Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO
Ciência Cirúrgica Interdisciplinar (33009015009P1)
Estudo de biocompatibilidade do titânio recoberto com nanofilmes de carbono e prata.
FLAVIO GOMES PLACIAS
DISSERTAÇÃO
26/07/2018

Introdução: As principais barreiras aos novos materiais protéticos são a rejeição e a infecção associadas ao implante. Dentre os materiais o substrato titânio (Ti) tem sido amplamente utilizado devido às suas propriedades de biocompatibilidade e características mecânicas. No entanto, sua biocompatibilidade e biointegração têm sido questionadas na literatura. Objetivos: O presente estudo objetivou melhorar a biocompatibilidade e a biointegração do Ti por meio do recobrimento de sua superfície com um nanofilme de carbono Diamond-Like Carbon (DLC), e promover capacidade antimicrobiana com nanopartículas de prata (Ag). Métodos: Os recobrimentos foram realizados pela tecnologia de plasma, pelo método Plasma-Enhanced Chemical Vapor Deposition (PECVD), que propiciou a aplicação de nanofilmes sobre discos de Ti. A caracterização física da superfície das placas foi realizada por Microscopia de Força Atômica (MFA) e a capacidade antimicrobiana foi analisada por meio de cultura. A biocompatibilidade e a biointegração foram estudadas em ratos (Wistar-EPM n=24), que receberam os implantes na parede muscular do abdome. Transcorridos 7, 28, 90 e 180 dias, os animais foram reoperados e foram realizados monitoramentos quanto à macroscopia, integração com o tecido por MFA e histologia. Resultados: A MFA mostrou modificações nas superfícies dos discos após o nanorrecobrimento. Nenhum dos grupos de recobrimento apresentou atividade antimicrobiana. A macroscopia mostrou adesão tecidual e não mostrou sinais de rejeição. A adesão encontrada foi confirmada pela MFA. A histologia mostrou sinais de inflamação crônica, mas que não impediram a biointegração. Conclusões: Os resultados mostraram que o nanorrecobrimento proporcionou a interação implante-hospedeiro, mas não alterou a biocompatibilidade do Ti. Além disso, a deposição de Ag, nas condições determinadas, não conferiu o efeito antimicrobiano esperado.

biocompatibilidade;titânio;diamond-like carbon;Prata;Nanofilmes;Plasma-Enhanced Chemical Vapor Deposition;Microscopia de força atômica
Introduction: The main barriers to new prosthetic materials are rejection and infection associated with the implant. Among the materials, titanium (Ti) substrate has been widely used due to its biocompatibility and mechanical properties. However, its biocompatibility and biointegration have been questioned in the literature. Objectives: The present study aimed to improve the biocompatibility and biointegration of Ti by coating its surface with carbon nanofilm Diamond-like Carbon (DLC) and to promote microbicide capacity with silver (Ag) nanoparticles. Methods: Coatings were performed with Plasma Technology. Plasma-Enhanced Chemical Vapor Deposition (PECVD) was the method used to apply the nanofilms coatings on Ti plates. The physical characterization of the plate surface was performed by Atomic Force Microscopy (AFM) and the microbicide capacity was analyzed by culture. The biocompatibility and biointegration were studied in rats (Wistar-EPM, n = 24) that received the implant of the plates in the abdominal wall. Animals were reoperated after 7, 28, 90 and 180 days. Tissue integration by AMF, histology and macroscopy were monitorized.Results: The AMF presented plates surfaces modifications after nano-coating. None of the coating groups demonstrated microbicide activity. The macroscopy showed tissue adhesion and no signs of rejection. This adhesion was confirmed by the AMF. The histology showed signs of chronic inflammation that did not prevent biointegration. Conclusions: The results showed that the nano-coating enabled the implant-host interaction, but did not alter the Ti biocompatibility. In addition, the Ag deposition, under the determinated conditions, did not demonstrated the expected antimicrobial effect.
Biocompatibility;Titanium;Diamond-like Carbon;Silver;Nanofilms;Plasma-Enhanced Chemical Vapor Deposition;Atomic Force Microscopy
1
57
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO
O trabalho não possui divulgação autorizada

Contexto

EFEITOS DECORRENTES DE PROCED. BIOLÓGICOS EXPERIMENTAIS
REPERCUSSÃO MORFO-FUNCIONAL E CICATRIZAÇÃO TECIDUAL APÓS APLICAÇÃO CIRÚRGICA DE PRÓTESES
Estudo de biocompatibilidade do titânio recoberto com nanofilmes de carbono e prata.

Banca Examinadora

IVAN HONG JUN KOH
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
ANA MARIA ALVIM LIBERATORE Participante Externo
ARGEMIRO SOARES DA SILVA SOBRINHO Participante Externo
TAKESHI CHIKUDE Participante Externo
SIMONE DE CAMPOS VIEIRA ABIB Docente - PERMANENTE

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP - Programa de Demanda Social 24

Vínculo

Servidor Público
Instituição de Ensino e Pesquisa
Ensino e Pesquisa
Sim