Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO
CLÍNICA CIRÚRGICA VETERINÁRIA (33002010155P3)
AVALIAÇÃO DA RESPONSIVIDADE A FLUIDO POR MEIO DE ÍNDICES DINÂMICOS EM CÃES MECANICAMENTE VENTILADOS E SUBMETIDOS A DIFERENTES TIPOS DE CIRURGIA
LUCAS ALAIAO GONCALVES
TESE
14/12/2018

A prova de carga é uma das intervenções mais comumente realizadas diante uma hipotenção trans-anestésica, contudo, nem todo animal que apresenta hipotensão é pré-carga dependente. Dessa forma, na ultima década, vários tipos de índices que avaliam a responsividade a fluido têm sido desenvolvidos nos mais variados tipos de cenários. O objetivo desse trabalho foi de avaliar a capacidade diagnóstica de índices de responsividade a fluido. Foram utilizados 40 cães para o presente estudo. Em caso de detecção de pressão arterial média < 65 mmHg, foi realizado uma prova de carga de 15 ml/kg por 15 minutos. Os dados foram coletados antes e após a o termino do bolus, e os cães foram considerados responsivos se um aumentou em 15% do volume sistólico foi observado após o desafio. Os dados foram avaliados pela análise da curva ROC para comparação dos testes diagnósticos e também pela probabilidade pré e pós test. Trinta cães (75%) foram responsivos a fluidoterapia e 10 (25%) não eram responsivos. Tanto a ΔVFAO quanto a ΔIVT apresentaram boa capacidade discriminative pela análise da curva ROC (0.89 e 0.93). A variação da pressão de pulso apresentu acurácia inferior aos índices ecocardiográficos. Os valores de corte foram 13% para a ΔVFAO e 12,4% para ΔIVT. Sob ventilação controlada e após a anesthesia epidural, os índices ecocardiográficos de responsividade a fluido apresentaram boa capacidade discriminative, sendo que, o ΔIVT foi o índice com melhor capacidade diagnóstica .

Transesofágico;Pré-carga;Prova de carga;Ecocardiografia
Intravenous fluid resuscitation is the first therapeutic choice used for arterial hypotension, however, not every animal are preload dependent. In addicting, caution is important when using any cutoff value in every scenario, because it can vary immensely depending on the illness and surgery. In the past decade, many indices of fluid responsiveness were introduced and a plenty of studies covering many scenarios on the surgery context are been published. Therefore, the aim of this study was to evaluate the diagnostic accuracy of three dynamic indices of fluid responsiveness. Forty dogs were included in this study. In case of PAM < 65 mmHg, a fluid challenge with crystaloids of 15 ml/kg over 15 minutes was administered. Data were collected before and after fluid challenge and animals were considered fluid responders if an increase in stroke volume equal or greater than 15% was observed after the fluid challenge. For statistical evaluation, ROC curve analysis and pre-test, post-test probability were used. Thirty (75%) dogs were responders and 10 (25%) were non-responders. Both velocity-time integral variation (ΔVTI) and aortic blood velocity variation (ΔVpeak) showed a good diagnostic capability. Conversely, pulse pressure variation showed a worse predictive value comparing with the echocardiographic indices. The optimum cutoff value for ΔVTI after a fluid challenge was 13%, and for ΔVpeak was 12,4%. Under mechanical ventilation and epidural anesthesia, both echocardiographic índices showed good diagnostic accuracy in predicting fluid responsiveness. The ΔVTI was the accurated dynamic index in the present study.
Transesophageal;Preload;Fluid challenge;Echocardiography
69
PORTUGUES
UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO
O trabalho não possui divulgação autorizada

Contexto

CLÍNICA CIRÚRGICA VETERINÁRIA
ANESTESIOLOGIA CLÍNICA E EXPERIMENTAL
Comparação de dois índices de responsividade a fluidos durante a anestesia geral e epidural

Banca Examinadora

DENISE TABACCHI FANTONI
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
DENISE SARETTA SCHWARTZ Participante Externo
MATHEUS FACHINI VANE Participante Externo
DENISE AYA OTSUKI Participante Externo
JUAN CARLOS DUQUE MORENO Participante Externo

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP - Programa de Demanda Social 32

Vínculo

-
-
-
Não