Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO
CIÊNCIA ANIMAL (23003014013P2)
DESENVOLVIMENTO, VALIDAÇÃO E CONFIABILIDADE DE UMA ESCALA DE DOR AGUDA PÓS-OPERATÓRIA EM ASININOS (Equus asinus)
MARIA GLAUCIA CARLOS DE OLIVEIRA
TESE
16/08/2019

Este estudo teve como objetivo identificar os comportamentos de jumentos indicativos de dor aguda e a partir desses comportamentos refinar e validar uma escala para avaliar dor aguda nesses animais. Quarenta e quatro jumentos adultos foram submetidos à castração após sedação com xilazina endovenosa (IV), indução com éter gliceril-guaiacol e tiopental IV, bloqueio anestésico local e manutenção com isoflurano. Os animais foram monitorados por vídeos que foram assistidos para registro de toda linguagem corporal expressada pelos jumentos. A escala foi construída a partir desses vídeos, associado a comportamentos álgicos descritos para equinos, seguido de validação de conteúdo. A escala foi avaliada por três avaliadores cegos e um observador padrão-ouro, por meio de vídeos editados referentes ao pré-operatório e pós-operatório, que compreendeu: três a quatro horas após a recuperação anestésica, entre 5 e 6 horas após a recuperação anestésica (2 horas após o resgate analgésico com flunixin - 1,1 mg / kg, dipirona - 10 mg / kg e morfina - 0,2 mg / kg IV) e 24 horas após a cirurgia. A validade de conteúdo, sensibilidade, especificidade e a capacidade de resposta dos comportamentos foram utilizados para refinar a escala. A confiabilidade intra e interobservador foi determinada pelo coeficiente Kappa ponderado, validade de critério pela comparação da escala proposta com a escala visual analógica (VAS), consistência interna pelo coeficiente α de Cronbach, correlação item-total pelo coeficiente de Spearman e escore de resgate analgésico pelas características operacionais do receptor curva e índice de Youden. O principal comportamento relacionado a dor nos jumentos foi a elevação do membro pélvico. A escala apresentou confiabilidade intraobservador muito boa (0,88 - 0,96), confiabilidade interobservador variou de boa a moderada (0,56 - 0,66), mostrou responsividade para todos os itens, boa validade de critério. EVA (0,75), consistência interna aceitável (0,64), e exceto pela posição do pescoço e direção da cabeça, correlação item-total adequada e de acordo com a análise de componentes principais, boa associação entre os itens. A precisão do ponto de resgate analgésico foi excelente (área sob a curva = 0,91). O escore de resgate analgésico foi ≥ 3 de 11 pontos. A UFERSA-Unesp pode diagnosticar e quantificar a dor aguda em jumentos submetidos à castração, pois o instrumento é confiável e válido, com um escore analgésico de intervenção definido.

Equideos;Castração;Analgesia;Bem-estar
This study aimed to identify donkey behaviors indicative of acute pain and from these behaviors refine and validate a scale to assess acute pain in these animals. Forty-four adult donkeys underwent castration following intravenous (IV) xylazine sedation, induction with glyceryl guaiacol and thiopental IV ether, local anesthetic block and maintenance with isoflurane. The animals were monitored by videos that were watched to record all body language expressed by the donkeys. The scale was constructed from these videos, associated with pain behaviors described for horses, followed by content validation. The scale was evaluated by three blinded evaluators and one gold-standard observer through preoperative and postoperative edited videos, which comprised: three to four hours after anesthetic recovery, between 5 and 6 hours after recovery. anesthetic (2 hours after analgesic rescue with flunixin - 1.1 mg / kg, dipyrone - 10 mg / kg and morphine - 0.2 mg / kg IV) and 24 hours after surgery. Content validity, sensitivity, specificity, and responsiveness of behaviors were used to refine the scale. Intra and interobserver reliability was determined by weighted Kappa coefficient, criterion validity by comparing the proposed scale with the visual analog scale (VAS), internal consistency by Cronbach's α coefficient, item-total correlation by Spearman coefficient and analgesic rescue score. by the operating characteristics of the receiver curve and Youden index. The main behavior related to donkey pain was the elevation of the pelvic limb. The scale presented very good intraobserver reliability (0.88 - 0.96), interobserver reliability ranged from good to moderate (0.56 - 0.66), showed responsiveness for all items, good criterion validity. VAS (0.75), acceptable internal consistency (0.64), and except for neck position and head direction, adequate item-total correlation and according to principal component analysis, good association between items. The accuracy of the analgesic rescue point was excellent (area under the curve = 0.91). The analgesic rescue score was ≥ 3 out of 11 points. UFERSA-Unesp can diagnose and quantify acute pain in donkeys submitted to castration, as the instrument is reliable and valid, with a defined intervention analgesic score.
Equidae;Castration;Analgesia;Welfare
1
110
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

SANIDADE E PRODUÇÃO ANIMAL
MORFOFISIOLOGIA E BIOTECNOLOGIA ANIMAL
DOR E QUALIDADE DE VIDA EM ANIMAIS FAPESP 2017/12815-0

Banca Examinadora

VALERIA VERAS DE PAULA
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
WIRTON PEIXOTO COSTA Participante Externo
RAIMUNDO ALVES BARRETO JUNIOR Docente - PERMANENTE
VALERIA VERAS DE PAULA Docente - PERMANENTE
PEDRO ISIDRO DA NOBREGA NETO Participante Externo
MARIA ROCIENE ABRANTES Participante Externo

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP - Apoio à Pós-Graduação 24

Vínculo

Colaborador
Empresa Privada
Empresas
Não