Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO
MEDICINA (UROLOGIA) (33009015021P1)
RELAÇÃO ENTRE O PERFIL METABOLÔMICO DO SECRETOMA EMBRIONÁRIO E SEU DESENVOLVIMENTO IN VITRO
JACQUELINE CAMILLO
TESE
13/11/2018

A necessidade de uma estratégia não invasiva, confiável e rápida para avaliação embrionária, tem promovido estudos metabolômicos na área de reprodução humana assistida. A análise da fisiologia embrionária revela mais sobre o embrião do que a morfologia isolada, portanto, acreditamos que o metabolismo pré-implantacional dos embriões demonstra características que podem ser associadas ao potencial de desenvolvimento embrionário. Neste contexto, hipotetizamos que os níveis dos metabólitos do meio de cultura refletem o potencial de desenvolvimento embrionário. Objetivos: Avaliar o perfil metabolômico do secretoma embrionário e verificar sua relação com (i) a qualidade morfológica no D3 de cultivo in vitro e (ii) com a sua competência para atingir o estágio de blastocisto. Método: Foi realizada a análise metabolômica do secretoma embrionário no meio de cultura de D3 de embriões humanos cultivados in vitro. Para (i) avaliação da qualidade morfológica até o D3, as amostras foram agruparas de acordo com o desenvolvimento embrionário, em Alta Qualidade ou Baixa Qualidade. Já. para (ii) avaliação da competência para atingir o estágio de blastocisto, as amostras foram agrupadas de acordo com a evolução até D5\D6 em Blastocisto ou Não Blastocisto. As amostras foram analisadas por meio de uma abordagem quantitativa e qualitativa utilizando o AbsoluteIDQ® p180 Kit (Biocrates Life Science, AG, Áustria). Os metabólitos foram comparados entre os grupos utilizando o teste de Mann-Whitney. Resultados: A análise do perfil do secretoma embrionário no meio de cultura demonstrou diferenças entre os grupos avaliados. A análise estatística revelou 25 metabólitos com concentrações estatisticamente diferentes entre os embriões que apresentaram alta ou baixa qualidade até o D3 e 29 metabólitos com concentrações diferentes quando avaliada a competência embrionária para atingir o estágio de blastocisto. Conclusão: é possível concluir que os metabólitos, produtos do secretoma embrionário no meio de cultivo do terceiro dia de desenvolvimento in vitro, refletem a qualidade morfológica embrionária no D3 e a sua competência para atingir ou não o estágio de blastocisto.

Desenvolvimento Embrionário;Embrião Humano;Blastocisto;Metabolismo Energético;Metabolômica
The need for a non-invasive, reliable and rapid strategy for embryo evaluation has promoted metabolomic studies in the area of assisted human reproduction. The embryo physiology reveals more about the embryo than can be determined by morphology alone, therefore, we believe that the pre-implantation embryo metabolism shows characteristics that may be associated with embryonic development potential. In this context, we hypothesized that levels of culture medium metabolites reflect the embryonic development potential. Objectives: Evaluating the embryonic secretome metabolomic profile and examine its relation with (i) morphological quality in vitro culture D3 and (ii) its ability to reach the blastocyst stage. Method: The metabolomic analysis of the embryonic secretoma in the D3 culture medium of human embryos cultured in vitro was performed. For (i) evaluation of the morphological quality to the D3, the samples were grouped according to the embryo development, in High Quality or Low Quality. For (ii) assessment of the competence to reach the blastocyst stage, the samples were grouped according to the evolution to D5 \ D6 in Blastocyst or not Blastocyst. The samples were analyzed using a quantitative and qualitative approach using the AbsoluteIDQ® p180 Kit (Biocrates Life Science, AG, Austria). Metabolites were compared using the Mann-Whitney U test. Results: The analysis of the profile of the embryonic secretome in the culture medium showed differences between the evaluated groups. Statistical analysis revealed 25 metabolites with statistically different concentrations between embryos that showed high or low quality in D3 and 29 metabolites with different concentrations when evaluated the embryonic competence to reach the stage of blastocyst. Conclusion: the metabolites, products of the embryonic secretome in the culture medium of the third day of in vitro development, reflect embryonic morphological quality in D3 and the competence to reach or not to blastocyst stage.
Embryonic Development;Human embryo;Blastocyst;Energetic Metabolism;Metabolomics.
0
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

REPRODUÇÃO HUMANA E ANDROLOGIA
ESTUDO DO DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO, DE CÉLULAS-TRONCO EMBRIONÁRIAS E MESENQUIMAIS E DE CÉLULAS DE PLURIPOTÊNCIA INDUZIDA
Aplicação de tecnologia pós-genômica para o estudo de cultivo in vitro de embriões e células-tronco embrionárias.

Banca Examinadora

AGNALDO PEREIRA CEDENHO
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
AMANDA BEGATTI VICTORINO Participante Externo
PAULA INTASQUI LOPES Docente - PERMANENTE
THAIS REGIANI CATALDI Participante Externo
AGNALDO PEREIRA CEDENHO Docente - PERMANENTE
DANIELA PAES DE ALMEIDA BRAGA MATTAR Participante Externo

Vínculo

CLT
Instituição de Ensino e Pesquisa
Ensino e Pesquisa
Sim