Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA
CIÊNCIAS VETERINÁRIAS (32006012014P3)
ORIGEM E RAMIFICAÇÕES DO NERVO FRÊNICO EM SUÍNOS (Sus scrofa domesticus LINNAEUS, 1758) DA LINHAGEM PEN AR LAN
ABELARDO MOREIRA DOS SANTOS PENNA NETO
DISSERTAÇÃO
30/08/2018

A suinocultura mundial vem se desenvolvendo devido aos avanços no melhoramento genético, e isso tem levado pesquisadores a investigarem possíveis variações anatômicas nas novas linhagens. Objetivou-se verificar a origem e ramificação do nervo frênico em 27 fetos de suínos (sus scrofa domesticus – Linnaeus, 1758) da linhagem Pen Ar Lan, sendo 19 machos e oito fêmeas, que foram dissecados após fixação em solução de formaldeído a 10%. O nervo originou-se em 51 antímeros (94,4%) do quinto nervo espinhal cervical (C5); em 54 antimeros (100%) do sexto nervo espinhal cervical (C6) e em seis antímeros (11,11%) do sétimo nervo espinhal cervical (C7). No que se refere a distribuição, os nervos frênicos emitiram fibras para o pericárdio e, posteriormente, ramificaram-se no músculo diafragma em 100% dos exemplares. Foram observadas seis diferentes ramificações, com maior frequência os ramos dorsal, lateral e ventral em 22 antímeros (40,74%), seguido pela ramificação em ramos dorsal e tronco ventrolateral em 18 antímeros (33,33%). Além disso, foram notadas duas ramificações que não foram encontradas na literatura consultada, demonstrando sua variabilidade. Os ramos dorsais distribuíram-se para os músculos pilares da parte lombar, os ramos ventrais para a parte esternal e os ramos laterais para a parte costal.

Sistema nervoso periférico. Plexo cervical. Músculo diafragma.
World pig farms have been developing steeply due to advances in genetic improvement and this has led researchers to investigate possible anatomical variations in new lineages. The objective was to verify the origin and branching of the phrenic nerve was studied in 27 swine fetuses (sus scrofa domesticus - linnaeus, 1758) of the Pen Ar Lan line, 19 males and 8 females, obtained from abortion or stillbirths, which were dissected after fixation in 10% formaldehyde solution. The referred nerve originated in 51 antimeres (94.4%) of the fifth cervical spinal nerve (C5); in 54 antimeres (100%) of the sixth cervical spinal nerve (C6) and six antimeres (11.11%) of the seventh cervical spinal nerve (C7). Regarding the distribution, the phrenic nerves delivered fibers to the pericardium and then, branched into the diaphragm muscle in 100% of the specimens. Six types of branches were observed, most frequently the dorsal, lateral and ventral branches in 22 antimeres (40.74%), followed by branching in dorsal branches and ventrolateral trunk in 18 antimeres (33.33%), besides that, two ramifications in pig fetuses that were not found in the consulted literature, demonstrating their variability. The dorsal branches were distributed to the pillar muscles of the lumbar part, the ventral branches to the sternal part and the lateral branches to the costal part.
Peripheral nervous system. Cervical plexus. Diaphragm muscle.
1
21
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

SAÚDE ANIMAL
MORFOLOGIA
ESTUDO SISTEMÁTICO DA DISTRIBUIÇÃO DE VASOS E NERVOS EM ANIMAIS DOMÉSTICOS

Banca Examinadora

FREDERICO OZANAM CARNEIRO E SILVA
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
DUVALDO EURIDES Docente - PERMANENTE
LAZARO ANTONIO DOS SANTOS Participante Externo
FREDERICO OZANAM CARNEIRO E SILVA Docente - PERMANENTE

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP - Apoio à Pós-Graduação 29

Vínculo

Servidor Público
Empresa Pública ou Estatal
Outros
Não