Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO
Alimentos, Nutrição e Saúde (33009015088P9)
ADESÃO AO PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR: FATORES ASSOCIADOS E A QUALIDADE NUTRICIONAL DAS REFEIÇÕES
JOYCE LARISSA DA SILVA BENVINDO
DISSERTAÇÃO
30/07/2018

Introdução: O Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) é considerado uma das maiores políticas sociais do Brasil, através da oferta de refeições a todos os estudantes em educação básica, matriculados na rede pública de ensino. Apesar de tamanha relevância poucos trabalhos exploram temáticas que envolvem o PNAE, sendo um campo de interesse a adesão dos estudantes ao programa, bem como a qualidade dos cardápios. Objetivo: Avaliar a adesão dos estudos ao PNAE e seus fatores intervenientes, bem como analisar a qualidade nutricional dos cardápios. Material e Métodos: Estudo transversal, realizado em 16 municípios do Estado de São Paulo, com escolares do ensino fundamental II (6º ao 9º) em período parcial. Utilizou-se um questionário semiestruturado e autoaplicável com 25 questões e os cardápios semanais foram coletados junto as nutricionistas de cada local. Considerou-se adesão ao PNAE o consumo de três ou mais dias na semana da alimentação escolar. Os cardápios ofereciam uma ou duas refeições diárias para os alunos, sendo subdivididos em “Cardápio I”, definido como a refeição principal durante o período de estudo; e “Cardápio II”, como a segunda refeição, alimento servidos aos alunos como um complemento. Para a análise qualitativa dos cardápios usou-se como referência o Guia Alimentar para a População Brasileira e o Indicador de Qualidade dos Cardápios da Alimentação Escolar (IQCAE). Foi feito análise descritiva dos dados e para a análise inferencial usou-se o teste qui-quadrado, modelo de Regressão e o t de Student para associar variáveis de interesse com adesão dos alunos ao programa. Resultados: A população de estudo foi composta em sua maioria por escolares com idade entre 11 e 14 anos (90%), meninos (52%), matriculados em 17 escolas. Observou-se alta aceitação (85,1%) e baixa adesão ao PNAE (47,5%). A presença de cantinas e vendedores de alimentos externos e o hábito de adquirir alimentos nesses comércios; levar lanches de casa; o período de estudo (vespertino); e espaços barulhentos para consumo das refeições do PNAE diminuíram a adesão ao programa. Dos 16 cardápios analisados, metade forneciam duas refeições e apenas um não foi elaborado por nutricionista. O Cardápio I ofereceu principalmente almoço, mostrou boa qualidade nutricional (3,29 pontos) e ofertou com frequência hortaliças e alimentos in natura ou minimamente processados na maior parte dos municípios. O Cardápio II teve apenas lanches, baixa qualidade (1,11 pontos) e oferta diária de itens processados e ultraprocessados. Foi observado a presença itens proibidos nos cardápios e baixa oferta de frutas, sendo que 48,6% dos municípios disponibilizou nenhuma ou apenas 1 porção de fruta na semana. Não houve associação entre a qualidade nutricional dos cardápios e adesão dos escolares ao programa (p>0,01). Por outro lado, refeições consideras “ruins” e “repetitivas” pelos escolares associou-se com a não adesão, e a alta aceitação mostrou associação positiva com a adesão. Conclusão: A adesão dos estudantes ao PNAE é influenciada negativamente pela presença cantinas e vendedores externos de alimentos, e pelas condições de distribuição e do espaço para consumo das refeições. Apesar da qualidade do cardápio não afetar a adesão ao PNAE, faz-se necessário aumentar a oferta de frutas nos cardápios e principalmente melhorar a qualidade do Cardápio II, que teve alta oferta de ultraprocessados.

alimentação escolar, política pública, consumo de alimentos, estudantes, planejamento de cardápios
Introduction: The National School Feeding Program (PNAE) is considered one of the largest social policies in Brazil, through the provision of meals to all students in basic education, enrolled in the public school system. In spite of such relevance, few studies explore the topics that involve PNAE, being a field of interest the students' adherence to the program, as well as the quality of the menus. Objective: To evaluate the adherence of the studies to the PNAE and its intervening factors, as well as to analyze the nutritional quality of the menus. Material and Methods: A cross-sectional study carried out in 16 municipalities in the State of São Paulo, with elementary school students II (6 th to 9 th) in a partial period. A semi-structured and self-administered questionnaire was used with 25 questions and the weekly menus were collected from the nutritionists at each site. It was considered adherence to PNAE consumption of three or more days in the school feeding week. The menus offered one or two meals a day for the students, being subdivided into "Menu I", defined as the main meal during the period of study; and "Menu II", as the second meal, food served to the students as a complement. For the qualitative analysis of the menus, the Food Guide for the Brazilian Population and the Quality Indicator of the School Meals Menu (IQCAE) were used as reference. A descriptive analysis of the data was performed, and the chi-square test, Regression model and Student's t test were used for inferential analysis to associate variables of interest with students' adherence to the program. Results: The study population consisted mostly of students between 11 and 14 years old (90%), boys (52%), enrolled in 17 schools. There was high acceptance (85.1%) and low adherence to PNAE (47.5%). The presence of canteens and external food sellers and the habit of buying food in these trades; take home snacks; the period of study (evening); and noisy spaces for consumption of PNAE meals decreased adherence to the program. Of the 16 menus analyzed, half provided two meals and only one was not prepared by a nutritionist. The Menu I mainly offered lunch, showed good nutritional quality (3.29 points) and often offered vegetables and foods in natura or minimally processed in most of the municipalities. Menu II only had snacks, low quality (1.11 points) and daily supply of processed and ultraprocessed items. It was observed the presence of prohibited items in the menus and low supply of fruits, with 48.6% of the municipalities providing none or only 1 portion of fruit in the week. There was no association between the nutritional quality of the menus and adherence of the students to the program (p> 0.01). On the other hand, meals considered "bad" and "repetitive" by schoolchildren were associated with non-adherence, and high acceptance showed a positive association with adherence. Conclusion: Students' adherence to PNAE is negatively influenced by the presence of canteens and external food sellers, and by the distribution conditions and the space for eating meals. Although the quality of the menu does not affect the adherence to the PNAE, it’s necessary to increase the supply of fruits in the menus and mainly to improve the quality of the Menu II, which had a high supply of ultraprocessed products.
school feeding, public policy, food consumption, students, menu planning
1
88
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO
O trabalho não possui divulgação autorizada

Contexto

ALIMENTOS, NUTRIÇÃO E SAÚDE
EPIDEMIOLOGIA NUTRICIONAL, SAÚDE URBANA, PROCESSOS SOCIOCULTURAIS E POLÍTICAS PÚBLICAS
A influência do Programa Nacional de Alimentação Escolar na situação de (in)Segurança Alimentar e Nutricional de famílias brasileiras

Banca Examinadora

DANIEL HENRIQUE BANDONI
DOCENTE - PERMANENTE
Não
Nome Categoria
ADRIANA GARCIA PELOGGIA DE CASTRO Participante Externo
DIOGO THIMOTEO DA CUNHA Participante Externo
LIA THIEME OIKAWA ZANGIROLANI Participante Externo

Vínculo

-
-
-
Não