Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ
ZOOTECNIA (40004015006P0)
Valor nutricional de farinha de tilápia de baixa cinza como ingrediente para Pet Food
BRUNA ALBINO BRONHARO
DISSERTAÇÃO
26/02/2019

Escolher uma fonte de proteína de qualidade é muito importante na indústria de formulação de alimentos para felinos domésticos. A utilização de farinha com baixa cinza é uma novidade crescente neste cenário, visto que esta espécie possui particularidades. Com esse objetivo foram elaboradas farinhas de carne mecanicamente separada de tilápia com baixa cinza (FPCMS), farinhas a partir de carcaça de tilápia (FP) e de vísceras de aves (FVA) para avaliar as características químicas, bem como a digestibilidade e palatabilidade como ingredientes em dietas para gatos. As farinhas também foram avaliadas através de isotermas de sorção. A FPCMS apresentou maiores teores de matéria seca (951,3g/kg), proteína bruta de 696,0g/kg, extrato etéreo de 200,8g/kg, 6324kcal de energia bruta e o menor teor de matéria mineral (52,6g/kg), confirmando ser uma farinha de baixo teor mineral (menor que 10%). Para o estudo de isotermas de sorção à 30ºC, os melhores ajustes foram para o modelo matemático de GAB. O valor máximo seguro de atividade de água para farinhas está entre 0,3 e 0,4 e os valores de umidade de equilíbrio da FPCMS foram 32,5 e 38,2g/kg, respectivamente. A digestibilidade do alimento com FPCMS foi melhorada significativamente (p<0,05) em comparação aos demais, apresentando valores de 883,7g/kg para PB, 800,6g/kg para MS, 845,3g/kg para MO e 39,7g/kg para energia metabolizável. Não houve diferença significativa (p<0,05) entre as digestibilidades dos ingredientes, sendo a da proteína bruta de 781,9g/kg para FVA, 668,6g/kg para FP e 736,4g/kg para FPCMS. Quanto à palatabilidade das dietas, os animais tiveram preferência pelo alimento com inclusão de FVA, sendo a menor razão de ingestão para FPCMS, com valores de 0,21 para o teste FPCMS versus FVA e 0,26 para o teste FPCMS versus FP.

Farinha baixa cinza;CMS de peixe;qualidade da proteína;digestibilidade, palatabilidade.
Choosing a quality protein source is very important in the food industry for domestic felines. The use of low ash meal is a new development in this scenario, since this species has particularities. For this purpose, flours of mechanically separated tilapia (FPCMS), flours from tilapia (FP) and poultry viscera (FVA) were used to evaluate the chemical characteristics, as well as digestibility and palatability as ingredients in diets for cats. The flours were also evaluated by sorption isotherms. The FPCMS showed higher dry matter (951,3g/kg), crude protein of 696,0g/kg, ethereal extract of 200,8g/kg, 6324 kcal of crude energy and the lowest content of mineral matter (52,6g/kg), confirming to be a flour of low ash (less than 10,0g/kg). For the study of sorption isotherms at 30ºC, the best adjustments were for the mathematical model of GAB. The maximum safe value of water activity for flours is between 0.3 and 0.4 and the equilibrium moisture values of the FPCMS were 32,5 and 38,2g/kg, respectively. The digestibility of the diet with FPCMS was significantly improved (p <0.05) in comparison to the others, presenting values of 883,7g/kg for CP, 800,6g/kg for MS, 845,3g/kg for OM and 39,7g/kg for metabolizable energy. There was no significant difference (p <0.05) between the digestibility of the ingredients, crude protein being 781,9g/kg for FVA, 668,6g/kg for FP and 736,4g/kg for FPCMS. In relation the palatability of the diets, the animals had food preference with FVA inclusion, being the lowest intake ratio for FPCMS, with values of 0.21 for FPCMS versus FVA and 0.26 for FPCMS versus FP.
Low ash flour;Fish CMS;protein quality;digestibility, palatability
1
61
PORTUGUES
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

PRODUÇÃO ANIMAL
1. AVALIAÇÃO DE EXIGÊNCIAS NUTRICIONAIS E DE ALIMENTOS PARA ANIMAIS
-

Banca Examinadora

MARIA LUIZA RODRIGUES DE SOUZA
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
MARIA LUIZA RODRIGUES DE SOUZA Docente - PERMANENTE
LEANDRO DALCIN CASTILHA Docente - PERMANENTE
GRACIELA LUCCA BRACCINI Participante Externo

Vínculo

CLT
Instituição de Ensino e Pesquisa
Ensino e Pesquisa
Sim