Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO
Práticas em Desenvolvimento Sustentável (31002013024P0)
CHEFS QUE SUSTENTAM A AGRICULTURA - PESQUISA PARTICIPATIVA SOBRE A CONSTRUÇÃO DE UMA CSA ENTRE CHEFS DE COZINHA E AGRICULTORES AGROECOLÓGICOS.
FRANCINE TEIXEIRA XAVIER
DISSERTAÇÃO
18/10/2019

XAVIER, T. Francine. Chefs que Sustentam a Agricultura – Pesquisa participativa sobre a construção de uma CSA entre chefs de cozinha e agricultores agroecológicos. 2019. 82 p. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Práticas em Desenvolvimento Sustentável). Instituto de Florestas, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ, 2019. O sistema alimentar dominante, globalizado, com produção nos modelos da revolução verde, apoiados pela economia de mercado e a indústria alimentícia, produzem alimentos baratos e em larga escala, entretanto, este preço se baseia apenas nos custos econômicos, sem contemplar os custos sociais e ambientais. Apesar de produzir comida suficiente, não alcança o objetivo anunciado de acabar com a fome. Segundo a FAO (2018), onze por cento da população mundial têm fome, um terço das mulheres em idade reprodutiva tem anemia e uma em cada quatro crianças menores de cinco anos estão desnutridas e sujeitas a danos cognitivos e baixa imunidade. A industrialização da agricultura, com utilização de latifúndios e monoculturas consorciadas com agrotóxicos, agrava problemas sociais e ambientais. Na busca de modelos que apoiem a construção de alternativas ao sistema alimentar dominante, o presente trabalho apresenta, por meio de uma pesquisa participativa, a articulação, construção e operação de uma CSA – Comunidade que Sustenta a Agricultura, entre chefs de cozinha e agricultores agroecológicos, mediados pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro e por uma gestão profissional, a fim de verificar se é possível construí-la e, se construída, quais são seus impactos sociais, ambientais e econômicos. Nesta CSA, os chefs financiaram e assumiram os riscos financeiros de uma pesquisa produtiva de oito variedades pouco conhecidas de tomates do banco de germoplasma da UFRRJ, produzidos por três famílias de agricultores agroecológicos de Seropédica, assistidos tecnicamente pela universidade. O projeto foi desenhado e gerido em parceria com a universidade, agricultores e chefs, com planilha de custos aberta e gestão participativa conduzida pela pesquisadora e sua sócia. A pesquisa durou dezenove meses, desde a primeira reunião de articulação da CSA até a aferição da percepção de seus impactos sociais, ambientais e econômicos. O convívio e as trocas foram intensos, quinze reuniões presencias de planejamento e acompanhamento em Seropédica com agricultores e assistência técnica, apresentações do projeto para engajamento dos chefs, quatro visitas de integração com todos os participantes nas propriedades e restaurante, relatórios periódicos de produção e finanças, somados às entrevistas semiestruturadas no início e depois do fechamento do projeto. Além da vivência e percepção dos participantes, o projeto alcançou visibilidade e impacto em diversos espaços qualificados de formação de opinião, frutos que estão sendo colhidos continuamente. Foram quatro matérias em sites, dez palestras e participação em um livro. A pesquisa indica que esta CSA horizontalizou a relação entre diferentes atores do sistema alimentar e divulgou narrativas em favor da agroecologia. E, na medida de seu tamanho, promoveu impactos sociais, econômicos e ambientais. Financiou e mitigou os riscos de produção de agricultores familiares, forneceu assistência técnica, deu visibilidade para agricultura agroecológica, fomentou a distribuição de renda e a pesquisa em agroecologia, aumentou a biodiversidade alimentar e desenvolveu produtos com maior valor agregado para a agricultura familiar. No entanto, indica que o projeto precisa de maior escala para gerar conforto econômico para todas as partes.

Chefs, Comunidade que Sustenta a Agricultura, Agricultores.
XAVIER, T. Francine. The principles of modern administration present in the participation and guarantee system groups (SPGs-ABIO), in the state of Rio de Janeiro. 2019. 82 p. Dissertation (Post-graduate course on Practices in Sustainable Development) Instituto de Florestas, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ, 2019. The dominant globalized food system, produced in the green revolution models, supported by the market economy and the food industry, produces cheap and large-scale food, however, this price is based only on economic costs, without considering social and environmental costs. Despite producing enough food, it does not reach the announced goal of ending hunger. According to the FAO (2018), eleven percent of the world's population is hungry, one third of women of reproductive age have anemia, and one in four children under five are malnourished and subject to cognitive impairment and low immunity. The industrialization of agriculture, using large estates and monocultures intercropped with pesticides, aggravates social and environmental problems. In the search for models that support the construction of alternatives to the dominant food system, this paper presents, through participatory research, the articulation, construction and operation of a CSA - Community Supported Agriculture, between chefs and agroecological farmers. , mediated by the Federal Rural University of Rio de Janeiro and professional management, in order to verify if it can be built and, if built, what are its social, environmental and economic impacts. At this CSA, the chefs funded and took the financial risks of a productive survey of eight little-known tomato varieties from the UFRRJ germplasm bank, produced by three technically-assisted families of agroecological farmers from Seropédica. The project was designed and managed in partnership with the university, farmers and chefs, with an open cost spreadsheet and participatory management conducted by the researcher and her partner. The survey lasted nineteen months, from the first CSA meeting to the perception of its social, environmental and economic impacts. The interaction and exchanges were intense, fifteen meetings attended by Seropédica planning and monitoring with farmers and technical assistance, presentations of the project for chefs engagement, four integration visits with all participants in the properties and restaurant, periodic reports of production and finances. , added to semi-structured interviews at the beginning and after project closure. In addition to the participants' experience and perception, the project achieved visibility and impact in several qualified opinion spaces, fruits that are continuously being reaped. There were four articles on websites, ten lectures and participation in a book. Research indicates that this CSA has horizontalized the relationship between different actors in the food system and has released narratives in favor of agroecology. And, to the extent of its size, it has promoted social, economic and environmental impacts. It financed and mitigated the risks of family farmers' production, provided technical assistance, gave visibility to agroecological agriculture, fostered income distribution and agroecology research, increased food biodiversity, and developed higher value-added products for family agriculture. However, it indicates that the project needs larger scale to generate economic comfort for all parties.
Chefs, Farming Community, Farmers.
1
0
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

PRÁTICAS EM DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL
LINHA 3: MEIO AMBIENTE, SUSTENTABILIDADE E CONSERVAÇÃO DOS RECURSOS NATURAIS
Educação para o Desenvolvimento Sustentável

Banca Examinadora

FLAVIA SOUZA ROCHA
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
FLAVIA SOUZA ROCHA Docente - PERMANENTE
MARIELLA CAMARDELLI UZEDA Participante Externo
KÁTIA CILENE TABAI Docente - PERMANENTE

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO - UFRRJ 20

Vínculo

CLT
Outros
Profissional Autônomo
Sim

Produções Intelectuais Associadas

Não existem produções associadas ao trabalho de conclusão.