Dados do Trabalhos de Conclusão

INSTITUTO DE ZOOTECNIA IZ/APTA-SAA/SP
PRODUÇÃO ANIMAL SUSTENTÁVEL (33148015001P9)
INDICADORES DE BEM-ESTAR DE POEDEIRAS SEMIPESADAS ALOJADAS EM DIFERENTES DENSIDADES
TATIANE CRISTINA LAGASSI
DISSERTAÇÃO
05/08/2019

Foram utilizadas 432 poedeiras semipesadas com 20 semanas ao início do período experimental, distribuídas em um delineamento em blocos completos aleatorizados sendo estes caracterizados pela concatenação das linhagens com colunas de gaiolas; os tratamentos foram quatro densidades ou taxas de lotação na gaiola (375; 450; 562,50 e 750 cm2/ave) com seis repetições, totalizando 96 parcelas experimentais. As rações foram formuladas de acordo com as recomendações dos manuais de manejo. O desempenho foi obtido através do peso dos ovos (g), consumo de ração (g/ave/dia), conversão alimentar por dúzia (kg/dz) e por quilo de ovo (kg/kg), percentagem de postura (%) e massa de ovos (g/ave/dia). A qualidade dos ovos avaliada através do peso dos ovos, resistência à quebra (RQ), altura do albúmen, unidades Haugh (UH), espessura da casca (EC), percentagens de gema, albúmen e casca (%) e índice gema. O bem-estar das aves foi avaliado através de indicadores clínicos e fisiológicos das aves, com as variáveis escores de lesão e batimentos cardíacos analisados com auxílio do pacote estatístico PROC MIXED do SAS (1994), sob modelo misto, considerando os efeitos da densidade, período e a interação entre estes, como fixos, além dos efeitos aleatórios de bloco e resíduo. Além disso, por se tratar de medidas repetidas longitudinalmente, buscou-se a melhor estrutura de covariância para cada variável. Quando adequado, aplicou o teste de Tukey-kramer para a comparação de médias (p<0,05). Não houve efeitos significativos (p>0,05) das densidades de alojamento para as variáveis peso dos ovos, conversão por dúzia e por quilo de ovos, mas efeitos significativos foram observados (p<0,05) na percentagem de postura, massa de ovos e consumo de ração, favorecidas nas densidades 750 cm2 e 562,5 cm2 (3 e 4 aves por gaiola), mas com maior consumo de ração nes- tes tratamentos, quando comparada as demais densidades. O aumento do número de aves nas gaiolas diminuiu o consumo de ração, a percentagem de postura e a massa de ovos. Não houve efeito significativo (p>0,05) das densidades sobre para as variáveis peso dos ovos, percentagens de gema, albúmen, casca e unidades Haugh, mas efeitos significativos (p<0,05) foram observados na espessura de casca e resistência a quebra, com os maiores valores de espessura de casca e resistência a quebra observados nos tratamentos 562,5 cm2, seguido de 450 cm2 e 375 cm2 e os menores valores na densidade 750 cm2. Não houve diferenças significativas (p>0,05) das densidades sobre a frequência cardíaca, temperatura cloacal e lesões na crista, quilha e abdômen, mas efeitos significativos (p<0,05) foram observados nas patas e empenamento das aves, onde o aumento do número de aves na gaiola prejudicou o empenamento, mas piorou as lesões nas patas. Não houve efeitos significativos (p<0,05) das densidades de alojamento sobre a produção de imunoglobulina IgY na gema dos ovos. Conclui-se que altas densidades de alojamento, prejudicam o bem-estar das poedeiras com produção de ovos de qualidade externa inferior.

avaliação clínica;desempenho;estresse;IgY;ovos
432 semi heavy egg laying hens were used at the beginning of the experimental period distributed randomly in block rows in a 4x4 factorial scheme, being four lineages (A, B, C, D) and four densities (375,00; 450,00; 562,50 and 750,00 cm2/bird) with 6 replications, totalizing 96 experimental plots. The feed was formulated aiming to meet the birds nutritional demands, according to recommendations in the handling manuals. The performance was obtained through egg weight (g), feed intake (g / bird / day), feed conversion per dozen (kg / dz) and per kg of egg (feed kg / egg kg) and egg mass (g / bird / day). Eggs quality, egg weight, break resistance (BR), albumen height, Haugh units (UH), bark thickness (BT), percentages of yolk, albumen and bark (%) and yolk index were evaluated. Bird welfare was evaluated through clinical and physiological indicators as injury scores and heart rate with the help of the PROC MIXED of SAS statistical package (1999), under mixed model, considering the effects of density, and the interaction between those, as fixed, in addition to the random effects of block and residue. In addition, repeated measures along, sought the best covariance structure for each variable. Where it was appropriate, Tukey-Kramer test was applied for comparison of averages (p<0.05) and housing densities for the variables weight of eggs, conversion per dozen and per kilo of eggs, but significant effects were observed (p < 0.05) on laying percentage, eggs and feed consumption, favored in the 750 cm2 and cm2 562.5 densities (3 and 4 birds per cage), but with a higher feed intake in these treatments, when compared to the other densities. The increase in the number of birds in cages decreased feed intake, percentage of posture and the mass of eggs. There was no significant effect (p > 0.05) on densities for the variables weight of eggs, yolk, albumen, percentages and Haugh units, but significant effects (p < 0.05) were observed in bark thickness and resistance to breaking, with the largest bark thickness values and breaking resistance observed in treatments 562.5 cm2, followed by 450 cm2 and cm2 375 and the smallest in density values 750 cm2. There were no significant differences (p > 0.05) densities on the heart rate, cloacal temperature and injuries on the crest, keel and abdomen, but significant effects (p < 0.05) were observed in the paws and warping of birds, where the increase in the number of birds in the cage has damaged the buckling, but worsened the injuries in legs. There were no significant effects (p<0,05) housing densities on the production of IgY in the egg yolk. It is concluded that high densities of accommodation, undermine the welfare of laying hens with egg production of lower external quality.
stress;clinical evaluation;eggs;IgY;performance
01
74
PORTUGUES
INSTITUTO DE ZOOTECNIA IZ/APTA-SAA/SP
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

PRODUÇÃO ANIMAL SUSTENTÁVEL
SEGURANÇA ALIMENTAR, AMBIÊNCIA E BEM-ESTAR ANIMAL
ZOOTECNIA EM AVICULTURA (POEDEIRAS COMERCIAIS, CODORNAS, FRANGOS DE CORTE E AVICULTURA ALTERNATIVA) COM ÊNFASE EM PRODUÇÃO, MANEJO, NUTRIÇÃO E ALIMENTAÇÃO, BEM-ESTAR ANIMAL; QUALIDADE DE CARNE E OVOS

Banca Examinadora

CARLA CACHONI PIZZOLANTE
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
GERSON BARRETO MOURAO Participante Externo
CARLA CACHONI PIZZOLANTE Docente - PERMANENTE
FABIO ENRIQUE LEMOS BUDINO Docente - PERMANENTE

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP - Programa de Demanda Social 24
FUNDACAO DE AMPARO A PESQUISA DO ESTADO DE SAO PAULO - Auxílio à Pesquisa - Regular 24

Vínculo

Colaborador
Empresa Privada
Empresas
Não