Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA
ARQUITETURA E URBANISMO (53001010042P8)
Cidades Capitais: Paisagens em (trans)formação.
GIULIANA DE BRITO SOUSA
TESE
28/03/2018

Esta tese consiste em mostrar um panorama da arquitetura da paisagem no Brasil pelo olhar da paisagem de cidades capitais que mudaram de sede. Muitas vezes as cidades capitais, em seus centros históricos, são esquecidas em relação aos seus valores de referência urbana e paisagística. Neste contexto, oito pares de cidades capitais formam o cenário a ser analisado, entre as quais: Olinda e Recife (PE); São Cristóvão e Aracajú (SE); Marechal Deodoro e Maceió (AL); Oeiras e Teresina (PI); Ouro Preto e Belo Horizonte (MG); Aquiraz e Fortaleza (CE); Vila Bela da Santíssima Trindade e Cuiabá (MT) e; Cidade de Goiás e Goiânia (GO). A hipótese de tese é de que é possível compreender a evolução da arquitetura da paisagem no Brasil a partir da leitura da paisagem de suas cidades capitais. A justificativa é a importância de se notabilizar relações existentes em núcleos urbanos originais, para identificar-se as raízes da arquitetura da paisagem da atualidade. Ainda como justificativa do trabalho, há uma contribuição enquanto referencial teórico, para o campo da arquitetura da paisagem e de cidades capitais no Brasil. Para tanto, os objetivos específicos são: evidenciar e relacionar quais cidades capitais brasileiras foram transferidas de assentamento, antigas e atuais, ao listar os pares de cidades; apreender o período histórico que elas estão contextualizadas, que influenciaram no seu desenho; e observar como os espaços livres em geral, mais especificamente, os parques e jardins históricos, foram inicialmente inseridos, em ações pontuais, ou em nível de planos urbanístico, apontados na literatura, da história da implantação dos primeiros jardins brasileiros. Para analisar estas cidades capitais, o referencial teórico conceitual trata da arquitetura da paisagem, da história das cidades, em especial cidades de colonização na América, direcionado principalmente para exemplares brasileiros. Tendo em vista a necessidade de reconhecer as paisagens atuais dos objetos empíricos, foram feitas visitas in loco aos cenários das cidades ex-capitais e capitais, selecionadas para a investigação. Como resultados da pesquisa, no conjunto de dezesseis cidades capitais encontramos, duas que se destacam quanto as (trans)formações da paisagem urbana brasileira; tanto pelos fatos históricos quanto as realidades empíricas, são elas: Vila Bela da Santíssima Trindade (MT) e Belo Horizonte (MG).

História Urbana, Arquitetura da Paisagem;Cidades Capitais;Espaços Livres Públicos;Parques e Jardins
This dissertation presents the panoramic view of the landscape architecture in Brazil from the perspective of capital cities that changed their original site. Sometimes, downtown of capital cities loses the original meaning of urban references and landscape when the city grows. In this context, eight coupled cities arms the scenario. There are: Olinda and Recife (PE); São Cristóvão and Aracajú (SE); Marechal Deodoro and Maceió (AL); Oeiras and Teresina (PI); Ouro Preto and Belo Horizonte (MG); Aquiraz and Fortaleza (CE); Vila Bela da Santíssima Trindade and Cuiabá (MT); Cidade de Goiás and Goiânia (GO). The dissertation’s hypothesis indicates that is possible to understand the evaluation process of landscape architecture in Brazil from the lecture on the landscape of Brazilian capital cities. The justification discusses the importance of turn out evidence relationships between original towns and the approach of the contemporary landscape architecture. Moreover, there is a contribution as a theoretical reference in landscape architecture and in term of capital cities in Brazil. In this sense, the specific goals are: evidencing and construct a relationship which the Brazilian capital cities that their original site changed, the oldest and the newer, listing the coupled cities; comprehending the context of historic period, how this period influences their urban design; observing how the open spaces like gardens and public parks were inserted, in terms of punctual actions or in complex urbanistic plans, as a deep literature investigation since the first gardens in Brazil. The theoretical referential to analyze that capital cities were: landscape architecture, history of cities, especially colonization cities in America, more especially in Brazil. In terms of discovering and recognize the current cities landscape, the researcher went to the selected capital cities to this research. The results highlight two of the sixteen capital cities as a mark of transformation in the Brazilian urban landscape. This rupture occurs in Vila Bela da Santíssima Trindade (MT) and Belo Horizonte (MG) because those cities have historical facts and a strong empirical reality.
urban history;landscape architecture, capital cities, open spaces, parks and gardens.
1
268
PORTUGUES
UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

TEORIA, HISTÓRIA E CRÍTICA
HISTÓRIA E TEORIA DA CIDADE E DO URBANISMO
Atlas de Cidades Novas no Brasil Republicano

Banca Examinadora

RICARDO TREVISAN
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
RICARDO TREVISAN Docente - PERMANENTE
CAROLINA PESCATORI CANDIDO DA SILVA Docente - COLABORADOR
CARLOS MADSON REIS Participante Externo
LUCIANA VIANA CARPANEDA Participante Externo

Vínculo

CLT
Instituição de Ensino e Pesquisa
Ensino e Pesquisa
Sim