Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA
LETRAS (40002012012P8)
Os domínios da intimidade: o privado e o público nas crônicas de Rachel de Queiroz
ADRIANA GIAROLA FERRAZ FIGUEIREDO
TESE
19/09/2013

Esta pesquisa tem como objetivo verificar a representação da intimidade, partindo do conceito e da constituição do privado e do público nas crônicas de Rachel de Queiroz. Sendo o texto cronístico um relato dos acontecimentos cotidianos, o próprio desenho de certos tipos humanos e uma possibilidade de interação com o efêmero, mas significativo, cabe, nesse contexto, uma análise precisa e intimista, considerando a figura do eu e as ligações desse eu com o outro e com os fatos que o cercam. Assim, a fundamentação teórica deste trabalho dar-se-á, considerando os campos do saber que abordam as questões da intimidade: a Filosofia, a Psicologia e a Sociologia, com o intuito de encontrar subsídios para compreender o lugar e a representação das relações afetivas na literatura, bem como a sua configuração nos espaços públicos e nos espaços privados, partindo da análise de textos cronísticos de alguns autores brasileiros, com a finalidade de exemplificar a teoria levantada e, especialmente, de Rachel de Queiroz, privilegiando duas questões: a intimidade do enunciador, estabelecida com o público leitor, com a família e com o sertão nordestino; e a intimidade apresentada pela autora, no que diz respeito aos relacionamentos pessoais e a exposição dessas situações íntimas que se dão no espaço privado e/ou no espaço público, ora estabelecendo vínculos entre os sujeitos, ora ocasionando acontecimentos um tanto quanto complexos no âmbito dos relacionamentos humanos. De uma forma ou de outra, sempre conduzindo à noção de que o texto literário é, em sua essência, uma possibilidade de representação das atividades sociais em que o homem está inserido, até mesmo aquelas de cunho mais íntimo e pessoal.

Crônica. Raquel de Queiroz. Público. Privado. Intimidade
This research has the objective of verifying the representation of intimacy, beginning from the concept and constitution of the private and public found in the chronicles from Rachel de Queiroz. Being the chronicle context an account of everyday situations, the design of certain human kinds and the possibility of interaction with the ephemeral, but meaningful, it is possible, in this context, an intimist and precise analysis, considering the poetic persona and the connections from this persona with the others and what surrounds them. This way, the theoretical foundation will be, considering the know area which approaches the intimacy question: the Philosophy, the Psychology and the Sociology, with the intention of finding support to comprehend the place and the affective relationships in literature, as well as its structure in public and private spaces, starting with the analysis chronicle texts of some Brazilian authors, with the aim of exemplifying the raised theory, mainly, from Rachel de Queiroz, emphasizing two questions: the enunciator's intimacy established with the reader, with the family and Brazilian's Northeast, and the intimacy of the author in relation to personal relationships and the exposure of those situations in their public or private contexts, sometimes establishing bonds with the individuals, sometimes causing little complex events in these human relationships. Either way, always conducting to the concept that the literary text is, in its essence, a possibility of representation of social activities that the man is embeeded, even those that are closer and personal.
Chronicle. Private. Public. Intimacy. Raquel de Queiroz
0
PORTUGUES
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

ESTUDOS LITERÁRIOS
DIÁLOGOS CULTURAIS
Retratos contemporâneos da intimidade no conto e na crônica

Banca Examinadora

LUIZ CARLOS SANTOS SIMON
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
LUIZ CARLOS MIGLIOZZI FERREIRA DE MELLO Docente - PERMANENTE

Vínculo

CLT
Instituição de Ensino e Pesquisa
Ensino e Pesquisa
Sim