Dados do Trabalhos de Conclusão

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CATARINENSE
PRODUÇÃO E SANIDADE ANIMAL (41012011001P0)
Atividade antimicrobiana in vitro de extrato aquoso de alho (Allium sativum L.) frente a microrganismos isolados de casos de otite externa em cães
JULIANA GRANDI
DISSERTAÇÃO
12/07/2018

A otite externa em cães é um processo inflamatório que atinge o conduto auditivo externo e apresenta elevada casuística na clínica médica veterinária de pequenos animais. O tratamento tem sido desafiador, já que essa enfermidade possui etiologia multifatorial, incluindo fatores primários, predisponentes e perpetuantes. Os fatores perpetuantes incluem as bactérias Staphylococcus coagulase positiva e a levedura Malassezia pachydermatis. Atualmente, a resistência microbiana aos medicamentos convencionais é um agravante no quadro dessa enfermidade. Nesse caso, o uso de plantas com potencial medicinal, como o Allium sativum L., devem ser consideradas como parte da terapêutica. Portanto, este estudo objetivou avaliar o potencial antimicrobiano in vitro do extrato aquoso de alho frente a microrganismos isolados a partir de casos de otite externa em cães. Para realização desse estudo, utilizou-se dez isolados de Staphylococcus coagulase positiva e doze de Malassezia pachydermatis processadas na rotina diagnóstica do Laboratório de Microbiologia do Instituto Federal Catarinense, Campus Concórdia. Para produção do extrato aquoso de alho foi adquirido material vegetal de distribuidor comercial. Para realização dos testes in vitro utilizou-se a técnica de microdiluição em caldo com objetivo de obter a concentração inibitória mínima (CIM) bacteriana e fúngica, além da concentração fungicida mínima (CFM). O extrato aquoso de alho inibiu o crescimento de todos os isolados. A CIM dos isolados bacterianos variou de 93,75 a 375mg/mL e dos isolados fúngicos variou de 5,86 a 46,87mg/mL. Já a CFM variou de 5,86 a 375mg/mL. Conclui-se que o extrato aquoso de alho apresenta atividade antimicrobiana in vitro frente aos principais microrganismos isolados a partir de casos de otite externa canina.

Otopatia;planta;resistência microbiana;Staphylococcus coagulase positiva;Malassezia pachydermatis
External otitis is an inflammatory process that involves the external auditory canal, with high prevalence in small animals’ veterinary medicine. Treatment has been difficult, due its multifactorial etiology represented by primary, predisposing and perpetuating factors. Infectious agents as coagulase positive Staphylococcus (CPS) and Malassezia pachydermatis (M. pachydermatis) are examples of perpetuating factors. Actually, the microbial resistance to conventional drugs represents an aggravating process on this disease. In this case, the use of plants with medicinal properties, as garlic (Allium sativum L.) may be considered as part of therapeutically measures. Thus, the objective of the present study was to evaluate the in vitro antimicrobial potential of garlic aqueous extract against microorganisms isolated from external otitis in dogs. For this purpose, it were used 10 CPS and 12 M. pachydermatis strains, obtained from Laboratory of Veterinary Microbiology of Federal Institute (Santa Catarina State), Concórdia, Brazil. These strains were isolated from canine external otitis and belonged to the lab’s bacteriotheca. For aqueous extract production, the garlic samples were obtained from a commercial distributor. The microdilution technique was used for Minimum Inhibitory Concentration (MIC) evaluations, for both bacterial and yeast. The Minimum Fungicide Concentration (MFC) was evaluated for M. pachydermatis. The garlic aqueous extract inhibited the growth of all isolates. The MIC values against bacterial and fungi isolates ranged from 93.75 to 375mg/mL, and from 5.86 to 46.87mg/mL, respectively. The MFC ranged from 5.86 to 375mg/mL. It was possible to conclude that the garlic aqueous extract presents in vitro antimicrobial activity against the main microorganisms isolated from external otitis in dogs.
Otopathy;plant;microbial resistance;coagulase positive Staphylococcus;Malassezia pachydermatis
34
PORTUGUES
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CATARINENSE
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

Medicina Veterinária
PRODUÇÃO SUSTENTÁVEL E SANIDADE DE ANIMAIS DOMÉSTICOS E SILVESTRES
Avaliação da atividade antimicrobiana do alho (Allium sativum) sobre microrganismos isolados de casos de otite externa em cães

Banca Examinadora

EDUARDO NEGRI MUELLER
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
EDUARDO NEGRI MUELLER Docente - PERMANENTE
SORAYA REGINA SACCO SURIAN Docente - COLABORADOR
MARCIA DE OLIVEIRA NOBRE Participante Externo

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CATARINENSE - Programa Institucional de Qualificação para os servidores do IFC 24

Vínculo

Servidor Público
Instituição de Ensino e Pesquisa
Outros
Sim

Produções Intelectuais Associadas

Nome Tipo da Produção Subtipo da Produção
AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE ANTIMICROBIANA DO ALHO (ALLIUM SATIVUM) SOBRE MICRORGANISMOS ISOLADOS DE CASOS DE OTITE EXTERNA EM CÃES BIBLIOGRÁFICA TRABALHO EM ANAIS