Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO
PEDIATRIA E CIÊNCIAS APLICADAS À PEDIATRIA (33009015019P7)
Avaliação dos marcadores do metabolismo mineral e ósseo em pacientes pediátricos com doença renal crônica em tratamento conservador
ANA LUCIA CARDOSO SANTOS ABREU
DISSERTAÇÃO
14/12/2018

Introdução: Os rins têm um papel importante no equilíbrio do metabolismo mineral e ósseo e distúrbios na regulação deste metabolismo ocorrem precocemente na DRC resultando em alterações na modelação e remodelação óssea com alterações no crescimento e deformidades esqueléticas nas crianças. Objetivo: Avaliar os parâmetros do metabolismo mineral e marcadores do metabolismo ósseo de pacientes pediátricos com DRC em tratamento conservador. Investigar as correlações desses parâmetros entre si e com a função renal de pacientes pediátricos com DRC em tratamento conservador. Métodos: Estudo observacional e transversal de crianças e adolescentes com DRC. Coletada amostra de sangue em jejum para determinação dos níveis séricos de creatinina, ureia, ácido úrico, cálcio total e cálcio iônico, fósforo, fosfatase alcalina, albumina, proteína C reativa, bicarbonato sérico, hemograma, PTH intacto, 25OH vitamina D, FGF-23, esclerostina e TNF-alfa. Resultados: A média de idade dos 44 participantes foi de 11,7 anos (Desvio Padrão 3,4 anos), 30 eram do sexo masculino (68,2%) e estavam assim distribuídos: 18 pacientes no estágio 2/3a, 11 no estágio 3b, 15 no estágio 4/5. A pressão arterial estava normal em 50% dos pacientes, 60% dos pacientes que se encontram nos estágios 4/5 apresentaram hipertensão estágio 1. Cinquenta e dois por cento dos 44 pacientes apresentaram PTH elevado. A mediana do PTH foi de 181,8 pg/mL nos estágios 4/5 com diferença estatisticamente significante (p<0,001). A mediana da 25OH vitamina D foi de 28,2 ng/mL (mínimo 3,0 – máximo 85,8 ng/mL) e classificada como suficiente em 45,5% dos pacientes. Os níveis plasmáticos de FGF-23 e de esclerostina não apresentaram diferença estatisticamente significante entre os diferentes estágios da DRC e suas medianas foram respectivamente 46,5 pg/mL e 1755,4 pg/mL. TNF- apresentou níveis séricos mais elevados nos estágios 4/5 com diferença estatisticamente significante comparados aos outros estágios (estágio 2/3a 3,34 pg/mL; estágio 3b 4,07 pg/mL; estágio 4/5 6,69 pg/mL) p<0,001. O FGF-23 apresentou correlação negativa com fosfatase alcalina (0,430; p 0,004). TNF- apresentou correlação positiva com ureia, creatinina, fósforo e PTH e correlação negativa com o clearance de creatinina e PCR. Conclusões: Neste estudo em pacientes pediátricos com DRC em tratamento conservador, observamos que, de acordo com a progressão da DRC, há alteração dos parâmetros do metabolismo mineral e marcadores do metabolismo ósseo com a elevação dos níveis séricos de fósforo, PTH, magnésio, TNF-α, FGF-23 esclerostina. Na avaliação do FGF-23 e da esclerostina, não foi possível evidenciar diferença estatística segundo os estágios da DRC. Foi evidenciada associação do TNF-α e FGF-23 com piora da função renal. Há necessidade de se atentar para os distúrbios do metabolismo mineral e ósseo na faixa pediátrica dos pacientes com DRC, mesmo na fase pré-dialítica, com o intuito de intervir de maneira precoce e eficaz para a diminuição da morbimortalidade.

Insuficiência renal crônica;Fatores de crescimento de fibroblastos;Distúrbio mineral e ósseo na doença renal crônica;Pediatria;Fator de necrose tumoral alfa
OBJECTIVE: To evaluate bone mineral markers serum levels and to investigate their interrelationships and associations with stages of chronic kidney disease (CKD) and with laboratory abnormalities of bone mineral disease in children and adolescents with CKD on conservative treatment. METHODS: Observational and cross-sectional study of children and adolescents with CKD. A fasting blood sample was collected for serum creatinine, urea, uric acid, total and ionic calcium levels, phosphorus, alkaline phosphatase, albumin, C-reactive protein, serum bicarbonate, intact PTH, 25(OH)vitamin D, FGF-23, sclerostin and TNF-. RESULTS: The mean age of the 44 participants was 11.7 years (Standard Deviation 3.4 years), 30 were male (68.2%) and were distributed as follows: 18 patients in stage 2 / 3a, 11 in stage 3b, 15 in stage 4/5. Blood pressure was normal in 50% of the patients, 60% of those in the 4/5 stages had stage 1 hypertension. 52% of the 44 patients had elevated PTH levels. The median PTH was 181.8 pg / mL in stages 4/5 with a statistically significant difference (p <0.001). The median 25OH vitamin D was 28.2 ng / mL (minimum 3.0 - maximum 85.8 ng / mL), classified as sufficient in 45.5% of patients. Plasma levels of FGF-23 and sclerostin did not show a statistically significant difference between the different stages of CKD and their medians were 46.5 pg / mL and 1755.4 pg / mL, respectively. TNF-α showed higher serum levels in stages 4/5 with a statistically significant difference compared to the other stages (stage 2 / 3a 3.34 pg / mL, stage 3b 4.07 pg / mL, stage 4/5 6.69 pg / ml) p <0.001. FGF23 presented a negative correlation with alkaline phosphatase (-0.430, p 0.004). TNF-α, we found a positive correlation with urea, creatinine, phosphorus and PTH and a negative correlation with creatinine clearance and CRP. CONCLUSION: In this study on CKD pediatric patients on conservative treatment, we found alterated mineral metabolism parameters and markers of bone metabolism with an increase in phosphorus, PTH, magnesium, TNF-α, higher levels observed among patients with lower GFR. FGF-23 and sclerostin did not show statistic difference between the CKD stages. There was an associated evidence between TNF-α and FGF-23 with decreased renal function. We must pay attention to bone and mineral metabolism disorders on CKD pediatric patients even prior to dialysis, to early diagnose in order to prevent comorbidities.
Chronic renal insufficiency;Fibroblasts growth factors;MIneral and bone disorder in chronic renal disease;Pediatrics;Alpha necrosis tumoral factor
01
56
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO
O trabalho não possui divulgação autorizada

Contexto

PEDIATRIA E CIÊNCIAS APLICADAS À PEDIATRIA
FISIOLOGIA E DOENÇAS DO APARELHO URINÁRIO
-

Banca Examinadora

DIRCEU SOLE
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
ADRIANO LUIZ AMMIRATI Participante Externo
ANELISE DEL VECCHIO GESSULLO Participante Externo
MARCIA CAMEGACAVA RIYUZO Participante Externo

Vínculo

Servidor Público
Instituição de Ensino e Pesquisa
Ensino e Pesquisa
Sim