Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO
ZOOTECNIA (25003011006P1)
DESCRITORES MORFOLÓGICOS E INDICADOR DE METABOLISMO FOTOSSINTÉTICO EM CLONES DE PALMA FORRAGEIRA
NUBIA MEIRELLY LOPES DA SILVA EPIFANIO
TESE
25/02/2019

A palma forrageira (Opuntia e Nopalea) é o principal recurso forrageiro para os animais durante os períodos de escassez de forragem em regiões semiáridas do Nordeste do Brasil. A cochonilha do carmim é uma praga que resulta em grandes perdas da cultura e a utilização de genótipos resistentes é uma importante estratégia para sustentabilidade dos sistemas de produção animal. Foram realizados dois experimentos, sendo o primeiro experimento conduzido em condições de campo no IPA-Arcoverde-PE, com objetivo de caracterizar genótipos, utilizando-se descritores morfológicos e técnica de componentes principais e agrupamento. O delineamento utilizado foi blocos completos ao acaso, com três repetições, no qual foram avaliados seis genótipos de palma, sendo três do gênero Opuntia (F8, OEM e IPA-20) e três do gênero Nopalea (Miúda, IPA Sertânia e F21). Cada parcela continha 10 linhas, com espaçamento de 1,5 m entre linhas e 0,4 m entre plantas. As avaliações foram realizadas nos anos de 2016 e 2018, ao final de cada época seca e chuvosa do ano. Foram avaliadas teor relativo de água e acidez do cladódio através do pH em coletas realizadas às 0, 6, 12, e 18 h. Também se avaliou os descritores morfológicos da planta em cada época do ano, sendo realizada a análise de componentes principais e agrupamento pelo método de Toucher. Os teores de água e o pH acidez nos genótipos variaram com a época de avaliação, de forma que quando a umidade aumenta, o pH diminui. Os valores de pH variaram na época seca de 4,07 a 4,78 no ano 1, enquanto para o ano 2 foi de 4,13 a 5,01. Na época de chuva, os valores variaram entre 4,25 a 5,24 no primeiro ano e entre 4,34 a 5,33 no segundo. Para os valores teor relativo de água, observou-se variação entre 25,70 a 63,93 durante o primeiro ano e 32,25 a 64,42 no segundo ano, ambos na estação seca, e para a estação chuvosa variou entre 59,16 a 73,58. Os descritores morfológicos avaliados permitiram classificar os genótipos em três grupos distintos, sendo o primeiro representado pelo F8, Miúda e OEM, o segundo por F21 e Sertânia e o terceiro por IPA-20. Os descritores morfológicos com maior contribuição na diferenciação entre os genótipos avaliados foram relacionados às características dos cladódios. O segundo experimento foi conduzido em casa de vegetação com objetivo de avaliar a resistência à cochonilha do carmim e de escama, características do sistema radicular, valor nutritivo e composição isotópica de carbono e nitrogênio de genótipos de palma forrageira sob distintas condições edáficas. O delineamento experimental foi em blocos completos ao acaso com arranjo fatorial 6 (genótipos) x 2 (solos) x 4 (umidade), com quatro repetições. Os fatores estudados foram seis genótipos de palma forrageira, sendo três do gênero Opuntia (F8, Orelha de Elefante Mexicana [OEM] e IPA-20) e três do gênero Nopalea (Miúda, IPA Sertânia e F21). Estes genótipos foram provenientes do Instituto de Pesquisa Agronômico – IPA oriundos do Programa de Melhoramento Genético Vegetal (IPA/UFRPE). Os níveis de umidade utilizados foram 25, 50, 75 e 100% da capacidade de pote. Para plantio das plantas utilizou-se baldes com capacidade de 10 kg, sendo a água reposta semanalmente para atingir o nível de umidade utilizado. Aos 180 dias de experimento foram atribuídas notas de ocorrência e danos de pragas, brotação, emissão de raízes e sobrevivência, sendo as plantas colhidas em seguida. Também foram determinados os teores de C, N, δ15N e δ13C dos genótipos submetidos a diferentes condições. Os tipos de solos e níveis de umidade do solo não afetaram a resistência/susceptibilidade a pragas e composição química dos genótipos de palma forrageira. Os genótipos F8, IPA-20 e Sertânia se apresentaram susceptíveis a pelo menos uma das cochonilhas. Os genótipos OEM e Miúda se comportaram imunes a cochonilha do carmim, enquanto que pela baixa incidência, os genótipos OEM e F21 se apresentaram tolerantes. Os clones apresentaram maior incidência das raízes médias, seguidas pelas finas e grossas. O genótipo F21 se destacou em brotação aos seis meses de idade, comparado aos genótipos OEM e Miúda. Os clones estudados apresentaram perfil similar de nitrogênio. O genótipo Miúda apresentou maiores teores de carbono (34,05%) e isótopos de carbono (-18,75‰). O genótipo OEM possui valores mais enriquecidos de δ15N (13,60‰), seguidos pelo genótipo F21. Os clones OEM, F21 e Miúda apresentam metabolismo MAC facultativo de acordo com os valores de isótopos de carbonos encontrados.

agrupamento;cactáceas;isótopos;morfofisiologia;semiárido
The forage cactus (Opuntia and Nopalea) is the main feed resource for livestock during the stages of forage scarcity in arid and semi-arid regions. Carmine cochineal is a pest that results in severe crop losses and the use of resistant genotypes is a new strategy for the sustainability of animal production systems. Two experiments were carried out to evaluate forage cactus genotypes submitted to different edaphic conditions. The first one was conducted under field conditions at IPA-Arcoverde-PE, with the objective of characterizing genotypes using morphological descriptors and techniques of main components and clusters. A randomized complete block design with three replicates was used, in which six genotypes of cactus were evaluated, three of the genus Opuntia (“F8”, “Orelha de elefante mexicana” (“IPA-20”) and three of the genus Nopalea (“Miúda”, “IPA Sertânia” and “F21”). Each plot contained 10 lines, spacing 1.5 m between rows and 0.4 m between plants. The evaluations were carried out in the years 2016 and 2018, at the end of each dry and rainy season of the year. Response variables included water content and acidity of cladodium by pH at equidistant times at dawn, with collections at 0, 6, 12, and 18 h. Plant's Morphological descriptors were also evaluated at each time of the year, and the principal components analysis and clustering were performed by the Touche method. Water content and acidity of pH in the genotypes vary with the evaluation period, so that when the humidity increases, the pH decreases. The pH values varied in the dry season from 4.07 to 4.78 in year 1, while for year two it was from 4.13 to 5.01. In the rainy season, the values varied between 4.25 to 5.24 in the first year and between 4.34 to 5.33 in the second. For the values of relative water content, it was observed a variation between 25.70 and 63.93 during the first year and 32.25 to 64.42 in the second year, both in the dry season, and for the rainy season varying between 59.16 at 73.58. The morphological descriptors evaluated allowed us to classify the genotypes into three distinct groups, the first F8, Miúda and OEM, the second by F21 and Sertânia and the third by IPA-20. In the cladodes are the characteristics of the morphological descriptors that have greater contribution in the differentiation between the evaluated genotypes. The second experiment was conducted in a greenhouse with the objective of evaluating the resistance to carmine and scale cochineal, characteristics of the root system, nutritive value and isotopic composition of carbon and nitrogen in forage cactus genotypes under different edaphic conditions. The experimental design was a randomized complete block with factorial arrangement 6 (genotypes) x 2 (soils) x 4 (humidity), with four replications. The factors studied were six genotypes of forage cactus, three of the genus Opuntia (“F8”, “Orelha de elefante mexicana” and “IPA-20”) and three of the genus Nopalea (“Miúda”, “IPA Sertânia” and “F21”). These genotypes came from the Institute of Agronomic Research - IPA from the Plant Breeding Program (IPA / UFRPE). The moisture levels used were 25, 50, 75 and 100% of the pot capacity. For the planting of the plants, buckets with a capacity of 10 kg m³ were used, the water was replenished weekly to reach the humidity level used. At 180 days of the experiment, the occurrence, pest damage, sprouting, root emission and survival notes were given, after which the plants were harvested. The levels of C, N, δ15N and δ13C of the genotypes submitted to different conditions were also determined. Soil types and soil moisture do not affect the resistance/susceptibility to pests and chemical composition of forage palm genotypes. Genotypes F8, IPA-20 and Sertania are susceptible to at least one of the cochineal. Genotypes OEM and Miúda behave as immune to carmine cochineal, while low incidence genotypes, OEM and F21, are tolerant to low levels of infestation. The clones presented higher incidence of the medium roots, followed by the thin and thick roots for the three clones studied. The F21 genotype was highlighted in budding at six months of age compared to OEM and Miúda genotypes. The clones studied showed a similar profile to nitrogen. For the carbon profile, genotype “Miúda” showed greater values of carbon (34.05%) and carbon isotopes (-18.75‰). The “orelha de elefante mexicana” genotype has a more enriched nitrogen isotopic composition (13.60‰) followed by the “F21” genotype. The “Orelha de elefante mexicana” genotypes, “F21” and “Miúda”, presented facultative CAM metabolism according to the carbon isotope values found.
cacti;clustering;isotopes;morphology;semiarid
Único
84
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

ZOOTECNIA
PRODUÇÃO, AVALIAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE PLANTAS FORRAGEIRAS E PASTAGENS
GERAÇÃO E SELEÇÃO DE CLONES DE PALMA FORRAGEIRA PARA O SEMIÁRIDO DE PERNAMBUCO

Banca Examinadora

MERCIA VIRGINIA FERREIRA DOS SANTOS
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
TONI CARVALHO DE SOUZA Participante Externo
MERCIA VIRGINIA FERREIRA DOS SANTOS Docente - PERMANENTE
ALBERICIO PEREIRA DE ANDRADE Participante Externo
DIVAN SOARES DA SILVA Participante Externo
MARIO DE ANDRADE LIRA JUNIOR Participante Externo

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUNDAÇÃO DE AMPARO À CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO ESTADO DE PERNAMBUCO - Auxílio a Projetos de Pesquisa 42
FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP - Apoio à Pós-Graduação 6

Vínculo

Servidor Público
Empresa Pública ou Estatal
Outros
Sim