Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
CIÊNCIA ANIMAL NOS TRÓPICOS (28001010036P7)
ALTERAÇÕES HISTOPATOLÓGICAS RENAIS E OCULARES EM CÃES COM DIFERENTES ESTADIOS CLÍNICOS DE LEISHMANIOSE VISCERAL NATURALMENTE ADQUIRIDA.
ROSECLEA CHAGAS DOS SANTOS
DISSERTAÇÃO
17/05/2019

Alterações histopatológicas renais e oculares em cães com diferentes estadios clínicos de leishmaniose visceral naturalmente adquirida. Os mecanismos de lesão associados à resposta inflamatória crônica sistêmica são determinantes nas manifestações clínicas de doença renal e ocular na leishmaniose canina (LCan) causada por Leishmania infantum. Considerando a hipótese de que as lesões oftálmicas e renais resultantes da inflamação associada à deposição vascular de imunocomplexos circulantes podem ser equivalentes quantitativa e qualitativamente entre si, o presente estudo consistiu na avaliação comparativa dos achados clínicos e patológicos em cães com diferentes estadios clínicos de LCan naturalmente adquirida. Assim, o objetivo do estudo foi examinar as alterações histopatológicas em rins e olhos de cães que evoluíram para óbito natural ou submetidos a eutanásia, para determinar a presença e possível equivalência de alterações nesses órgãos e relação com a gravidade do quadro clínico. Foram estudados 15 cães domiciliados em áreas endêmicas para transmissão zoonótica por L. infantum, cuja infecção foi confirmada por meio de exames parasitológicos por microscopia direta e/ou reação em cadeia da polimerase (PCR) em amostras de medula óssea e/ou aspirados esplênicos, respectivamente. Os cães foram avaliados por exame físico e patologia clínica, classificados em estadios clínicos de 1 a 4, segundo os critérios padronizados para definição da gravidade da LCan pelo grupo internacional LEISHVET, e divididos em dois grupos experimentais. O Grupo 1 (G1=doença leve-moderada) foi composto por sete cães em estadios 1 e 2 de LCan e cujas amostras biológicas foram cedidas por outro grupo de pesquisa após eutanásia; o Grupo 2 (G2 = doença grave-terminal) foi composto por oito cães em estadios 3 e 4, que haviam sido tratados para LCan mas evoluíram para óbito natural por agravamento do quadro clínico ou foram submetidos à eutanásia devido a doença intratável e/ou prognóstico desfavorável. Fragmentos de rins e bulbos oculares foram colhidos e processados para análise histopatológica por microscopia óptica. A gravidade das lesões presentes em rins e olhos foi categorizada em gradações de 1 a 4 segundo critérios de intensidade das alterações histopatológicas, para análise comparativa. Os cães do G1 apresentaram lesões renais mais brandas do que as encontradas no G2, cujas alterações histopatológicas foram mais intensas e frequentes (p = 0, 002). Nos cães do G2, as alterações histopatológicas renais observadas foram características de doença de curso crônico, como fibrose intersticial, atrofia tubular e esclerose segmentar com aderência da membrana basal glomerular. O exame dos globos oculares evidenciou que a uveíte foi a alteração mais comumente observada, presente em 80% (12/15) dos casos. Houve maior frequência e maior intensidade de alterações histopatológicas nos bulbos oculares dos cães do G1, que não foram tratados, comparativamente aos cães do G2 (p = 0,033) com estadios mais avançados da doença, que, no presente estudo tinham histórico de tratamento prévio para LCan. Os achados de menor frequência de oftalmopatias no grupo de cães que evoluiu para doença grave mesmo após histórico de tratamento sugere que a terapêutica pode ter sido efetiva para reduzir a doença oftálmica, mas não para a doença renal associada à LCan; mais estudos clínicos devem ser desenvolvidos para examinar tal indício.

Histopatologia;Imunocomplexos;Le ishmania infantum;Estadiamento clínico
Renal and ocular histopathological changes in dogs with different clinical stage of visceral leishmaniasis natural acquired. The mechanisms of injury associated with chronic systemic inflammatory response are determinant in the clinical manifestations of renal and ocular disease in canine leishmaniasis (CanL) caused by Leishmania infantum. Considering the hypothesis that ophthalmic and renal lesions resulting from inflammation associated with vascular deposition of circulating immune-complex may be quantitatively and qualitatively equivalent to each other, the present study consisted of the comparative evaluation of clinical and pathological findings in dogs in different clinical stage of naturally acquired CanL. Thus, the objective of this study was to examine the histopathological changes in the kidneys and eyes of dogs that evolved to natural death or underwent euthanasia, to determine the presence and possible equivalence of changes in these organs and relation with the severity of the clinical stage. We studied 15 dogs domiciled in endemic areas for zoonotic transmission by L. infantum, whose infection was confirmed by direct microscopy and / or polymerase chain reaction (PCR) in samples of bone marrow and / or splenic aspirates, respectively. The dogs were evaluated by physical examination and clinicopathologic, classified in clinical stages 1 to 4 according to the standardized criteria for the definition of the severity of CanL by the international group LEISHVET, and divided into two experimental groups. Group 1 (G1 = mild-moderate disease) was composed of seven dogs in stages 1 and 2 of CanL and whose biological samples were transferred by another research group after euthanasia; Group 2 (G2 = severe-terminal disease) was composed of eight dogs in stages 3 and 4, who had been treated for CanL but who progressed to natural death due to worsening of the clinical condition or were submitted to euthanasia due to intractable disease and / or unfavorable prognosis. Fragments of kidneys and ocular bulbs were collected and processed for histopathological analysis by light microscopy. The severity of lesions present in the kidneys and eyes was categorized into gradations of 1 to 4 according to criteria of intensity of histopathological changes, for comparative analysis. G1 dogs presented milder renal lesions than those found in G2, whose histopathological changes were more intense and frequent (p = 0.002). In G2 dogs, the renal histopathological changes observed were characteristic of chronic disease, such as interstitial fibrosis, tubular atrophy and segmental sclerosis with glomerular basement membrane adhesion. Examination of the bulb of eye revealed that uveitis was the most commonly observed alteration, present in 80% (12/15) of the cases. There was a higher frequency and greater intensity of histopathological changes in the ocular bulbs of G1 dogs, which were not treated, compared to G2 dogs (p = 0.033) with more advanced stages of the disease, which in the present study had previous treatment history for CanL. The less frequent findings of ophthalmopathies in the group of dogs that progressed to severe disease even after a history of treatment suggest that the therapy may have been effective in reducing ophthalmic disease, but not for CanL-associated kidney disease; further clinical studies should be developed to examine such a clue.
Histopathology;immune-complex;Leishmania infantum;Clinical staging
1
84
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

SAÚDE ANIMAL
DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS
Estudos Sistêmicos Sobre as Leishmanioses Zoonóticas no Estado da Bahia - Alterações histopatológicas renais e oculares em cães com diferentes estadios clínicos de leishmaniose visceral naturalmente adquirida

Banca Examinadora

STELLA MARIA BARROUIN MELO
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
FLAVIANE ALVES DE PINHO Participante Externo
GERALDO GILENO DE SA OLIVEIRA Participante Externo
STELLA MARIA BARROUIN MELO Docente - PERMANENTE

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
CONS NAC DE DESENVOLVIMENTO CIENTIFICO E TECNOLOGICO - CAPES 24

Vínculo

CLT
Empresa Privada
Profissional Autônomo
Sim