Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
CIÊNCIA ANIMAL NOS TRÓPICOS (28001010036P7)
AVALIAÇÃO QUALITATIVA DA LÁGRIMA DOS TETRÁPODES.
ANA CLAUDIA SANTOS RAPOSO
TESE
19/02/2019

A lágrima é um fluido complexo que desempenha papel na nutrição, estabilidade, proteção e remoção de sujidades da superfície ocular. Existem estudos sobre seus componentes e dinâmica para mamíferos, contudo o conhecimento sobre este fluído em outras espécies é limitado. Os processos evolutivos de adaptação e influências ambientais podem ter induzido modificações sobre a lágrima dos vertebrados, e diferenças quali-quantitativas podem ocorrer, mesmo entre animais filogeneticamente próximos. A partir deste cenário, objetivou-se com esta pesquisa avaliar qualitativamente a lágrima dos tetrápodes (répteis, aves e mamíferos), com o emprego de metodologias inéditas para animais selvagens. O perfil proteico e a composição bioquímica da lágrima de répteis, aves e mamíferos, presentes em diferentes nichos ecológicos, foram avaliados comparativamente com o soro sanguíneo e a lágrima de humanos (fluidos que possuem parâmetros já estabelecidos), e foi obtido que a lágrima dos animais continham os mesmos compostos presentes na lágrima do humano e do soro sanguíneo, em diferentes proporções. Atribuiu-se que a proximidade filogenética, dieta e o ambiente, este último significativamente, influenciam sobre os componentes da lágrima. A partir destes resultados, algumas espécies foram selecionadas, por suas notórias diferenças no perfil eletroforético, para a investigação proteômica da lágrima, sendo elas o gaviões-carijó (Rupornis magnirostris), jacarés (Caiman latirostris) e tartarugas-marinhas (Caretta caretta). As proteínas encontradas, tal como suas características ontogênicas, demonstraram que a composição da lágrima pode ser derivada de condições ambientais e estilos de vida dos animais, mostrando-se apta a complexa adaptação das espécies. Ademais, foi realizada a descrição das glicoproteínas presentes na lágrima do gavião e jacaré, onde os resultados mostram maior frequência deste composto para aves, e que possivelmente as glicoproteínas possibilitam maior diversidade ao fluido lacrimal. Mesmo perante a processos metabólicos mais primitivos, percebe-se que são mantidos diferentes mecanismos de estabilização da lágrima. Desta forma, o fluído lacrimal perpassa o que é descrito para os mamíferos e trata-se de um fluido com alto poder de adaptação com a função de manter a homeostase da superfície ocular e consequente função visual.

Análise comparativa;Composição bioquímica;Glicoproteômica;Proteômica;Superfície ocular;Vertebrados
Tear is a complex fluid involved in nourishment, stability, protection and removal of foreign bodies from ocular surface. There are studies regarding its components and dynamics for mammalian species; however, the knowledge about this fluid in other species is limited. The evolutive process for adaptation and environmental influences may inducted changes on vertebrate tears. In addition, qualitative and quantitative differences can occur, even in animals phylogenetically related. Therefore, the objective of this research was to perform qualitative- quantitative evaluation of tetrapod tears (reptiles, birds and mammals), using unpublished methodologies for wild animals. The protein profile and biochemical composition of the tear of reptiles, birds and mammals, present in different ecological niches, were evaluated comparatively with blood serum and human tear, and it was obtained that the tear of the animals contained the same compounds present in the tear human and blood serum in different proportions. Together with this finding, it was attributed that the phylogenetic proximity, diet and environment, the latter in a significant way, influence on the tear components. From these results, some species were selected because of their notorious differences in the electrophoretic profile for the proteomic investigation of the tear, as hawk (Rupornis magnirostris), caiman (Caiman latirostris) and sea turtle (Caretta caretta). In addition, the glycoproteins present in the tear of the hawk and alligator were described, where the results show a higher frequency of this compound for birds, and that possibly the glycoproteins allow greater diversity to the lacrimal fluid. The proteins found, as well as their ontogenic characteristics, have demonstrated that the tear composition can be derived from the environmental conditions and lifestyles of the animals, being able to adapt to the complex adaptation of the species. Besides, even before the most primitive metabolic processes, there is an maintenance in the stability mechanisms of tears. So, the tear fluid pervades what is described for mammals and is a fluid with high adaptation power. It has roles in maintaining ocular surface homeostasis and consequently visual function.
Biochemical composition;Comparative analysis;Glicoproteomic;Proteomic Ocular surface;Vertebrates
01
162
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

SAÚDE ANIMAL
PATOLOGIA, CLÍNICA E CIRURGIA VETERINÁRIA
Avaliação da Cristalização da lágrima em cães hígidos

Banca Examinadora

ARIANNE PONTES ORIA
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
CARLOS ROBERTO FRANKE Docente - PERMANENTE
ARIANNE PONTES ORIA Docente - PERMANENTE
RODRIGO BARBAN ZUCOLOTO Participante Externo
VITOR HUGO MOREAU DA CUNHA Participante Externo

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
CONS NAC DE DESENVOLVIMENTO CIENTIFICO E TECNOLOGICO - CAPES 42

Vínculo

Bolsa de Fixação
Instituição de Ensino e Pesquisa
Ensino e Pesquisa
Sim