of entry of new serovars through the entry of animals from neighboring countries. Leptospirosis is a disease widely distributed in Brazil and worldwide. It has a zoonotic character and in cattle directly impacts the reproductive results when present in farms. In cattle, transmission of Leptospira spp. is mainly due to the presence of diseased or asymptomatic animals that eliminate the bacteria through the urine and may be transmitted by vaginal discharges, placenta or infected aborted fetuses. For the diagnosis of this disease for the bovine species it is important to obtain epidemiological data taking into account the clinical signs presented by the animal, type of management, place of breeding, vaccination, presence of rodents, geographical location among other variables, however it is essential to laboratory diagnosis, both serologically using the microscopic sero-agglutination (SAM) technique for the detection of antibodies and the molecular utilization of the polymerase chain reaction (PCR) to detect the DNA of the etiological agent. The objective of this work was to use molecular biology and serological techniques as a diagnostic tool for the detection of leptospirosis in cows with reproductive disorders of rural properties in two border regions (Brazil x Bolivia and Peru - Brazil x Paraguay). A collection of vaginal mucus, blood and urine from dairy cows was performed for DNA and anti-Leptospira spp antibodies. The DNA polymerase chain reaction (PCR) technique and the microscopic sero-agglutination (SAM) technique were used for the DNA research. In the PCR, five samples of vaginal mucus and one serum samples amplified products with 331 and 549bp with the primers of Mérien and secY respectively, being possible the sequencing of the serum samples and was identified to Leptospira interrogans. No DNA from Leptospira spp. Was detected in the urine samples. In the microscopic serum agglutination, 48.00% were seroreagents in the SAM with titers varying from 100 to 400 and the most prevalent antibody to the serovar was the Hardjo. New serological and molecular studies using primers that allow the identification of the Leptospira species should be conducted in frontier regions in order to elucidate the possible species of this etiological agent and the possible reservoirs of the disease. In addition, it is important to carry out the sequencing of the positive sample to characterize the epidemiology of possible genotypes and their possible consequences in affected herds, always aiming at the production efficiency in border regions.
Antibodies;Cattle of Milk;Bolivia;Brazil;Leptospira spp;Paraguay;Peru
1
83
PORTUGUES
UNIVERSIDADE PARANAENSE
O trabalho não possui divulgação autorizada

Contexto

SAÚDE ANIMAL
EDUCAÇÃO E SAÚDE ÚNICA NA CADEIA PRODUTIVA E COMUNITÁRIA
DOENÇAS INFECTO-PARASITÁRIAS EM DIEFERENTES ESPÉCIES DE ANIMAIS DOMÉSTICOS DE REGIÕES FRONTEIRIÇAS

Banca Examinadora

DANIELA DIB GONCALVES
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
ROSIARA ROSARIA DIAS MAZIERO Docente - PERMANENTE
CARLOS RENATO DE FREITAS GUAITOLINI Pós-Doc
DANIELA DIB GONCALVES Docente - PERMANENTE

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
ASSOCIACAO PARANAENSE DE ENSINO E CULTURA - Programa Institucional de Treinamento Docente e Técnico-Científico 30

Vínculo

CLT
Empresa Privada
Empresas
Sim