Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA
SAÚDE AMBIENTAL E SAÚDE DO TRABALHADOR (32006012073P0)
PROCESSO DE TRABALHO EM SAÚDE MENTAL: um estudo com trabalhadores de CAPS
CELEIDE SILVA BARCELOS ARAUJO
DISSERTAÇÃO
28/08/2018

O objetivo geral deste estudo é investigar o processo de trabalho em saúde mental em um Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) de Uberlândia (MG) e, em consequência disso, os objetivos específicos são: 1) delinear o ambiente e as condições de trabalho no CAPS; 2) analisar a organização do processo produtivo dos trabalhadores; e 3) investigar possíveis aspectos que influenciam sobre o processo de saúde-doença dos trabalhadores do CAPS, em especial, o sofrimento psíquico. Trata-se de uma pesquisa exploratória de base qualitativa no campo da saúde do trabalhador, em que o material selecionado para o estudo foi submetido à análise de conteúdo temática e remetido à categoria teórica do sofrimento psíquico relacionado ao trabalho de Christophe Dejours. Para coleta de dados no campo, foram utilizados os instrumentos: observação-participante, questionário sociodemográfico e entrevista individual semiestruturada. A análise do material obtido permitiu criar os seguintes eixos temáticos: ambiente e condições de trabalho no CAPS; organização do processo de trabalho no CAPS; relacionamento interpessoal no trabalho; vivências de sofrimento e prazer no trabalho. A análise da organização do processo de trabalho evidenciou que os trabalhadores estão submetidos a riscos físicos, riscos de acidentes, riscos biomecânicos e riscos para saúde mental, derivados da organização do trabalho como jornada de trabalho excessiva e dimensionamento inadequado de pessoal que interferem no processo de trabalho, em especial, no modo operatório das tarefas, provocando alterações no ritmo de trabalho, gerando sobrecarga e pressões, quadro que caracteriza o processo de desgaste dos trabalhadores de saúde mental do CAPS, em particular, o desgaste mental, assim como denuncia as condições de possibilidade para o desenvolvimento do sofrimento patogênico que a distância entre o trabalho prescrito e o trabalho real promove. A análise do ambiente e das condições de trabalho no CAPS demonstrou que a edificação é adaptada e improvisada, caracterizando uma estrutura física inadequada, assim como os materiais são insuficientes para o desenvolvimento das atividades propostas, sendo problemas enfrentados pelos trabalhadores, que precisam constantemente se adequar e se submeter a condições precárias de trabalho, o que provoca angústia e insatisfação e intensifica os fatores de desgaste mental. Apesar disso, os trabalhadores de saúde mental do CAPS estão afetivamente ligados ao seu trabalho, o que o torna fonte de sublimação e promotor de saúde. O presente estudo propõe o replanejamento do trabalho no CAPS.

Saúde mental. Saúde do Trabalhador. Sofrimento psíquico. Ambiente de trabalho. Condições de trabalho.
This study aims to investigate the mental health work process in Community Psychosocial Centers (CAPS) of Uberlandia (MG). The specific objectives are: 1) Delineating working environment and conditions in this CAPS; 2) Analysing the labour process organization of the mental health workers; and 3) Investigating aspects that influence in health-illness process of CAPS workers, especially psychological suffering. This is an exploratory qualitative research in the field of Occupational Health, in which the material was selected and processed for Content Analysis and referred to the theoretical category of Psychodynamics of Work of Christophe Dejours. For data collection, the following instruments were used: observation-participant, sociodemographic questionnaire and semi-structured individual interview. Analysis of the material was enabled to create following indicators: working environment and conditions not CAPS; labour process organization in CAPS; interpersonal relationship at work; experiences of suffering and pleasure at work. The evaluation of labour process organization was associated to: accidents risks, biomechanical risks and mental health risks. These risks are derived from excessive work hours and inadequate staff dimensioning that interfere in the process. in the operative mode of the tasks, causing changes in the work rhythm, generating overload and pressure, a framework for tracking the process of mental health workers at the CAPS mental conditions of access to the pathogenic work that are between the prescribed work and the actual work promoted. Analysis of working environment and conditions in CAPS demonstrated that building is adapted and improvised, characterizing an inadequate physical structure, just as the materials are insufficient for the development of proposed activities, being problems faced by the workers, who need to constantly adapt and undergo poor working conditions, which causes distress and dissatisfaction and intensifies the factors of mental exhaustion. In addition, CAPS mental health workers are closely connected to their work, which becomes a source of sublimation and health promotion. The present study proposes the replanning of work in CAPS.
Mental health. Occupational health. Psychical suffering Working environment. Work conditions.
1
109
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador
Saúde do Trabalhador
-

Banca Examinadora

LUCIANNE SANT ANNA DE MENEZES
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
VIVIANNE PEIXOTO DA SILVA Docente - COLABORADOR
YASMIN LIVIA QUEIROZ SANTOS Participante Externo

Vínculo

Servidor Público
Empresa Pública ou Estatal
Pesquisa
Sim

Produções Intelectuais Associadas

Não existem produções associadas ao trabalho de conclusão.