Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
CIÊNCIA ANIMAL NOS TRÓPICOS (28001010036P7)
CRIOPRESERVAÇÃO DE ESPERMATOZOIDES DE FELÍDEOS DOMÉSTICOS E SILVESTRES
MONICA MADRIGAL VALVERDE
DISSERTAÇÃO
04/02/2019

As informações obtidas sobre a biologia e biotecnologia reprodutiva do gato doméstico permitem uma correlação e aplicação em espécies silvestres. O estudo das características físicas e a sua associação com parâmetros reprodutivos permite ampliar os critérios de seleção de indivíduos para reprodução de espécies em risco de extinção. A criopreservação do sêmen é etapa fundamental para os programas de reprodução assistida em felídeos silvestres. O objetivo desse trabalho foi avaliar a correlação das mensurações biométricas com as características morfocinéticas pré e pós-congelação do sêmen do Felis catus e de felídeos silvestres, obtido pela cateterização uretral meio de dois diferentes fármacos e processados com três crioprotetores seminais. Para este estudo foram utilizados 13 machos felinos (Felis catus), selecionados e separados em grupos, de acordo com o indutor químico da ejaculação testado (Experimento 1). No primeiro grupo experimental (G1D), foi utilizada a associação de cloridrato de medetomidina (0,1mg/kg) e cetamina (5mg/kg) IM e no segundo grupo (G2D) foi utilizada a associação de cloridrato de dexmedetomidina (0,1mg/kg) e cetamina (5mg/kg). Depois de alcançada a anestesia satisfatória, os animais foram submetidos à sondagem com um cateter uretral sem janela lateral, tendo o sêmen colhido e transportado ao laboratório para análise. Foram avaliadas as características de qualidade do sêmen fresco e depois do processo de congelação-descongelação: volume, motilidade e progressiva subjetiva, porcentagem de espermatozoides com integridade funcional (choque osmótico) e estrutural da membrana plasmática (com corante eosina), concentração espermática e patologias espermáticas. Não foi encontrada diferença nos parâmetros espermáticos (P>0.05). As amostras foram criopreservadas em três grupos de crioprotetores (Experimento 2), GC1 com de 6% de glicerol (GLI), GC2 com 3% de dimetilacetamida (DMA) e GC3 com 3% de dimetilformamida (DMF). Para o sêmen congelado-descongelado foram avaliados adicionalmente os parâmetros cinéticos em equipamento de análise seminal automatizado (CASA) e fluorescência em citometria de fluxo, quando também não se verificaram diferenças (P>0,05) para os parâmetros avaliados, entre os grupos estudados. O estudo de subpopulações espermáticas, identificou quatro subpopulacões com comportamentos definidos independentes do crioprotetor. Posteriormente às mensurações e colheita do sêmen, os animais foram submetidos à orquiectomia. Nos animais foram realizadas as mensurações corporais e testiculares de: comprimento de cabeça, circunferência da cabeça, comprimento de cabeça mais xi corpo, diâmetros torácicos, comprimento de cauda e comprimento total, largura, comprimento, espessura de cada testículo, e peso corporal (Experimento 3). Além disso, os testículos dos animais foram mensurados com ultrassonografia. Os testículos pós-orquiectomia também foram mensurados e pesados. Os parâmetros testiculares estimados foram área testicular, volume testicular, peso testicular e índice gonadossomático. Foram comparados os métodos de mensurações testiculares e estimadas correlações lineares de Pearson e Spearman entre a biometria corporal, testicular e parâmetros espermáticos. Não houve diferenças entre as medidas obtidas com os dois métodos de mensuração dos testículos (P>0.05). Foram observadas correlações positivas (P<0,05) entre o comprimento total e os parâmetros testiculares, assim como entre a concentração espermática e os parâmetros testiculares. Para o estudo com os felídeos silvestres foram utilizados um Leopardus wiedii, um Puma yagouaroundi e uma Panthera onca. Os animais foram submetidos à ejaculação química com a associação de cloridrato de medetomidina (0,1mg/kg) e cetamina (5mg/kg) IM. As amostras seminais colhidas por cateterização uretral foram cripreservadas com os mesmos crioprotetores e concentrações do Experimento 2. As avaliações do sêmen fresco e pós-descongelação foram às mesmas descritas para o Experimento 1 e 2, cuja comparação entre os diferentes grupos resultou no Experimento 4. Para este último estudo também não foram encontradas diferenças para o tipo de crioprotetor utilizado (P>0,05). Conclui-se que não existiram diferenças entre a qualidade espermática do sêmen fresco e entre os grupos pós-descongelação, para as duas associações de fármacos testadas, nem entre os crioprotetores testados. Entretanto, a biometria testicular exerce importante influência sobre a concentração espermática de reprodutores, sendo um adequado parâmetro a ser considerado em reprodutores felídeos.

agonista alfa-2 adrenérgico;qualidade seminal;biometria;sistema automatizado de analise seminal;subpopulações espermáticas;citometria.
Information obtained on the biology and reproductive biotechnology of the domestic cat allows a correlation and application in feline wild species. The study of the physical characteristics and their association with reproductive parameters allows increasing the selection criteria of individuals for reproduction of endangered species. Semen cryopreservation is a fundamental component for assisted reproduction programs in wild felids. Objective of this study was to evaluate the association between the biometric measurements and the previous and post freezing morphokinetic characteristics of feline domestic and wild species sperm, obtained by urethral catheterization using two different drugs and processed with three seminal extenders. For this study, 13 feline males (Felis catus), selected and separated into groups, according to the drug tested (Experiment 1). In the first experimental group (GD1), the combination of medetomidine hydrochloride (0.1mg/kg) and ketamine (5mg/kg) was used and in the second group (GD2) the combination of dexmedetomidine hydrochloride (0.025mg/kg) and ketamine (5mg/kg). After the required anesthetic level was reached, the animals were submitted to probing with urethral catheter, and the semen was collected and transported to the laboratory for analysis. We evaluated the semen quality characteristics of fresh and frozen-thawed sperm with conventional microscopy: volume, total motility and progressive motility, percentage of spermatozoa with membrane functional integrity (osmotic shock) and membrane structural integrity (eosin stain), sperm concentration and sperm morphology. There was no difference in sperm parameters (P> 0.05) into groups GD1 and GD2. The samples were cryopreserved in three groups of cryoprotectants (Experiment 2), GC1 with 6% glycerol (GLI), GC2 with 3% dimethylacetamide (DMA) GC3 with 3% dimethylformamide (DMF). For frozen-thawed semen, kinetic parameters in computerized analysis equipment (CASA) and fluorescence in flow cytometry were also evaluated, when there were also no differences (P> 0.05) for the parameters evaluated between the groups studied. The study of spermatic subpopulations identified four subpopulations with independent behaviors defined between them. After the semen collection and obtainment of its parameters, the animals were submitted to orchidectomy. In the animals, corporal and testicular measurements were performed: head length, head circumference, head +body length, thoracic diameters, tail length and total length, width, length, thickness of each testicle, and body weight (Experiment 3). In addition, the testicles of the animals were measured with ultrasonography. Post-orchiectomy testicles were also measured and weighed. The estimated testicular parameters were testicular area, testicular volume, testicular weight and gonadosomatic index. We compared the methods of testicular measurements and estimated linear Pearson correlations between body biometry, testicular and sperm parameters. There were no differences between the measurements obtained with the two measurement methods of the testicles (P> 0.05). Positive correlations xiii (P <0.05) were observed between total length and testicular parameters, as well as between sperm concentration and testicular parameters. For the study with the wild felids, a Leopardus wiedii, a Puma yagouaroundi and a Panthera onca ounce were included. The animals were submitted to chemical ejaculation with the combination of medetomidine hydrochloride (0.1mg/kg) and ketamine (5mg/kg) IM. Seminal samples were collected by urethral catheterization were frozen with the same cryoprotectants and concentrations of Experiment 2. For the latter study, no differences were found for the extender used (P> 0.05). It was concluded that there are no differences in sperm quality in fresh and post-thawing. However, testicular biometry exerts an important influence on the sperm concentration of the breeders, being an adequate parameter to be considered in felid breeding.
alfa-2 adrenergic agonist;Sperm quality;biometry;computer-assisted sperm analysis;sperm subpopulation, flow citometry.
01
157
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

SAÚDE ANIMAL
PRODUTOS E PROCESSOS BIOTECNOLÓGICOS
-

Banca Examinadora

ANTONIO DE LISBOA RIBEIRO FILHO
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
VIVIAN FERNANDA BARBOSA Docente - PERMANENTE
ANA KARINA DA SILVA CAVALCANTE Participante Externo
MARIA CONSUELO CARIBE AYRES Docente - COLABORADOR

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
CONS NAC DE DESENVOLVIMENTO CIENTIFICO E TECNOLOGICO - CAPES 24

Vínculo

-
-
-
Sim