Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
CIÊNCIA ANIMAL NOS TRÓPICOS (28001010036P7)
DEFICIÊNCIA DE COBRE EM CAPRINOS E OVINOS DO ESTADO DA BAHIA
THANIELLE NOVAES FONTES
DISSERTAÇÃO
04/02/2019

FONTES, T. N. Deficiência de cobre em caprinos e ovinos do estado da Bahia2019. 60p. Dissertação (Mestre em Ciência Animal nos Trópicos) – Escola de Medicina Veterinária e Zootecnia – Universidade Federal da Bahia, 2019. Objetivou-se com esse estudo descrever pela primeira vez os aspectos clínico-epidemiológicos, laboratoriais e patológicos de diferentes formas de ataxia enzootica em cabritos e borregos no estado da Bahia, bem como propor um tratamento oral emergencial com sulfato de cobre de forma individualizada para neonatos. Foram estudados três surtos de ataxia enzootica. O histórico, sinais clínicos e dados epidemiológicos foram obtidos com os proprietários e verificados durantes as visitas técnicas. O primeiro surto (PS) ocorreu em 2013 em uma propriedade localizada no município de Itaberaba e acometeu um rebanho composto por 90 caprinos e 130 ovinos. O segundo surto (SS) aconteceu em 2014 no município de Santa Luz e afetou um rebanho formado por 90 caprinos e 110 ovinos. O terceiro surto (TS) ocorreu 2018, em uma propriedade localizada no mesmo município do SS, sendo o rebanho constituído por 80 ovinos. Amostras de sangue foram colhidos de todos os caprinos e ovinos atendidos, para dosagem de cobre sérico. Nove animais (cinco caprinos e quatro ovinos) que apresentavam quadro clínico mais grave e prognóstico desfavorável foram necropsiados para confirmação diagnóstica. Durante a necropsia dos animais do PS, SS e TS foram colhidas amostras de fígado para dosagem de cobre hepático. Na propriedade onde ocorreu o SS, foram coletadas amostras de solo e das principais forragens onde os animais eram mantidos, a fim de se determinar os teores de cobre, ferro, molibdênio, enxofre e zinco. Os achados clínicos e histopatológicos verificados nos três surtos estudados foram clássicos de ataxia enzootica. Nos surtos estudados, a prevalência da ataxia enzootica foi maior em cabritos (68) do que em cordeiros (46) e apresentaram altas taxas de letalidade de 84,3% e 92,2%, respectivamente. Os valores médios de cobre sérico (PS, SS e TS) e hepático (PS e SS) dos caprinos (sérico – 0,05mg/kg; hepático – 2,88mg/kg) e ovinos (sérico – 0,015mg/kg) encontravam-se muito abaixo dos valores de referências, sendo pelo menos 12 vezes menor nos caprinos e 40 vezes nos ovinos. Os teores de ferro e enxofre encontravam-se elevados nas forragens da propriedade onde ocorreu o SS, já no solo, os níveis de ferro apresentavam-se elevados e os de cobre reduzidos. O tratamento testado nos cabritos e borregos neonatos, com duas administrações individualizadas com solução de sulfato de cobre, por via oral, na dose de 20mg/kg, na primeira e segunda semana de vida, foi eficaz na prevenção da ataxia enzootica nos neonatos e pode ser utilizado para controle emergencial da doença. Comprovou-se pela primeira vez na Bahia a ocorrência da ataxia enzootica (forma congênita e tardia) em caprinos e ovinos. Ressalta-se ainda que, esta doença causada por deficiência de cobre, tem cursado com grandes prejuízos aos criadores de pequenos ruminantes, sobretudo, devido à alta mortalidade dos animais acometidos.

Cobre;pequenos ruminantes;deficiência mineral;microelemento
FONTES, T. N. Copper deficiency in goats and sheep of the state of Bahia. 2018. 60p. Dissertação (Mestre em Ciência Animal nos trópicos) – Escola de Medicina Veterinária e Zootecnia – Universidade Federal da Bahia, 2019. The objective of this study was to describe for the first time the clinical-epidemiological, laboratory and pathological aspects of different forms of enzootic ataxia in goats and lambs in the state of Bahia, as well as to propose an emergency oral treatment with copper sulfate in an individualized way for neonates. Three outbreaks of enzootic ataxia were studied. The history, clinical signs and epidemiological data were obtained from the owners and checked during the visits. The first outbreak (PS) occurred in 2013 in a property located in the municipality of Itaberaba and affected a herd composed of 90 goats and 130 sheep. The second outbreak (SS) occurred in 2014 in the municipality of Santa Luz and affected a herd of 90 goats and 110 sheep. The third outbreak (TS) occurred in 2018, in a property located in the same municipality of SS, being the herd constituted by 80 sheep. Samples of blood were collected from all goats and sheep treated for serum copper dosage. Nine animals (five goats and four sheep) that presented a more severe clinical picture and unfavorable prognosis were necropsied for diagnostic confirmation. During the necropsy of the PS, SS and TS animals liver samples were collected for hepatic copper dosing. At the site where SS occurred, samples of soil and the main forages where the animals were kept were collected in order to determine copper, iron, molybdenum, sulfur and zinc contents. The clinical and histopathological findings of the three outbreaks studied were classics of enzootic ataxia. In the outbreaks studied, the prevalence of enzootic ataxia was higher in kids (68) than in lambs (46) and presented high case fatality rates of 84.3% and 92.2%, respectively. The mean values of serum copper (PS, SS and TS) and hepatic (PS and SS) of goats (serum - 0.05mg / kg, hepatic - 2.88mg / kg) and sheep (serum - 0.015mg / kg) is much lower than the reference values, being at least 12 times lower in goats and 40 times in sheep. The levels of iron and sulfur were high in the fodder of the property where SS occurred, already in the soil, iron levels were high and copper levels were reduced. The treatment tested in neonates and lambs with two doses of copper sulphate solution orally at a dose of 20 mg / kg in the first and second week of life was effective in preventing enzootic ataxia in neonates and to be used for emergency disease control. The occurrence of enzootic ataxia (congenital and late form) in goats and sheep was first reported in Bahia. It is also worth noting that this disease caused by copper deficiency has caused great damage to the breeders of small ruminants, mainly due to the high mortality of the animals affected.
Copper;small ruminants;mineral deficiency;microelement
1
60
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

SAÚDE ANIMAL
PATOLOGIA, CLÍNICA E CIRURGIA VETERINÁRIA
Deficiência de cobre em caprinos e ovinos no Estado da Bahia

Banca Examinadora

TIAGO DA CUNHA PEIXOTO
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
MOISES DIAS FREITAS Participante Externo
TIAGO DA CUNHA PEIXOTO Docente - PERMANENTE
ALESSANDRA ESTRELA DA SILVA LIMA Docente - PERMANENTE
VITOR SANTIAGO DE CARVALHO Participante Externo

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
CONS NAC DE DESENVOLVIMENTO CIENTIFICO E TECNOLOGICO - CAPES 24

Vínculo

Bolsa de Fixação
Instituição de Ensino e Pesquisa
Ensino e Pesquisa
Sim