Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO
MEDICINA (NEFROLOGIA) (33009015016P8)
Impacto da suplementação com colecalciferol na calcificação vascular e pressão arterial de pacientes com doença renal crônica e hipovitaminose d
FARID SAMAAN
TESE
16/05/2018

Introdução: O efeito da vitamina D na calcificação vascular e pressão arterial na doença renal crônica (DRC) não está totalmente estabelecido. O objetivo deste estudo randomizado duplo cego foi avaliar o impacto da suplementação em longo prazo com colecalciferol na progressão da calcificação da artéria coronária (CAC) e na pressão arterial de pacientes com DRC estágios 3 e 4 e hipovitaminose D. Métodos: Foram recrutados sessenta e oito pacientes com clearance de creatinina entre 15 e 60 mL/min/1,73m² e 25-hidroxivitamina D sérica [25(OH)D]<30ng/mL. Os indivíduos com deficiência de vitamina D [25(OH)D≤15ng/mL] receberam colecalciferol (50.000UI/semana durante 12 semanas e ajustados posteriormente), enquanto aqueles com insuficiência de vitamina D [25(OH)D entre 16 e 29ng/mL] foram randomizados para grupo placebo ou colecalciferol (50.000UI/mês). Tomografia computadorizada para estimar o escore de cálcio e monitoração da pressão arterial ambulatorial de 24 horas (MAPA) foram realizadas no início e após 18 meses. Os parâmetros bioquímicos também foram analisados. Resultados: No grupo deficiente houve aumento significativo nos níveis séricos de 25(OH)D (11±2 para 43±15ng/mL; p<0,001) enquanto o escore de cálcio aumentou [265(84-733) para 333(157-745)UA; p=0,006] e o clearance de creatinina diminuiu [35(26-43) para 23(17-49)mL/min/1.73m²; p=0,04]. A progressão da CAC se correlacionou inversamente com a função renal (r= -0,43; p=0,033) e com a dose cumulativa de colecalciferol (r= -0,41; p=0,048), mas não com a variação dos níveis de 25(OH)D nesse grupo. No grupo tratado com insuficiência de vitamina D, houve aumento significativo nos níveis de 25(OH)D (20±3 para 38±9; p<0,001) enquanto o escore de cálcio e o clearance de creatinina não mudaram [418(109-918) para 364(232-817)UA, p=0,25 e 35(27-44) para 37(29-48)mL/min/1,73m², p=0,25; respectivamente). No grupo placebo com insuficiência de vitamina D, houve um aumento significativo dos níveis de 25(OH)D (22±4 para 30±9ng/mL; p<0,001) e do escore de cálcio [118(37-421) para 199(49-490)UA; p=0,01], enquanto não foi observada alteração no clearance de creatinina [31(26-41) para 41(20-48)ml/min/1,73m2; p=0,36]. No grupo tratado com insuficiência de vitamina D, mas não no placebo, houve uma correlação inversa e significativa entre a variação do escore de cálcio e a variação dos níveis da 25(OH)D (r= -0,45; p=0,037). Na análise multivariada, não houve diferença na progressão da CAC entre os grupos insuficientes tratado e placebo (interação p=0,92). Os parâmetros do MAPA não sofreram alterações em nenhum dos três grupos durante o estudo. Conclusões: A suplementação com colecalciferol foi segura e eficaz para restaurar os níveis de 25(OH)D em pacientes com DRC. Apesar de nenhum efeito sobre a pressão arterial, a suplementação de vitamina D na DRC parece atenuar a progressão da calcificação vascular naqueles pacientes com deficiência de vitamina D. No entanto, esse achado necessita ser confirmado em amostra populacional maior.

1. Doença renal crônica. 2. Calcificação vascular. 3. Colecalciferol. 4. Hipertensão Arterial. 5. Hipovitaminose D
Background: The role of nutritional vitamin D in vascular calcification and hypertension in chronic kidney disease (CKD) has not been established. The objective of this randomized double-blind trial was to evaluate the impact of long-term supplementation with cholecalciferol in the progression of coronary artery calcification (CAC) and blood pressure of CKD stages 3-4 patients with hypovitaminosis D. Methods: Sixty-eight patients with creatinine clearance between 15 and 60mL/min/1.73m² and serum 25-hydroxyvitamin D [25(OH)D]<30ng/mL were recruited. Individuals with vitamin D deficiency [25(OH)D≤15ng/mL] received cholecalciferol (50,000IU/week for 12 weeks and adjusted thereafter), whereas those with vitamin D insufficiency [25(OH)D between 16 and 29ng/mL] were randomized to placebo or cholecalciferol group (50,000IU/month). Multislice computed tomography to estimate calcium score and 24-hour ambulatory BP monitoring (ABPM) were performed at baseline and after 18 months. Biochemical parameters were also analyzed. Results: In the deficient group there was a significant increase in 25(OH)D levels (11±2 to 43±15ng/mL; p<0.001) while vascular calcification progressed [265(84-733) to 333(157-745)AU; p=0.006] and renal function declined [35(26-43) to 23(17-49)mL/min/1.73m²; p=0.04]. Of note, calcium score change was inversely correlated with kidney function change (r= -0.43; p=0.03) and cholecalciferol cumulative doses (r= -0.41; p=0.048) but not with vitamin D levels change. In the treated insufficient group there was a significant increase in 25(OH)D levels (20±3 to 38±9; p=<0.001) while vascular calcification and renal function did not change [418(109-918) to 364(232-817)AU, p=0.25 and 35(27-44) to 37(29-48)mL/min/1.73m², p=0.25; respectively]. In the placebo insufficient group there was a significant increase in 25(OH)D levels (22±4 to 30±9ng/mL; p<0.001) and calcium score [118(37-421) to 199(49-490)AU; p=0.01], while no change in the kidney function was observed [31(26-41) to 41(20-48); p=0.36]. In the treated insufficient group, but not in the placebo, calcium score change was inversely correlated with 25(OH)D change (r= -0.45; p=0.037). In a multivariate analysis, there was no difference in CAC progression between insufficient treated and placebo groups (interaction p=0.92). ABPM parameters did not change among the three groups during the study. Conclusions: Long term cholecalciferol supplementation was safe and effective to restore 25(OH)D levels in CKD patients. Despite no effect on blood pressure, vitamin D supplementation in CKD seems to attenuate vascular calcification progression in those patients with vitamin D deficiency. However, this finding needs to be confirmed in larger population sample.
chronic kidney disease;cholecalciferol;vascular calcification
0
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO
O trabalho não possui divulgação autorizada

Contexto

INSUFICIÊNCIA RENAL
INSUFICIÊNCIA RENAL CRÔNICA E AGUDA
METABOLISMO ÓSSEO, CALCIFICAÇÃO CORONARIANA E INFLAMAÇÃO NA DOENÇA RENAL CRÔNICA

Banca Examinadora

MARIA EUGENIA FERNANDES CANZIANI
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
MADSON QUEIROZ DE ALMEIDA Participante Externo
MELANI RIBEIRO CUSTODIO Participante Externo
PATRICIA FERREIRA ABREU Participante Externo
RAUL DIAS DOS SANTOS FILHO Participante Externo

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP - Programa de Excelência Acadêmica 48

Vínculo

CLT
Empresa Privada
Profissional Autônomo
Sim