Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE
MEDICINA VETERINÁRIA ( CLÍNICA e REPRODUÇÃO ANIMAL) (31003010024P0)
AVALIAÇÃO DA SOBREVIDA DE CÃES PORTADORES DE MASTOCITOMA CUTÂNEO SUBMETIDOS AO TRATAMENTO CIRÚRGICO ASSOCIADO OU NÃO A QUIMIOTERAPIAS ADJUVANTES
CECILIA RIBEIRO CASTANON
DISSERTAÇÃO
11/07/2019

O mastocitoma é uma neoplasia frequente na rotina clínica veterinária; Possui importância científica tratando-se de tumores que acometem cães, sendo necessário a realização de estudos mais aprofundados para determinação de fatores que favorecem o desenvolvimento. Este estudo tem caráter retrospectivo e prospectivo, visando avaliar a sobrevida de cães portadores de mastocitoma cutâneos submetidos ao tratamento cirúrgico; Realizou-se a partir da caracterização epidemiológica e avaliação clínica, com o estadiamento clínico, avaliação histopatológica e terapêutica instituída em cães diagnosticados com mastocitoma cutâneo atendidos no Hospital Universitário de Medicina Veterinária Professor Firmino Mársico Filho (HUVET), da Universidade Federal Fluminense (UFF), em Niterói (Rio de Janeiro), no período de março de 2013 a março de 2018. Foram obtidos dados de 57 cães portadores de 74 tumores, submetidos à exérese cirúrgica e posterior avaliação histopatológica tumoral. Identificou-se 19 raças distintas, sendo as de maior frequência o Boxer (14%) e animais sem raça definida (38,6%). Do total de animais avaliados, a frequência de mastocitoma nas fêmeas foi de 56,1% (32/57). A média de idade foi de 9 anos ± 3,13. Dentre os pacientes avaliados, 75,4% apresentaram nódulos solitários, sendo com maior frequência relatados na região do tronco (46,5%). Observou-se maior incidência de Grau II (52,6%) e Baixo Grau (68,4%). Dos Pacientes submetidos a quimioterapia a associação entre vimblastina, prednisona e ciclofosfamida foi a mais frequentemente utilizada (69,6%). Estádios mais avançados da doença apresentaram sobrevida menor. A sobrevida média global foi de 806 dias, com a taxa de mortalidade de 42,10%. Pode–se concluir que o mastocitoma cutâneo canino é diretamente influenciado pelo estadiamento clínico e grau histopatológico.

oncologia veterinária;mastocitoma cutâneo;epidemiologia;cão
The mast cell tumour is a neoplasm often present in routine Veterinary Clinic, possessing on scientific importance when it comes to tumors that affect dogs, requiring more in-depth studies for determination of factors that promote your development. This study is retrospective and prospective character, aiming to assess the survival of dogs suffering from cutaneous Mastocytoma submitted to surgical treatment, from the epidemiological characterization and clinical evaluation, with the clinical staging, histopathological evaluation and Therapeutics established in dogs diagnosed with cutaneous Mastocytoma attended at University Hospital of Veterinary Medicine Professor Firmino Mársico Son (HUVET), from Universidade Federal Fluminense (UFF), in Niterói- Rio de Janeiro, from March 2013 to March 2018. Getting data from 57 74 patients, tumors dogs undergoing surgical excision and subsequent tumor histopathological evaluation. 19 distinct races identified, being the more frequently the Boxer (14%) and animals without race set (38.6%). Of the total of animals evaluated, frequency of mast cell tumour in females was 56.1% (32/57). The average age was 9 years ± 3.13. One of the patients evaluated, 75.4% presented solitary nodules, most often being reported in the region of the trunk (46.5%). There was a higher incidence of grade II (52.6%), and low grade (68.4%). Of patients undergoing chemotherapy the association between vinblastine, prednisone and cyclophosphamide was the most frequently used (69.6%). More advanced stages of the disease exhibit lower survival. The global average survival is 806 days, with 42.10% mortality rate. Can-conclude that the canine cutaneous mast cell tumour is directly influenced by the clinical staging and histopathological grade.
veterinary oncology;mast cell tumour;epidemiology;dog
01
73
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE
O trabalho não possui divulgação autorizada

Contexto

CLÍNICA E REPRODUÇÃO ANIMAL
CLÍNICA DIAGNÓSTICA, PREVENTIVA E TERAPÊUTICA EM MEDICINA VETERINÁRIA.
AVALIAÇÃO DA SOBREVIDA DE CÃES PORTADORES DE MASTOCITOMA TRATADOS CIRURGICAMENTE COM OU SEM TRATAMENTO ADJUVANTE

Banca Examinadora

MARIA DE LOURDES GONCALVES FERREIRA
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
CRISTINA MENDES PLIEGO Participante Externo
MARIA DE LOURDES GONCALVES FERREIRA Docente - PERMANENTE
TABATA MAUES Egresso - Doutorado

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP - Programa de Demanda Social 24

Vínculo

CLT
Instituição de Ensino e Pesquisa
Ensino e Pesquisa
Sim