Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA
ARQUITETURA E URBANISMO (53001010042P8)
Dinâmicas do jogo concursos de arquitetura em revista: 1935 a 1971
FABIANO JOSE ARCADIO SOBREIRA
DISSERTAÇÃO
09/11/2018

O objetivo principal deste trabalho é analisar a recepção editorial dos concursos de projeto em revistas de arquitetura do Brasil publicadas entre 1935 e 1971 e, a partir desse panorama, propor reflexões sobre o concurso como um “jogo”, analogia construída nesta pesquisa a partir das reflexões de Quatremère de Quincy (1801) e de Jean-Pierre Bourdieu (1993). Para a análise foram estudados registros sobre concursos, publicados em cinco importantes revistas brasileiras de arquitetura da época: Revista Municipal de Engenharia – Prefeitura do Distrito Federal – PDF; Acrópole; Arquitetura e Engenharia; Habitat e Módulo. O recorte temporal proposto tem como marco inicial a publicação da Lei 125 de 1935, que instituiu a obrigatoriedade dos concursos públicos de arquitetura e como marco final o encerramento da revista Acrópole, periódico de maior longevidade entre as publicações estudadas. Além de ferramenta de contratação à disposição do gestor público, o concurso tem sido, ao longo da história, um ponto de concordâncias e divergências, onde ensino, pesquisa e profissão dialogam e se confrontam na disputa por construção e afirmação do “capital simbólico” no campo da Arquitetura. As revistas, ao longo do século XX, foram o principal veículo de difusão da arquitetura e dos concursos no Brasil, em especial entre os anos 1930 e 1960, período que coincide com a construção e consolidação da Arquitetura enquanto disciplina e profissão no país. A análise das “dinâmicas do jogo” se desenvolve na parte final deste trabalho, a partir dos seguintes componentes: as regras, os jogadores, as estratégias e o julgamento. As conclusões do trabalho apontam para a constatação de que a efetividade do concurso como instrumento público está associada ao seu reconhecimento como um jogo ao mesmo tempo e confrontação e colaboração, definido por dinâmicas complexas e múltiplos interesses em disputa; um jogo caracterizado pela multiplicidade de jogadores em ação; pelas estratégias de “tomada de posição” e afirmação do “capital simbólico” nos campos político e profissional.

concursos;arquitetura;revistas
The main purpose of this work is to analyze the presence of design competitions in Brazilian architecture magazines published between 1935 and 1971 and, from this panorama, to present reflections on competitions as a “game”, analogy proposed in this research from reflections by Quatremère de Quincy (1801) and Jean-Pierre Bourdieu (1993). This analysis is based on publications related to design competitions in five of the most important Brazilian architecture magazines in that period: Revista Municipal de Engenharia – Prefeitura do Distrito Federal – PDF; Acrópole; Arquitetura e Engenharia; Habitat and Módulo. The historical starting point is the publication of federal law 125/1935, which defined the obligation of design competitions for the most important public buildings. The final point is the end of Acropole, the most long-lived Brazilian magazine, among the publications selected to this analysis. Besides of being an option of public procurement for design services, competitions have been, along history, an environment of agreements and divergences, where teaching, research and the profession dialogue and confront, disputing for the construction and statement of “symbolic capital” in the Architecture field. Magazines, along the XX th century, were the main vehicle for promoting architecture and competitions in Brazil, specially from the 1930s to the 1960s, period related to the construction and consolidation of Architecture as discipline and profession in the country. This proposed analysis of the “game dynamics” is developed at the final part of this work, from the following components: the rules, the players, the strategies and the judgement. Conclusions indicate that the effectiveness of design competitions as public tools depends on its acknowledgment as a game based both on confrontation and cooperation, defined by complex dynamics and multiple disputing purposes; a game characterized by the multiplicity of players in action; by strategies on “taking of position” and the statement of “symbolic capital”, on political and professional fields.
competitions;architecture;magazines
1
511
PORTUGUES
UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

TEORIA, HISTÓRIA E CRÍTICA
HISTÓRIA E TEORIA DA CIDADE E DO URBANISMO
LITERATURA ARQUITETÔNICA

Banca Examinadora

SYLVIA FICHER
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
EDUARDO PIERROTTI ROSSETTI Docente - PERMANENTE
SYLVIA FICHER Docente - PERMANENTE
ANGELO BUCCI Participante Externo

Vínculo

Servidor Público
Empresa Pública ou Estatal
Outros
Sim