Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA ( AREIA )
Ciência Animal (24001031025P1)
AÇÃO ANTIOFÍDICA DA CREOLINA® FRENTE A PEÇONHA DE Bothrops jararaca EM RATOS: ASPECTOS CLÍNICOS, HEMATOLÓGICOS E HISTOPATOLÓGICOS
LUCAS RANNIER RIBEIRO ANTONINO CARVALHO
DISSERTAÇÃO
04/02/2019

RESUMO GERAL – Os acidentes ofídicos representam um grave problema de saúde única no mundo, além de prejuízos econômicos nos sistemas de produção animal. No Brasil, serpentes do gênero Bothrops são responsáveis pela maioria dos acidentes. O tratamento específico preconizado no Brasil é a utilização do soro antibotrópico pentavalente associado ao tratamento auxiliar sintomático, de acordo com a gravidade do acidente. No entanto, essa conduta terapêutica apresenta dificuldades na obtenção e distribuição, alto custo, reações imunológicas consideráveis e não é eficaz frente aos danos teciduais locais causados pela peçonha. Diante disso, novas terapias que tratem os efeitos do veneno e/ou complementem a soroterapia se fazem necessárias. Este estudo tem como objetivo avaliar a possível atividade antiofídica da Creolina® frente a peçonha de Bothrops jararaca. Em ratas Wistar adultas, foi inoculado a peçonha botrópica por via intramuscular, e imediatamente após administrada Creolina® por via oral, tópica, intramuscular e a mistura: (Peçonha + Creolina®), por via intramuscular. Os animais foram avaliados clinicamente por oito horas, em seguida eutanasiados para coleta de amostras de sangue e tecidos. Os grupos que tiveram contato com a Creolina® por via oral, tópica e muscular separadamente desenvolveram a sintomatologia local e achados laboratoriais semelhantes ao grupo que recebeu apenas o veneno. Já os animais inoculados com a peçonha junto à Creolina® em uma mistura, não apresentaram sinais característicos da ação local do veneno (necrose, hemorragia) e apresentaram parâmetros hematológicos dentro da normalidade. Tais resultados sugerem que a Creolina® isoladamente não apresente ação antiofídica, porém quando misturada a peçonha botrópica possa inativar parcialmente seus componentes bioativos. Diante disso, mais estudos são necessários para avaliação dessa terapia alternativa utilizada empiricamente.

Antiveneno;veneno botrópico;alcatrão de hulha;terapia alternativa;etnofarmacologia
ABSTRACT – Snakebites represent a serious one health problem in the world, as well as economic losses in animal production systems. In Brazil, snakes of the genus Bothrops are responsible for most accidents. The specific treatment recommended in Brazil is the use of pentavalent antibotropic serum associated to the symptomatic auxiliary treatment, according to the severity of the accident. However this therapeutic treatment presents difficulties in obtaining and distribution, high cost, considerable immunological reactions and is not effective against to local tissue damage caused by venom. Therefore, new therapies that treat the effects of venom and/or complement the serum therapy are necessary. This study aims to evaluate the possible antiofidic activity of Creolin® against Bothrops jararaca venom. In adult Wistar rats, the bothropic venom was inoculated intramuscularly and immediately after administration of Creolin® orally, topically, intramuscularly, and the mixture: (Venom + Creolin®), intramuscularly. The animals were clinically evaluated for eight hours, then euthanized for collection of blood and tissue samples. Groups that had oral, topical, and muscle contact with Creolin® separately developed local symptomatology and laboratory findings similar to those receiving only the venom. However, the animals inoculated with the venom with Creolin® in a mixture did not show signs of local venom action (necrosis, hemorrhage) and presented hematological parameters within the normal range. These results suggest that Creolin® alone does not present antiofidic action, but when mixed the bothropic venom can partially inactivate its bioactive components. Therefore, more studies are needed to evaluate this alternative therapy used empirically.
Antivenom;bothropic venom;coal-tar;alternative therapy;ethnopharmacology
1
51
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA ( AREIA )
O trabalho não possui divulgação autorizada

Contexto

SAÚDE ANIMAL DO BREJO PARAÍBANO
SAÚDE EM ANIMAIS SILVESTRES
PESQUISA DA POTENCIAL TERAPÊUTICO DA CREOLINA (PEARSON) NA REVERSÃO DE ACIDENTES OFÍDICOS EM BOVINOS E RATOS

Banca Examinadora

RICARDO ROMAO GUERRA
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
ABRAAO RIBEIRO BARBOSA Participante Externo
RICARDO ROMAO GUERRA Docente - PERMANENTE
JOSE ROMULO SOARES DOS SANTOS Participante Externo

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP - Programa de Demanda Social 12

Vínculo

CLT
Instituição de Ensino e Pesquisa
Ensino e Pesquisa
Sim