Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO
BIOCIÊNCIA ANIMAL (25003011022P7)
Caracterização clínico-patológica das neoplasias mamárias em gatas
AMANDA DE DEUS FERREIRA ALVES
DISSERTAÇÃO
27/02/2019

As neoplasias mamárias são alterações proliferativas que mais acometem mulheres, cadelas e gatas e são responsáveis pela morte de centenas de indivíduos em todo o mundo. Dentre as formas de diagnóstico, o exame histopatológico é considerado o padrão-ouro, sendo possível apreciar além da arquitetura histológica, o grau de invasividade da neoplasia, o índice mitótico e outros fatores como a presença de necrose. Podem ainda complementar o diagnóstico a pesquisa de marcadores biológicos no tecido neoplásico e no sangue das pacientes. Desse modo, este trabalho teve por objetivo fazer a caracterização clínico-patológica e a pesquisa de Ciclo-oxigenase 2 (COX-2), do Antígeno Carcinoembrionário (CEA) e do Antígeno do Câncer 15.3 (CA15.3) em gatas com neoplasias mamárias. Para cada animal foram coletadas informações por meio de questionário investigativo e amostras de sangue para dosagem sérica de CEA e CA15.3. As amostras provenientes de mastectomia foram fixadas em formol 10% tamponado e processadas a partir da técnica histopatológica com impregnação em parafina e coloração em Hematoxila e Eosina. Sendo então realizada a classificação e graduação histopatológica das lesões. Para realização da técnica de imunohistoquímica a recuperação antigênica foi conseguida em panela de pressão, com posterior incubação com anticorpo primário monoclonal anti-Cox 2 (clone SP21, ThermoFisher), na diluição de 1:80 e amplificação a partir do polímero marcado com a enzima Horseradish Peroxidase (EnVision™+ Dual Link System-HRP). Para quantificação do CA 15.3 e CEA a partir do soro das gatas foram utilizados os testes ELISA IBL humano e ELISA CanAg CEA EIA humano, respectivamente, que consistem em ensaios não competitivos de fase sólida baseados na técnica direta de sanduíche. Desse modo, foram analisados 81 tumores mamários provenientes de 52 gatas. Metade dos animais tinham entre oito a 12 anos e 94,23% não tinham raça definida. Em 55,77% dos casos os tutores afirmaram já ter feito pelo menos um aplicação de anticoncepcional, destas 79,31% desenvolveram neoplasias malignas. No momento do procedimento cirúrgico, 60% das gatas já estavam em estadiamento clínico grau III, em alguns casos com metástase em linfonodo regional. As neoplasias malignas corresponderam a 82,71%, sendo os tipos cribriforme, tubulopapilar e tubular os mais frequentes, estando a maioria deles no grau histopatológico II (83,58%). De modo geral, os carcinomas mamários são os mais frequentes nas gatas, sendo verificada baixa imunomarcação para Cox-2 e para a concentração de CEA e CA15.3. Porém, a detecção da Cox-2 nos fragmentos de tumores mamários em gatas, não teve relação direta com o prognóstico. Os testes para os marcadores CA 15.3 e CEA, quando realizados a partir de kits para humanos, não devem ser utilizados como indicadores para detecção de neoplasias mamários em gatas, devido à baixa sensibilidade e ou especificidade do teste.

Tumor;carcinoma;mama;felinos
Breast neoplasms are proliferative changes that affect women, bitches and cats the most, and are responsible for the deaths of hundreds of individuals around the world. Among the forms of diagnosis, the histopathological examination is considered the gold standard, and it is possible to appreciate besides the histological architecture, the degree of invasiveness of the neoplasia, the mitotic index and other factors such as the presence of necrosis. Biological markers in the neoplastic tissue and in the patients' blood may also complement the diagnosis. The aim of this study was to characterize the clinical and pathological characterization and investigation of cyclooxygenase-2 (COX-2), Carcinoembryonic Antigen (CEA) and Cancer Antigen 15.3 (CA15.3) in cats with breast neoplasias . For each animal, information was collected by means of an investigative questionnaire and blood samples for serum levels of CEA and CA15.3. Samples from mastectomy were fixed in 10% buffered formalin and processed from the histopathological technique with paraffin impregnation and staining in Hematoxyl and Eosin. The classification and histopathological classification of the lesions were then performed. For the immunohistochemical technique the antigenic recovery was achieved in a pressure cooker, with subsequent incubation with anti-Cox 2 monoclonal primary antibody (clone SP21, ThermoFisher), at the dilution of 1:80 and amplification from the polymer labeled with the enzyme Horseradish Peroxidase (EnVision ™ + Dual Link System-HRP). Quantification of CA 15.3 and CEA from human calves was performed using ELISA human IBL ELISA and CanAg CEA human EIA ELISA, respectively, consisting of non-competitive solid phase assays based on the direct sandwich technique. Thus, 81 breast tumors from 52 cats were analyzed. Half of the animals were between eight and 12 years old and 94.23% had no defined breed. In 55.77% of the cases, the tutors stated that they had already done at least one contraceptive application, of which 79.31% developed malignant neoplasms. At the time of the surgical procedure, 60% of the cats were already in stage III clinical staging, in some cases with regional lymph node metastasis. Malignant neoplasms corresponded to 82.71%, with cribriform, tubulopapillary and tubular types being the most frequent, most of them in histopathological grade II (83.58%). In general, mammary carcinomas are the most frequent in the cats, with low immunolabeling for Cox-2 and for the concentration of CEA and CA15.3. However, the detection of Cox-2 in fragments of mammary tumors in cats was not directly related to the prognosis. The tests for CA 15.3 and CEA markers, when performed from human kits, should not be used as indicators for detection of breast neoplasms in cats due to the low sensitivity and / or specificity of the test.
Tumor;carcinoma;breast;cats
1
80
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

MORFOFISIOLOGIA ANIMAL
ESTUDO DOS MECANISMOS E PROCESSOS CELULARES BÁSICOS NA CIÊNCIA ANIMAL
CORRELAÇÃO DOS ACHADOS CITOPATOLÓGICOS, HISTOPATOLÓGICOS, IMUNOHISTOQUÍMICOS E DE BIOMARCADORES SÉRICOS DE TUMORES MAMÁRIOS EM GATAS (Felis catus).

Banca Examinadora

VALDEMIRO AMARO DA SILVA JUNIOR
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
MARIA TACIANA CAVALCANTI VIEIRA SOARES Docente - COLABORADOR
ANA PAULA CASTOR BATISTA Participante Externo
VALDEMIRO AMARO DA SILVA JUNIOR Docente - PERMANENTE
FRANCISCO DE ASSIS LEITE SOUZA Participante Externo

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUNDAÇÃO DE AMPARO À CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO ESTADO DE PERNAMBUCO - Bolsas de pós-graduação 24

Vínculo

Bolsa de Fixação
Instituição de Ensino e Pesquisa
Ensino e Pesquisa
Sim