Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO
PEDIATRIA E CIÊNCIAS APLICADAS À PEDIATRIA (33009015019P7)
ESTADO NUTRICIONAL RELATIVO À VITAMINA D E SUA ASSOCIAÇÃO COM OBESIDADE, ASMA E POLIMORFISMOS DO GENE DO RECEPTOR DE VITAMINA D EM ESCOLARES
TANIA MARA RODRIGUES SIMOES
TESE
03/09/2018

Hipovitaminose D, obesidade e asma têm se mostrado prevalentes em crianças e adolescentes, em todo o mundo incluindo o Brasil. Contudo, são escassas as informações sobre o estado nutricional da vitamina D de escolares, principalmente pré-púberes e particularmente em cidades interioranas e ensolaradas, e sua relação com obesidade e asma no Brasil, inclusive com avaliação de polimorfismos do gene do receptor de vitamina D (VDR). Para avaliar o estado nutricional relativo à vitamina D em escolares, assim como relacionar as concentrações séricas de vitamina D com estado nutricional, presença de obesidade e de asma, e polimorfismos do gene do VDR, foi realizado estudo transversal com crianças de Paraguaçu (MG), na primavera de 2015. Foi aplicado questionário aos responsáveis, para informações sobre características demográficas e socioeconômicas, antecedentes clínicos pessoais, hábito de exposição ao sol, uso de protetores ou bloqueadores solares, uso de suplementos vitamínicos; realizadas a avaliação do estadiamento puberal (Tanner), anamnese clínica incluindo questões a respeito de asma, avaliação antropométrica, coleta de sangue e dosagem de 25-hidroxivitamina D (25(OH)D) por eletroquimioluminescência (deficiência <20 ng/mL, insuficiência entre 20 e 30 ng/mL e suficiência >30 ng/mL), de proteína C reativa e identificação dos polimorfismos do gene do VDR: BsmI (rs1544410), FokI (rs2227580), TaqI (rs731236) e ApaI (rs11168271), com genótipos, alelos e haplótipos calculados nas crianças do estudo, assim como glicemia de jejum, colesterol total e frações, triglicerídeos e alanina amino transferase nos escolares obesos. Avaliadas 262 crianças, 53% do gênero masculino e mais de 80% pré-púberes. Média de idade = 8,7 ± 1,3 anos e de níveis séricos de vitamina D = 40,4 ± 10,2 ng/mL, sendo a prevalência de suficiência da 25(OH)D de 85,1%. Excesso de peso e asma foram identificados em 29,4% e 25,1% das crianças, respectivamente, sem associação com as concentrações séricas de 25(OH)D. As concentrações de 25(OH)D foram significativamente superiores em crianças de zona rural comparativamente às de zona urbana, assim como nas que referiram exposição ao sol. A análise individual dos polimorfismos nas crianças com asma (n = 40) em relação às saudáveis (n = 105) não mostrou diferença entre os grupos nas frequências dos genótipos e alelos para o TaqI, BsmI, ApaI. No entanto, observou-se diferença na frequência de genótipos de polimorfismo FokI entre os grupos, onde o genótipo homozigoto (TT) do tipo selvagem foi mais frequente no grupo de asma em comparação aos escolares não-asmáticos (10% versus 1%, p = 0,016); enquanto o genótipo homozigoto polimórfico (CC) foi menos frequente em crianças asmáticas em comparação com o grupo saudável (45,0% versus 55,2%, p = 0,006). Ao analisarmos o estado nutricional e a presença de asma, a frequência do alelo AA para o VDR ApaI foi maior entre as crianças eutróficas (60,9% versus 29,4%, p<0,05) e a do alelo AA para o VDR BsmI foi maior entre as crianças com excesso de peso (35,3% versus 4,4%, p<0,05). A prevalência de deficiência/insuficiência de vitamina D foi inferior ao verificado na literatura, e a de excesso de peso, menor que aquela encontrada em estudo nacional. A prevalência de asma foi similar àquela verificada pelo estudo ISAAC em nosso meio. Houve associação da vitamina D sérica com localização rural da residência e da escola, assim como com o hábito de exposição ao sol. A presença de alelos do tipo selvagem (TT) do polimorfismo VDR FokI parece ser fator de risco para o desenvolvimento de asma, enquanto a presença de alelos polimórficos (CC) parece ser um fator protetor contra a doença. A frequência de alelos polimórficos (AA) do VDR ApaI parece ser fator de risco para asma em condição nutricional de eutrofia, enquanto a presença de alelos polimórficos (AA) do VDR BsmI parece ser fator de risco para asma em condição de excesso de peso. Quanto aos haplótipos, os alelos combinados dos polimorfismos estudados não foram associados com sobrepeso/obesidade ou asma nas crianças estudadas. A vitamina D sérica não foi diferente entre os genótipos, inclusive os de maior risco.

vitamina D;obesidade;asma;polimorfismo genético;criança
Hypovitaminosis D, obesity and asthma have been shown to be prevalent in children and adolescents worldwide, including Brazil. However, information on the vitamin D nutritional status of schoolchildren, especially pre-pubertals and particularly in inner and sunny cities, and its relationship with obesity and asthma in Brazil, including evaluation of vitamin D receptor gene polymorphisms (VDR) are scarce. To evaluate the nutritional status of vitamin D in schoolchildren, as well as to relate serum vitamin D levels with nutritional status, presence of obesity and asthma, and VDR gene polymorphisms, a cross-sectional study was carried out with children from Paraguaçu (MG) in the spring of 2015. A questionnaire was applied to those responsible for information on demographic and socioeconomic characteristics, personal clinical history, habit of sun exposure, use of sunscreen or sun blockers, use of vitamin supplements; performed the evaluation of pubertal staging (Tanner), clinical anamnesis including questions regarding asthma, anthropometric evaluation, blood collection and dosing of 25-hydroxyvitamin D (25(OH)D) by electrochemiluminescence (deficiency <20 ng/mL, insufficiency between 20 and 30 ng/mL and sufficiency >30 ng/mL), C-reactive protein and identification of VDR polymorphisms: BsmI (rs1544410), FokI (rs2227580), TaqI (rs731236) e ApaI (rs11168271), with genotypes, alleles and haplotypes calculated in the study children, as well as fasting glycemia, total cholesterol and fractions, triglycerides and alanine amino transferase in obese students. Evaluated 262 children, 53% were male and over 80% pre-pubescent. Mean age = 8.7 ± 1.3 years and serum vitamin D levels = 40.4 ± 10.2 ng/mL, with a prevalence of 25 (OH) D sufficiency of 85.1%. Overweight and asthma were identified in 29.4% and 25.1% of children, respectively, without association with serum concentrations of 25(OH)D. Concentrations of 25(OH)D were significantly higher in rural children compared to those in urban areas, as well as in those who reported sun exposure. Individual analysis of polymorphisms in children with asthma (n = 40) compared to healthy (n = 105) showed no difference between groups in the frequencies of genotypes and alleles for TaqI, BsmI, ApaI. However, there was a difference in the frequency of FokI polymorphism genotypes between the groups, where the wild-type homozygous (TT) genotype was more frequent in the asthma group compared to non-asthmatic students (10% versus 1%, p = 0.016); while the polymorphic homozygous genotype (CC) was less frequent in asthmatic children compared to the healthy group (45.0% versus 55.2%, p = 0.006). When analyzing the nutritional status and the presence of asthma, the frequency of the AA allele for the ApaI VDR was higher among the eutrophic children (60.9% versus 29.4%, p < 0.05) and that of the AA allele for the VDR BsmI was higher among overweight children (35.3% versus 4.4%, p < 0.05). The prevalence of vitamin D deficiency/insufficiency was lower than that found in the literature, and that of overweight, lower than that found in a national study. The prevalence of asthma was similar to that verified by the ISAAC study in our country. There was association of serum vitamin D with rural location of the residence and school, as well as with the habit of exposure to the sun. The presence of wild-type (TT) alleles of VDR FokI polymorphism appears to be a risk factor for the development of asthma, while the presence of polymorphic alleles (CC) appears to be a protective factor against the disease. The frequency of polymorphic alleles (AA) of VDR ApaI seems to be a risk factor for asthma in nutritional status of normal weight, while the presence of polymorphic alleles (AA) of the VDR BsmI seems to be a risk factor for asthma in overweight condition. As for the haplotypes, the combined alleles of the polymorphisms studied were not associated with overweight/obesity or asthma in the studied children. Serum vitamin D was not different among genotypes, including those at higher risk.
vitamin D;obesity;asthma;genetic polimorphism;child
01
115
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO
O trabalho não possui divulgação autorizada

Contexto

PEDIATRIA E CIÊNCIAS APLICADAS À PEDIATRIA
CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO NORMAL E PATOLOGICO
ASPECTOS NUTRICIONAIS E DE COMPOSIÇÃO CORPORAL EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES

Banca Examinadora

ROSELI OSELKA SACCARDO SARNI
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
MONICA VANNUCCI NUNES LIPAY Participante Externo
BARBARA SANTAROSA EMO PETERS Participante Externo
CRISTIANE KOCHI Participante Externo
MARIA ARLETE MEIL SCHIMITH ESCRIVAO Participante Externo

Vínculo

Servidor Público
Instituição de Ensino e Pesquisa
Ensino e Pesquisa
Sim