Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO
MEDICINA (UROLOGIA) (33009015021P1)
Avaliação da Eficácia e Efeitos Sobre o Esvaziamento Vesical do Sling Compressivo Argus T® no Tratamento da Incontinência Urinária de Esforço Masculina Moderada a Grave
ADILSON PIMENTEL DE CARVALHO JUNIOR
TESE
06/11/2018

Objetivo: Avaliar a eficácia e efeitos sobre o esvaziamento vesical do sling compressivo Argus T no tratamento da IUE masculina moderada e grave. Métodos: Pacientes com incontinência urinária de esforço (IUE) moderada e grave forem incluídos 12 meses após prostatectomia radical, e submetidos a implante de sling compressivo Argus T ® . Os pacientes foram avaliados no pré-operatório, 1,3, 6, 12, 18, 24 e 60 meses após o tratamento pela de história clínica, exame físico, pad test de 1 hora e ICIq-SF. Os estudos urodinâmicos foram realizados no início do estudo, 12, 18 e 24 meses. O grau de continência no seguimento pós-operatório foi avaliado objetivamente pelo pad test de 1 hora. O sucesso foi definido como redução maior que 50% do peso pré-operatório e a cura foi definida como peso do pad test de 1 hora de 0-1 g. Resultados: Foram incluídos 37 pacientes, sendo 18 pacientes com incontinência moderada e 19 pacientes incontinência grave. Os pacientes apresentaram ao longo do seguimento redução significativa no pad test de 1 hora e no ICIq-SF e ausência de obstrução infra vesical demonstrada através do EUD. Os resultados foram estratificados de acordo com o período de seguimento. Observamos que após 6 meses, 12 meses, 24 meses e 60 meses estavam secos 40,5%, 24,3%, 37,8% e 27%, indicaram melhora 43,2%, 56,7%, 29,7% e 29,7%, considerados como sucesso 83,7%, 81%, 67,5% e 56,7%, respectivamente. A taxa de sucesso foi semelhante nos subgrupos de incontinência moderada e grave. As variáveis préoperatórias, como idade, ICIq -SF, valsava leak pressure point (VLPP), fluxo máximo (Qmax), pressão detrusora no fluxo máximo (Pdet/Qmax) e resíduo pós-miccional, não mostraram correlação à taxa de sucesso. O reajuste do sling foi realizado em 41% dos pacientes. No total 51% dos pacientes apontaram complicação, sendo que 30% destes apresentaram eventos leves resolvidos com medicação ou sondagem vesical e, 21% eventos mais expressivos que levaram a retirada da prótese. Conclusão: O sling ArgusT ® ® fora eficiente no tratamento da IUE masculina moderada e grave sem causar obstrução infra vesical em seguimento de longo prazo.

Prostatectomia Radical;Incontinência Urinária Masculina;Sling Masculino;Urodinâmico
Objectives: To evaluate the ArgusT® efficacy and impact on bladder emptying in male patients with moderate and severe SUI. Methods: Patients with moderate and severe stress urinary incontinence were included 12 months after radical prostatectomy (PR) to undergo Argus T ® xiii ® sling implantation. Patients were evaluated at baseline, 1, 3, 6, 12, 18, 24 e 60 months after treatment by clinical history, physical examination, 1 h pad test and ICIq-SF. Urodymamics were performed at baseline 12, 18 e 24 months. The degree of continence in the postoperative period was evaluated objectively in the follow-up through the 1-hour pad test. Success was defined as reduction of more than 50% of preoperative weight and cure was defined as pad test weight of 0-1 g. Results: It was included 37 patients. Out of them 18 and 19 patients were classified as moderate and severe incontinence, respectively. Patients presented a significant reduction in the pad test and ICIq-SF throughout the follow-up, with absence of infra-vesical obstruction demonstrated through the EUD. The success rate was 83.7%, 81%, 67.5% and 56.7% (where 40.5%, 24.3%, 37.8% and 27% were cured and 43.2%, 56.7%, 29.7% and 29.7 were improved) at 6, 12, 24 and 60 months, respectively. The success rate was similar in moderate and severe incontinence subgroups. Preoperative variables, such as age, ICIq-SF, valsava leak pressure point (VLPP), maximum flow (Qmax), maximum flow detrusor pressure (Pdet / Qmax) and post void residue showed no correlation with the success rate. Sling readjustment was performed in 41% of the patients. In total, 51% of the patients presented some complications, 30% of the patients presented mild events resolved with medication or bladder catheterization, and 21% (8 patients) presented more important events and removal of the prosthesis. Conclusion: The ArgusT sling was efficient in the treatment of moderate and severe male SUI without causing infra vesical obstruction in a long-term follow-up.
Radical Prostatectomy;Male Urinary Incontinence;Male Sling;Urodynamics
0
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

DESENVOLVIMENTO MORFO-FUNCIONAL E BIOTECNOLÓGICO URO-GENITAL
DISFUNÇÕES MICCIONAIS - ASPECTOS MOLECULARES, CELULARES, FUNCIONAIS E INOVAÇÕES TERAPÊUTICAS.
Estudo dos mecanismos fisiopatológicos e desenvolvimento de novas abordagens terapêuticas nas disfunções do assoalho pélvico e do trato urinário inferior.

Banca Examinadora

FERNANDO GONCALVES DE ALMEIDA
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
LUIS GUSTAVO MORATO DE TOLEDO Participante Externo
CARLOS ALBERTO RICETTO SACOMANI Participante Externo
FERNANDO GONCALVES DE ALMEIDA Docente - PERMANENTE
LUIS AUGUSTO SEABRA RIOS Participante Externo
MARCUS VINICIUS SADI Participante Externo

Vínculo

-
-
-
Não