Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA
ZOOTECNIA (42002010010P4)
ESTRUTURA DE PASTAGEM NATURAL E DESEMPENHO DE VACAS E NOVILHAS EM PASTOREIO ROTATIVO
LUCIANA MARIN
DISSERTAÇÃO
22/02/2019

A pecuária no Rio Grande do Sul é baseada principalmente em sistemas de produção extensivos onde a base da alimentação de bovinos são as pastagens naturais. O presente trabalho teve como objetivo avaliar a produção de forragem e o desempenho produtivo de novilhas e vacas manejadas em pastagem natural sob o sistema de pastoreio rotativo com lotes “ponta” e “rapador”. Os tratamentos foram dois intervalos de descanso entre pastejos, de 402 graus-dia e 252 graus-dia que priorizavam o crescimento de gramíneas dos grupos de conservação e utilização de recursos, respectivamente. Foram utilizadas 24 novilhas testes para constituírem o lote “ponta” e 24 vacas testes constituindo o lote “rapador”. A lotação animal foi ajustada com novilhas reguladoras no lote “ponta” para o consumo de 70% de lâminas foliares em uma massa de forragem acima de 1000 kg MS.ha-1. As variáveis descritoras de estrutura da vegetação não apresentaram interação tratamento x período , a altura média foi superior no tratamento 402 GD , massa de forragem total, massa de forragem do estrato inferior densidade e % dos componentes estruturais foram semelhantes entre os tratamentos. O ganho médio diário (GMD) das novilhas foi semelhante entre os intervalos de descanso (P>0,05) com média de 0,222 kg.dia-1. O GMD das vacas também foi semelhante entre os tratamentos (P>0,05), com média de 0,320 kg.dia-1. O ganho de peso corporal por hectare foi superior no tratamento de menor intervalo de descanso, onde durante os 149 dias de experimento houve um ganho de 117 kg. ha-1, enquanto no tratamento de maior intervalo o ganho foi de 95 kg.ha-1. O sistema de pastoreio rotativo com lotes “ponta” e “rapador” proporcionou desempenhos satisfatórios, demonstrando ser uma ferramenta útil na recria de novilhas para acasalamento aos 24 meses e terminação de vacas de descarte.

Bioma Pampa;Ganho médio diário;Massa de forragem;Ponta e Rapador
The beef cattle production in Rio Grande do Sul is based mainly on extensive breeding systems where animal feed basis are natural grasslands. The present work aimed to evaluate the forage production and the productive performance of heifers and cows managed in natural grassland under the “first” and “last” grazers rotational grazing system. The treatments were two rest intervals between grazing, from 402 degree-day and 252 degree-days, which prioritized the growth of grasses of conservation and resource use groups, respectively. Twenty-four tester heifers were used to constitute the “first” group and 24 tester cows constituting the "last"group. The sward structure descriptors did not show treatment x period interaction , the mean height were higher in the 402 GD treatment , total forage mass, forage mass of lower stratum, density and % of structural components were similar between treatments. The animal stocking was adjusted with regulatory heifers in the "first" group for the intake of 70% of leaf blades in a forage mass above 1000 kg MS.ha-1. The daily weight gain (DWG) of heifers was similar between rest intervals (P> 0.05) with a mean of 0.222 kg.day-1. Cow DWG was also similar between treatments (P> 0.05), with an average of 0.320 kg. day-1. The body weight gain per hectare was higher in the treatment of less rest interval, where during the 149 days of experiment there was a gain of 117 kg. ha-1, whereas in the treatment of a longer interval the gain was 95 kg. ha-1. The rotational grazing system with "first" and "last" grazers provided satisfactory performances, proving to be a useful tool in the rearing of heifers for mating at 24 months and termination of cull cows.
Daily weigth gain;Herbage mass;Pampa biome;First and last grazing
01
54
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

PRODUCAO ANIMAL
PRODUÇÃO, MANEJO, CONSERVAÇÃO E AVALIAÇÃO DE GERMOPLASMA DE FORRAGEIRAS
SISTEMAS PASTORIS CULTIVADOS NO SUL DO BRASIL: AVALIAÇÃO DO MANEJO E POTENCIAL PRODUTIVO

Banca Examinadora

FERNANDO LUIZ FERREIRA DE QUADROS
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
LEANDRO BITTENCOURT DE OLIVEIRA Participante Externo
LUCIANA POTTER Docente - PERMANENTE

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
CONS NAC DE DESENVOLVIMENTO CIENTIFICO E TECNOLOGICO - Bolsa de Mestrado no País GM 24

Vínculo

-
-
-
Não