Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANA
RECURSOS PESQUEIROS E ENGENHARIA DE PESCA (40015017011P2)
Traços e índices funcionais aplicados à larvas como ferramenta para a avaliação da reprodução de peixes nos gradientes espaciais de reservatórios
TATIANE MARY GOGOLA
TESE
07/12/2018

Com base nas ocorrências de larvas de peixes e analisando a relação das variáveis ambientais e traços funcionais, pretendemos avaliar a dinâmica reprodutiva das espécies ao longo dos gradientes do reservatório de Itaipu. Assumindo o pressuposto que o grau de influência do represamento sobre a reprodução dos peixes segue o gradiente longitudinal, e que esta influência é mais pronunciada na região lacustre, testamos as hipóteses: i) As variáveis ambientais influenciam nos padrões espaciais e temporais de distribuição de larvas dos grupos funcionais de peixes em reservatórios. ii) A reprodução dos peixes no gradiente lateral segue a mesma tendência da observada, caso exista, no gradiente longitudinal. Foram avaliados três braços da margem esquerda, distribuídos ao longo do gradiente longitudinal do reservatório (zonas: lacustre, transição e fluvial), enquanto que para a análise do gradiente lateral, cada braço foi dividido em três regiões de acordo com a distância da área de influência do reservatório, sendo região I, próxima do corpo central, região II, intermediária entre o reservatório e o trecho lótico e III próximo ao trecho lótico do braço. As coletas foram realizadas mensalmente, entre outubro e março, no período de 2009 a 2016, totalizando cinco períodos. As amostragens foram realizadas com rede de plâncton, equipadas com fluxômetro e no período noturno. Amostras de água foram obtidas para a verificação de algumas variáveis ambientais. Em laboratório as larvas foram identificadas ao menor nível taxonômico possível e avaliadas em relação à algumas características funcionais relacionadas à reprodução, alimentação e ocupação dos estrados da coluna d’água. Para analisar a relação das variáveis ambientais e traços funcionais foram realizadas as análises de RLQ e “fourth-corner”. Foram analisadas 51.995 larvas, com maiores abundâncias nas zonas lacustre e transição e um maior número de táxons na zona fluvial e região I. De modo geral, a turbidez e precipitação influenciaram positivamente os táxons migradores, principalmente no período V e, o período IV foi negativamente influenciado pela cota do reservatório favorecendo espécies sedentárias e adaptadas à ambientes lênticos. As espécies migradoras também estiveram relacionadas com a diferenciação da zona fluvial. A RLQ realizada isoladamente para cada zona do gradiente longitudinal indicou uma diferenciação da região I, sendo que em cada braço as variáveis ambientais influenciaram de forma distinta. Assim, podemos concluir que a composição dos grupos funcionais das espécies de peixes que reproduzem no reservatório de Itaipu muda ao longo do gradiente longitudinal, com influência da precipitação, turbidez e elevação da cota para as espécies migradoras e cotas menores para as sedentárias, corroborando com a nossa primeira hipótese. Já em relação ao gradiente lateral esta diferenciação não foi tão evidenciada, podendo concluir que a reprodução das espécies no gradiente lateral está mais relacionada à sua posição no gradiente longitudinal e desta maneira, rejeitando nossa segunda hipótese.

Ictioplâncton;Barramentos;Gradientes espaciais;RLQ & fourth corner
Based on the occurrence of fish larvae and analyzing the relationship of environmental variables and functional traits, we intend to evaluate the reproductive dynamics of the species along the Itaipu reservoir gradients. Assuming that the degree of influence of damming on fish reproduction follows the longitudinal gradient, and that this influence is more pronounced in the lacustrine region, we test the hypotheses: i) Environmental variables influence the spatial and temporal patterns of larval distribution functional groups of fish in reservoirs. ii) The reproduction of the fish in the lateral gradient follows the same trend as observed, if any, in the longitudinal gradient. Three arms of the left margin were evaluated, distributed along the longitudinal gradient of the reservoir (zones: lacustrine, transition and fluvial), whereas for the lateral gradient analysis, each arm was divided into three regions according to the distance of the influence of the reservoir, region I, near the central body, region II, intermediate between the reservoir and the lotic stretch and III near the lotic stretch of the arm. The collections were carried out monthly, between October and March, in the period from 2009 to 2016, totaling five periods. The samplings were carried out with plankton net, equipped with flow meter and in the nocturnal period. Samples of water were obtained for the verification of some environmental variables. In the laboratory, the larvae were identified at the lowest possible taxonomic level and evaluated in relation to some functional characteristics related to reproduction, feeding and occupation of the beds of the water column. In order to analyze the relation of environmental variables and functional traits, the RLQ and fourth-corner analyzes were performed. A total of 51,995 larvae were analyzed, with higher abundances in the lacustrine and transition zones and a larger number of taxa in the fluvial zone and region I. In general, turbidity and precipitation influenced positively the migratory taxa, mainly in period V and period IV was negatively influenced by the quota of the reservoir favoring sedentary species and adapted to the lentic environments. The migratory species were also related to the differentiation of the fluvial zone. The RLQ performed separately for each zone of the longitudinal gradient indicated a differentiation of region I, and in each arm the environmental variables influenced in a different way. Thus, we can conclude that the composition of the functional groups of the fish species that reproduce in the Itaipu reservoir changes along the longitudinal gradient, with influence of precipitation, turbidity and elevation of the quota for the migratory species and smaller quotas for the sedentary ones, corroborating with our first hypothesis. In relation to the lateral gradient, this differentiation was not so evident, and we can conclude that the reproduction of the species in the lateral gradient is more related to its position in the longitudinal gradient and, thus, rejecting our second hypothesis.
Ichthyoplankton;Dams;. Spatial gradients;RLQ & fourth corner
01
63
PORTUGUES
UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANA
O trabalho não possui divulgação autorizada

Contexto

RECURSOS PESQUEIROS E ENGENHARIA DE PESCA
MANEJO E CONSERVAÇÃO DE RECURSOS PESQUEIROS DE ÁGUAS INTERIORES
ESTUDOS DE OVOS E LARVAS DE PEIXES NO RESERVATÓRIO DE ITAIPU E TRECHO A MONTANTE

Banca Examinadora

PAULO VANDERLEI SANCHES
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
DIRCEU BAUMGARTNER Participante Externo
PITAGORAS AUGUSTO PIANA Docente - PERMANENTE
PAULO VANDERLEI SANCHES Docente - PERMANENTE
ALMIR MANOEL CUNICO Participante Externo
ELAINE ANTONIASSI LUIZ KASHIWAQUI Docente - PERMANENTE

Vínculo

Colaborador
Instituição de Ensino e Pesquisa
Ensino e Pesquisa
Sim