Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC
CIÊNCIA E TECNOLOGIA (33144010003P0)
Estudo do uso de Complexos de Cobre(II) com Ligantes Hidrossolúveis em Terapia Antitumoral
FERNANDA RODRIGUES BERTUCHI
TESE
28/08/2018

Os complexos de cobre(II) têm sido largamente estudados em atividade antibacteriana, antiviral, antimicrobiana, anti-inflamatória e anti-cancer, devido à suas excelentes propriedades e menor toxicidade, partindo do pressuposto que metais endógenos sejam menos tóxicos para células sadias que outros metais não endógenos. A propriedade redox e a biocompatibilidade do cobre se justificam por ele ser o metal de transição mais utilizado para o desenvolvimento de drogas anticâncer. Diante destas propriedades, neste estudo, sintetizamos complexos de Cu(II) com ligantes hidrossolúveis e avaliamos sua capacidade antitumoral. Os complexos de cobre(II) com ligantes do tipo Base de Schiff hidrofílicos foram sintetizados por reação de condensação do aldeído 2-piridina carboxaldeído e cetona 2-acetilpiridina, com as aminas D(+)glucosamina e Glicina Etil Ester, resultando em uma combinação de ligantes que originou quatro ligantes do tipo base de Schiff inéditos na literatura. Os complexos foram caracterizados por espectroscopia vibracional da região do infravermelho, espectroscopia eletrônica no UV-Vis e espectrometria de massas de alta resolução. Para estudar o efeito citotóxico dos complexos sintetizados, realizamos ensaios de viabilidade celular pelo teste do MTT. Investigamos o processo de morte celular que os complexos induziram nas células por citometria de fluxo com anexinaV/FITC e PI, em células de melanoma em cultura Sk-Mel29 e Sk-Mel147 (Melanoma Humano Metastático). Além dos ensaios in vitro, realizamos uma parceria com o Instituto de Pesquisa Laboratório de Investigação Médica, do Hospital das Clínicas, da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - LIM-HCFMUSP, para a realização de ensaios in vivo. Inicialmente investigamos o efeito dos quatro complexos nas células de defesa de camundongos C57/BL6 pelo ensaio de Linfoproliferação. Neste ensaio, dois complexos apresentaram toxicidade moderada e então seguiram para o ensaio em camundongos para avaliação da atividade anticancerígena. Dos quatro complexos sintetizados e testados, os complexos 2 e 4 apresentaram predominantemente efeitos citotóxicos e citostático, induzindo morte celular superior a 70% em ambas linhagens estudadas em cultura, e também apresentaram toxicidade elevada nos ensaios in vivo para os linfócitos e por isso não seguiram para o ensaio com animais. Camundongos portadores de Melanoma foram tratados com os complexos 1 e 3 que apresentaram morte celular em cultura em torno de 25%, o crescimento do tumor in vivo e o porcentual de tecido necrótico se mantiveram como no controle. Porém, não podemos afirmar que os complexos não possuem atividade antitumoral, e sim que nas condições estudadas os complexos 1 e 3 não apresentaram efeitos significativamente diferentes do controle in vivo, embora tenham visualmente causado aumento de necrose ao redor do tumor estudado, sendo possíveis candidatos a uma terapia coadjuvante antitumoral. Os complexos sintetizados apresentaram efeitos citotóxicos e citostáticos para os modelos estudados, e essa classe de complexos hidrossolúveis mostrou-se com efeitos promissores para possíveis agentes em terapia antitumoral. Estes efeitos foram intimamente relacionados com a estrutura, sendo os complexos com os ligantes bases de Schiff originados pela cetona os mais propensos a auxiliarem em uma terapia antitumoral, devido a sua baixa toxicidade e alta ação em células de melanoma resistentes.

Complexos de cobre;hidrossolúvel;apoptose;antitumoral
Copper(II) complexes have been widely used as antibacterial, antiviral, antimicrobial, anti-inflammatory, and anticancer agents due to their lower toxicity, as endogenous metals tend to be less toxic to healthy cells. The oxidative nature and biocompatibility properties demonstrate why copper is the most extensively used transition metal for the development of anticancer drugs. In this work, hydrophilic imine ligands with copper(II) complexes were synthesized and had their antitumor capacity assessed. The water soluble copper(II) complexes of the type Schiff base derived from condensation of 2-pyridinecarboxaldehyde or 2-acetylpyridine with glucosamine or glycine ethylester were synthesized and structurally characterized. The four synthesized complexes are novelty in the literature. The complexes were extensively characterized by spectroscopic techniques (infrared and ultraviolet-visible), and by electrospray mass spectrometry. Citotoxic effects studies were carried out with the copper(II) complexes, verifying cell viability by MTT assay and cell death by flow cytometry with annexin V/FITC and PI (propridium iodide) in melanoma cells in culture Sk-Mel29 and Sk-Mel147 (Metastatic Human Melanoma). In addition to the in vitro assays, we carried out in vivo tests in collaboration with the Instituto de Pesquisa Laboratório de Investigação Médica, do Hospital das Clínicas, da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - LIM-HCFMUSP. We studied the effect of the four complexes on the lymphocytes of C57/BL6 mice by the lymphoproliferation assay. The results indicated that two copper(II) complex showed moderate cytotoxicity, so they proceeded to the assay in mice for evaluation of anticancer activity. The results indicated that complexes 2 and 4 showed cytotoxic and cytostatic effects and they inducing greater than 70% cell death in both cell lines in culture, and also the complexes showed high toxicity in the lymphoproliferation assay, so they showed not viable to be tested in mice. Melanoma-bearing mice were treated with the 1 and 3 complexes which showed cell death in culture around 25%,the tumor growth and the percentage of necrotic was equal to the tumors from control mice. However, we cannot say that the complexes do not have antitumor activity, but that under the conditions studied the 1 and 3 complexes did not show different effects of the control, however they caused necrosis around the studied tumor, visually. The results suggest that 1 and 3 has potential for adjuvant therapy antitumor. The synthesized complexes showed cytotoxic and cytostatic effects to the studied models, and the water-soluble copper(II) complexes showed potential application as antitumoral agents. The observed effects were related to the structure of the complexes, and the complexes with the Schiff base ligands derived from the ketone moety have the greatest potential for the adjuvant therapy antitumor because of their low toxicity and high action in resistant melanoma cells.
copper(II) complex;water-soluble;apoptotic;antitumor
1
161
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC
O trabalho não possui divulgação autorizada

Contexto

QUÍMICA
-
-

Banca Examinadora

GISELLE CERCHIARO
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
RAUL BONNE HERNANDEZ Participante Externo
KARINA PASSALACQUA MORELLI FRIN Docente - PERMANENTE
IZILDA APARECIDA BAGATIN Participante Externo
JULIANA DOS SANTOS DE SOUZA Docente - PERMANENTE

Vínculo

Servidor Público
Outros
Outros
Não