Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO
MEDICINA VETERINÁRIA (PATOLOGIA E CIÊNCIAS CLÍNICAS) (31002013016P8)
ASPECTOS CLÍNICOS EPIDEMIOLÓGICOS DAS NEOPLASIAS DA CAVIDADE ORAL DE CANINOS E AVALIAÇÃO DE DIFERENTES PROTOCOLOS NO TRATAMENTO DO MELANOMA ORAL
MICHEL ALVES DA SILVA
TESE
23/03/2018

SILVA, Michel Alves. Aspectos Clínicos Epidemiológicos Das Neoplasias Da Cavidade Oral De Caninos E Avaliação De Diferentes Protocolos No Tratamento Do Melanoma Oral 2018. Tese (Doutorado em Medicina Veterinária, Ciências Clínicas). Instituto de Veterinária, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ, 2018. Os objetivos deste trabalho foram apresentar os aspectos clínicos epidemiológicos dos cães atendidos com neoplasias na cavidade oral no setor de oncologia do Hospital Veterinário da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro entre os anos de 2011 e 2017 por meio de um estudo retropectivo de todos os prontuários do setor, e uma avaliação multicêntrica de diversos tratamentos em que 63 cães, diagnosticados com melanoma na cavidade oral entre 2012 e 2016, foram submetidos, analisando as informações obtidas como idade, raça, sexo, tamanho da neoplasia, estadiamento tumoral, evolução clínica, para estabelecer um protocolo terapêutico que seja mais adequado para o tratamento desta neoplasia. As neoplasias que acometem a cavidade oral dos cães são bastante heterogêneas. Aquelas que possuem características de malignidade tem o prognóstico desfavorável pela biologia tumoral e pela dificuldade de se estabelecer margem de segurança cirúrgica sem perda da função e/ou com resultado cosmético aceitável pelos proprietários dos animais. Os dados epidemiológicos são importantes para se traçar um perfil da população acometida e estabelecer uma estratégia de tratamento precoce para os cães que se enquadram na faixa de risco, buscando a cura ou proporcionar qualidade de vida quando o prognóstico for reservado. O melanoma na cavidade oral é uma neoplasia extremamente agressiva, objeto de estudos nos mais diversos países, e que ainda não tem protocolo estabelecido de tratamento. O cão serve de modelo animal espontâneo deste neoplasma no ser humano. O dados epidemiológicos extraídos dos arquivos evidenciaram que dos 2832 casos de neoplasias atendidos no setor de oncologia em um intervalo de 7 anos (2011 à 2017), as neoplasias da cavidade oral acometeram 176 animais (6,21%). Os cães sem raça definida foram os mais acometidos, a média de idade foi 10,34 anos, o principal local acometido foi a maxila e o melanoma foi a neoplasia mais prevalente. No estudo epidemiológico chegamos as seguintes conclusões. No estudo multicêntrico dos cães submetidos a diferentes terapias no tratamento do melanoma da cavidade oral, observamos que durante a evolução da doença, os animais que apresentaram remissão completa tiveram aumento da sobrevida frente as demais evoluções clínicas. Os animais que obtiveram margem cirúrgica livre, sobreviveram por mais tempo do que aqueles que não obtiveram a margem livre da neoplasia. O presente estudo evidenciou que no tratamento utilizado para combater o melanoma na cavidade oral em cães, a quimioterapia com carboplatina ao fazer parte do protocolo, aumentou a sobrevida dos pacientes quando comparados com aqueles que não utilizaram o quimioterápico. Palavras-chave: Neoplasmas, Diagnóstico, Ocorrência

Neoplasmas;Diagnóstico;Ocorrência
SILVA, Michel Alves. Clinical and epidemiological aspects of oral cavity neoplasias of dogs and evaluation of different protocols in the treatment of oral melanoma. 2018. Thesis (Doctorate degree in Veterinary Medicine, Clinical Science). Veterinary Institute, Federal Rural University of Rio de Janeiro, Seropédica, RJ, 2018. The objectives of this study were to present the clinical epidemiological aspects of dogs treated with neoplasias in the oral cavity in the oncology sector of the Veterinary Hospital of the Federal Rural University of Rio de Janeiro between the years of 2011 and 2017 by means of a retrospective study of all medical records and a multicenter evaluation of several treatments in which 63 dogs diagnosed with melanoma in the oral cavity between 2012 and 2016 were submitted, analyzing the information obtained as age, race, sex, tumor size, tumor staging, clinical evolution, to establish a therapeutic protocol that is more appropriate for the treatment of this neoplasia. The neoplasias that affect the oral cavity of the dogs are quite heterogeneous. Those that have characteristics of malignancy have the unfavorable prognosis for tumor biology and the difficulty of establishing surgical margin of safety without loss of function and / or cosmetic result acceptable to the owners of the animals. Epidemiological data are important to establish a profile of the affected population and establish an early treatment strategy for dogs that fall within the risk range, seeking cure or pro viding quality of life when the prognosis is reserved. Melanoma in the oral cavity is an extremely aggressive neoplasm, object of studies in several countries, and has not yet established treatment protocol. The dog serves as the spontaneous animal model of this neoplasm in humans. The epidemiological data extracted from the archives showed that of the 2832 cases of neoplasms treated in the oncology sector in a period of 7 years (2011 to 2017), neoplasias of the oral cavity affected 176 animals (6.21%). Dogs with no defined breed were the most affected, mean age was 10.34 years, the main site affected was the maxilla and melanoma was the most prevalent neoplasia. In the epidemiological study we arrived at the following conclusions. In the multicentric study of dogs submitted to different therapies in the treatment of melanoma of the oral cavity, we observed that during the evolution of the disease, the animals that presented complete remission had an increase in survival compared to the other clinical evolutions. Animals that had a free surgical margin survived longer than those who did not obtain the free margin of the neoplasia. The present study demonstrated that in the treatment 14 used to combat melanoma in the oral cavity in dogs, chemotherapy with carboplatin when being part of the protocol, increased the survival of the patients when compared with those who did not use the chemotherapeutic. Key words: Neoplasms, diagnostic, occurrence
Neoplasms;diagnostic;occurrence
1
134
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

CIÊNCIAS CLÍNICAS
CLÍNICA E CIRURGIA DOS ANIMAIS
MATERIAIS E TÉCNICAS ALTERNATIVAS NO DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DE AFECÇÕES DOS ANIMAIS.

Banca Examinadora

JULIO ISRAEL FERNANDES
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
MARTA FERNANDA ALBUQUERQUE DA SILVA Docente - PERMANENTE
LILIAN CRISTINA DE SOUSA OLIVEIRA BATISTA CIRNE Participante Externo
JULIO ISRAEL FERNANDES Docente - PERMANENTE
JONIMAR PEREIRA PAIVA Docente - PERMANENTE
ARY ELIAS ABOUD DUTRA Participante Externo

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP - Apoio à Pós-Graduação 48
UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO - Infraestrutura 48

Vínculo

Servidor Público
Empresa Pública ou Estatal
Ensino e Pesquisa
Sim