Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS
Zootecnia (52001016064P5)
SUPLEMENTAÇÃO DE GLICOSAMINOGLICANOS NA RAÇÃO DE FRANGOS DE CORTE
JULYANA MACHADO DA SILVA MARTINS
TESE
17/08/2018

Foram realizados dois experimentos com o objetivo de avaliar o desempenho, a hematologia e a bioquímica sérica, os problemas locomotores, o desenvolvimento ósseo e cartilaginoso e a metabolizabilidade de nutrientes de frangos de corte suplementados com glicosaminoglicanos na ração. O primeiro experimento foi conduzido em delineamento inteiramente casualizado, em esquema fatorial 3 x 3 (três níveis de sulfato de condroitina: 0; 0,05; 0,10%; e três níveis de sulfato de glucosamina: 0; 0,15 e 0,30%), cada tratamento com seis repetições de 30 aves. Foram avaliadas as variáveis de desempenho, gait score, valgus e varus, hematologia e bioquímica sérica, rendimento de carcaça, degeneração femoral, discondroplasia tibial, macroscopia da tíbia e da cartilagem articular, densitometria e resistência óssea, perfil de minerais ósseo, número de condrócitos, proteoglicanos e colágeno tipo II na cartilagem articular da tíbia, e expressão gênica da metaloproteinase MMP-9 e seu inibidor na cartilagem articular do fêmur. A suplementação com sulfato de glucosamina aumentou o ganho de peso aos 35 e 42 dias de idade (p = 0,0470 e p = 0,0385, respectivamente). Os sulfatos de condroitina e de glucosamina reduziram a frequência de gait score (p = 0,0067 e p = 0,0001, respectivamente) e de valgus e varus (p = 0,0138 e p = 0,0002, respectivamente). O sulfato de glucosamina reduziu a frequência de degeneração femoral nos fêmures direito (p = 0,0139) e esquerdo (p < 0,0001) e aumentou linearmente (p = 0,0284) a área da cartilagem em proliferação. Observou-se interação (p < 0,05) dos sulfatos para leucócitos, linfócitos, triacilgliceróis, lipoproteína de muito baixa densidade (VLDL) e cálcio total aos 21 dias; lipoproteína de alta densidade (HDL) e cálcio iônico aos 21 e 42 dias; e para fósforo, cloretos e sódio aos 42 dias. O sulfato de condroitina aumentou linearmente (p = 0,0099) a albumina, e de forma quadrática (p = 0,0140) as proteínas séricas totais aos 21 dias, e linearmente (p = 0,0012) o cálcio no sangue aos 42 dias. O sulfato de glucosamina reduziu linearmente (p = 0,0237) os cloretos aos 21 dias e demonstrou um efeito quadrático (p = 0,0450) para albumina aos 42 dias. Houve interação (p < 0,05) dos sulfatos para comprimento da tíbia aos 21 dias, largura da epífise proximal aos 21 e 42 dias e epífise distal aos 42 dias, espessura transversal e medial da cartilagem articular da epífise proximal aos 21 dias e da epífise distal aos 42 dias. Aos 42 dias, observou-se efeito quadrático do sulfato de glucosamina sobre o comprimento da tíbia (p = 0,0320) e linear crescente sobre o peso da cartilagem articular distal (p = 0,0322). Verificou-se maior porcentagem de cálcio (p = 0,0009) e fósforo (p = 0,0007) na tíbia aos 21 dias com a inclusão de sulfato de glucosamina, bem como interação (p < 0,0001) dos sulfatos para cálcio aos 42 dias. Houve interação (p < 0,05) dos sulfatos para número de condrócitos, colágeno tipo II e proteoglicanos aos 21 e 42 dias, e para a expressão gênica da MMP-9 e seu inibidor aos 42 dias. O segundo experimento foi realizado em delineamento inteiramente casualizado, em esquema fatorial 2 x 2 (dois níveis de sulfato de condroitina: 0 e 0,10%; e dois níveis de sulfato de glucosamina: 0 e 0,30%), com oito repetições de 10 aves. Foram avaliados o desempenho, a metabolização dos nutrientes da ração e a histomorfometria intestinal. Aos 21 dias de idade, os frangos suplementados com sulfato de glucosamina apresentaram maior ganho de peso (p = 0,0229). Houve interação (p < 0,05) dos sulfatos para os coeficientes de metabolização de nitrogênio, de matéria mineral e de cálcio, e para a altura de vilo do jejuno. Conclui-se, que a suplementação com sulfato de glucosamina na ração aumentou o ganho de peso e estimulou a histomorfometria intestinal, e em conjunto com o sulfato de condroitina melhoraram a condição de locomoção e o desenvolvimento ósseo e cartilaginoso. Os sulfatos isoladamente promoveram maior metabolização de minerais.

avicultura;nutracêuticos;problemas locomotores;sulfato de condroitina;sulfato de glucosamina
Two experiments were carried out to evaluate performance, hematology and serum biochemistry, locomotor problems, bone and cartilage development, and nutrient metabolizability of broilers supplemented with glycosaminoglycans on ration. The first experiment was conducted in completely randomized design, in a 3 x 3 factorial scheme (three levels of chondroitin sulfate: 0, 0.05, 0.10%, and three levels of glucosamine sulfate: 0, 0.15 and 0.30%), each treatment with six replicates of 30 birds. It was evaluated variables of performance, gait score, valgus and varus, hematology and serum biochemistry, carcass yield, femoral degeneration, tibial dyschondroplasia, macroscopy of tibia and articular cartilage, bone densitometry and strength, bone mineral profile, chondrocyte number, proteoglycans and type II collagen detection tibia articular cartilage, and gene expression of MMP-9 metalloproteinase and its inhibitor in femur articular cartilage. Glucosamine sulfate supplementation increased weight gain at 35 and 42 days old (p = 0.0470 and p = 0.0385, respectively). Chondroitin and glucosamine sulfates reduced the frequency of gait score (p = 0.0067 and p = 0.0001, respectively), and valgus and varus (p = 0.0138 and p = 0.0002, respectively). Glucosamine sulfate reduced frequency of femoral degeneration in the right (p = 0.0139) and left (p < 0.0001) femurs and linearly increased (p = 0.0284) the proliferating cartilage area. Interaction (p < 0.05) was observed of sulfates for leukocytes, lymphocytes, triacylglycerols, very low density lipoprotein (VLDL) and total calcium at 21 days; high density lipoprotein (HDL) and ionic calcium at 21 and 42 days; and for phosphorus, chlorides and sodium at 42 days. Chondroitin sulfate increased linearly (p = 0.0099) albumin and quadratic (p = 0.0140) total serum proteins at 21 days, and linearly (p = 0.0012) calcium blood at 42 days. Glucosamine sulfate linearly reduced (p = 0.0237) the chlorides at 21 days and demonstrated a quadratic effect (p = 0.0450) for albumin at 42 days. There was interaction (p < 0.05) of sulfates for tibial length at 21 days, proximal epiphysis width at 21 and 42 days, and epiphysis distal at 42 days, transverse and medial thickness of articular cartilage of proximal epiphysis at 21 days, and distal epiphysis at 42 days. At 42 days, there was a quadratic effect of glucosamine sulfate levels on tibial length (p = 0.0320) and increasing linear on distal articular cartilage weight (p = 0.0322). There was a higher percentage of calcium (p = 0.0009) and phosphorus (p = 0.0007) on tibia at 21 days with inclusion of glucosamine sulfate, as well as interaction (p < 0.0001) of sulfates for calcium at 42 days. There was interaction (p < 0.05) of sulfates for chondrocytes number, collagen type II and proteoglycans at 21 and 42 days, and for MMP-9 genes expression and its inhibitor at 42 days. The second experiment was performed in completely randomized design, was used in a 2 x 2 factorial scheme (two levels of chondroitin sulfate: 0 and 0.10%, and two levels of glucosamine sulfate: 0 and 0.30%), with eight replicates of 10 birds. Performance, feed nutrient metabolization and intestinal histomorphometry were evaluated. At 21 days old, broilers supplemented with glucosamine sulfate presented greater weight gain (p = 0.0229). There was interaction (p < 0.05) of sulfates for the metabolic coefficients of nitrogen, mineral matter and calcium, and for jejunum villi height. It was concluded that supplementation with glucosamine sulfate in broiler ration increased weight gain and stimulated intestinal histomorphometry and together with the chondroitin sulfate improved the locomotion condition and the bony and cartilaginous development. Sulfates alone promoted greater metabolism of minerals.
chondroitin sulfate;glucosamine sulfate;locomotive problems;nutraceuticals;poultry
1
176
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

PRODUÇÃO ANIMAL
NUTRIÇÃO E PRODUÇÃO ANIMAL
EFEITO DA ADIÇÃO DE SULFATOS DE CONDROITINA E GLUCOSAMINA SOBRE O DESEMPENHO, RENDIMENTO DE CARCAÇA E DESENVOLVIMENTO ÓSSEO E CARTILAGINOSO DE FRANGOS DE CORTE

Banca Examinadora

MARCOS BARCELLOS CAFE
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
NADJA SUSANA MOGYCA LEANDRO Docente - PERMANENTE
FERNANDA RODRIGUES TAVEIRA ROCHA Participante Externo
JOSE HENRIQUE STRINGHINI Docente - PERMANENTE
DOUGLAS EMYGDIO DE FARIA Participante Externo

Vínculo

-
-
-
Não