Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO
CIÊNCIAS BIOLÓGICAS (BIOLOGIA MOLECULAR) (33009015001P0)
TERAPIA CELULAR NA OBESIDADE MONOGÊNICA UTILIZANDO MICROESFERAS DE ADIPÓCITOS DERIVADOS DE CÉLULAS-TRONCO
LAURO THIAGO TURACA
TESE
25/10/2018

A obesidade monogênica é definida como a obesidade resultante da mutação ou deficiência de um único gene. Os casos são raros, muito graves, geralmente de início precoce e são encontrados na infância. Estes tipos de obesidade estão ligados geralmente ao excesso de ingestão de alimentos, alteração no gasto energético e adipogênese. Mutações graves no gene da leptina, uma adipocina ligada ao controle da ingestão alimentar, gera um tipo de obesidade mórbida com altas taxas de infecção e mortalidade infantil. Alguns estudos mostraram os efeitos dramáticos e benéficos do uso diário de injeções subcutâneas de leptina para redução do peso corporal. Outros estudos têm-se voltado para estratégias que combinam a utilização de células-tronco com tecnologias de engenharia de tecidos a fim de atuar como um mecanismo de reposição. Neste trabalho foram utilizadas células-tronco do tecido adiposo submetidas à adipogênese (AD-ASC) a fim de verificar a reversão da obesidade em camundongos ob/ob. Esses animais são obesos devido a uma mutação pontual no gene da leptina e foram transplantados com AD-ASC em formato de microesféricas. As microesferas desenvolvidas possuem um diâmetro de 250μm e mostraram uma maior capacidade de retenção no local transplantado quando comparado com células isoladas. Os resultados mostram que uma única dose de 530 microesferas foi capaz de reduzir o peso dos animais após aproximadamente 100 dias. Em aproximadamente dois meses, somente o grupo que recebeu microesferas de AD-ASC possuía leptina circulante (75% dos animais). Após três meses o peso dos animais que receberam microesferas reduziu 14,7% em relação ao peso inicial e 27,5% em relação ao peso do grupo controle. Por outro lado, o grupo células isoladas aumentou o peso em 4,8% em relação ao inicial e diminuição 8,0% em relação ao controle. Os resultados indicam uma proposta de terapia celular, em formato de microesferas, que poderão resultar na reversão da obesidade mórbida ou até mesmo sobre outros tipos de doenças monogênicas.

1.obesidade, 2.terapia celular, 3.adipócitos, 4.leptina, 5.célula-tronco mesenquimal
Monogenic obesity is defined as obesity resulting from the mutation or deficiency of a single gene. The cases are rare, very serious, usually of early onset and are found in childhood. These types of obesity are usually linked to excess food intake, altered energy expenditure and adipogenesis. Severe mutations in the leptin gene, an adipokine linked to the control of food intake, generate a type of morbid obesity with high infection rates and infant mortality. Some studies have shown the dramatic and beneficial effects of daily use of subcutaneous injections of leptin to reduce body weight. Other studies have focused on strategies that combine the use of stem cells with tissue engineering technologies in order to act as a mechanism for replacing this molecule. In this study adipose tissue cells submitted to adipogenesis (AD-ASC) were used to verify the reversal of obesity in ob / ob mice. These animals are obese due to a point mutation in the leptin gene and were transplanted with AD-ASC in microspheres format. The developed microspheres have a diameter of 250μm and showed a higher retention capacity at the transplanted site when compared to isolated cells. The results show that a single dose of 530 microspheres was able to reduce the weight of the animals after approximately 100 days. In approximately two months, only the group that received AD-ASC microspheres had circulating leptin (75% of the animals). After three months the weight of the animals receiving microspheres reduced 14.7% in relation to the initial weight and 27.5% in relation to the weight of the control group. On the other hand, the group isolated cells increased the weight by 4.8% in relation to the initial one and decreased 8.0% in relation to the control. The results indicate a proposed microsphere-shaped cell therapy that may result in the reversal of morbid obesity or even other types of monogenic diseases.
1.obesity, 2. cell therapy, 3.adipocytes, 4.leptin, 5. mesenchymal stem cell
1
89
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO
O trabalho não possui divulgação autorizada

Contexto

BIOFISICA
ESTRUTURA, ATIVIDADES E SINTESE DE PEPTIDEOS E PROTEINAS
BIOLOGIA MOLECULAR DE RECEPTORES

Banca Examinadora

JOAO BOSCO PESQUERO
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
CLAUDIA PINTO MARQUES SOUZA DE OLIVEIRA Participante Externo
RAFAEL DARIOLLI Participante Externo
PAULO CALEB JUNIOR DE LIMA SANTOS Participante Externo
MARIMELIA APARECIDA PORCIONATTO Docente - PERMANENTE

Vínculo

Servidor Público
Instituição de Ensino e Pesquisa
Ensino e Pesquisa
Sim