Dados do Trabalhos de Conclusão

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ
CIÊNCIA ANIMAL (40003019016P0)
RETRAÇÃO CICATRICIAL E ATOXIDADE DE MEMBRANAS DE NANOCELULOSE VEGETAL INCORPORADAS COM ÓLEO ESSENCIAL DE CALENDULA OFFICINALIS EM RATOS
BRUNO MASSA DE VIVEIROS
DISSERTAÇÃO
27/04/2018

O retardo cicatricial constitui um desafio clínico e cirúrgico extremamente recorrente, culminando em limitações físicas, sofrimento emocional e maiores custos de tratamento aos sistemas de saúde por todo o mundo. Estudos recentes buscam diferentes materiais que permitam acelerar o processo de reparação tecidual, interagindo com o leito vascular e carreando propriedades terapêuticas, dentre eles a celulose vegetal. O presente estudo teve como objetivo avaliar a atividade antimicrobiana, o estímulo cicatricial e segurança ao emprego de membranas de celulose vegetal acrescidas de óleo essencial de Calêndula em lesões cutâneas de ratos. Uma membrana de celulose vegetal previamente desenvolvida foi revestida por uma solução de calêncula e alginato pelo método casting. Após a secagem, discos de 6mm foram cortados e a atividade antiproliferativa contra cepas bacterianas padrão de S. aureus e E. coli foi determinada pelo método de disco difusão. A retração cicatricial foi avaliada em 117 ratos Wistar machos com idade padronizada, aleatoriamente divididos em três grupos de 36 animais: Grupo GC (controle negativo), Grupo GM (controle positivo com membrana comercial de celulose bacteriana) e GMO (grupo tratamento com membrana de celulose vegetal e calêndula). Cada grupo foi anestesiado e uma lesão cutânea padrão de 3 cm de diâmetro foi criada cirurgicamente no dorso dos animais, que foram acompanhados durante 14 dias, durante os quais foram novamente anestesiados para a tomada de fotografias para planimetria da lesão pelo software Image J aos 4, 7, 11 e 14 dias e determinação da retração de 50% da ferida pelo método de modelagem matemática. Nas mesmas datas, nove animais de cada grupo foram submetidos à eutanásia para a coleta de amostras histopatológicas e avaliação por escores, sob coloração de HE dos graus de inflamação, reepitelização e Tricrômio de Mallory para neovascularização e deposição de colágeno. A biossegurança ao seu emprego foi avaliada pelo implante de discos de 6mm no tecido subcutâneo de nove animais, acompanhados durante 15 dias, quando foram submetidos à eutanásia para coleta de amostra histopatológica e sérica. Os resultados demonstraram halo de inibição de 8,03 ± 0,13 mm e 8,70 ± 0,7 mm para S. aureus e E. coli, respectivamente. A retração cicatricial de GMO foi estatisticamente maior aos quatro dias com 49.87 ± 4.73% com p<0,05, atingindo 50% de retração aos 4.46 dias, não havendo diferença entre grupos nos demais dias. Não houve diferença estatística entre os escores histopatológicos ou observadas alterações séricas ao implante subcutâneo. A membrana de celulose vegetal acrescida de calêndula demonstrou potencial uso terapêutico, segurança ao seu implante e promoveu aceleração cicatricial até quatro dias, sugerindo a sua reposição após essa data. A atividade antiproliferativa in vitro foi observada, sugerindo futuros ensaios.em feridas contaminadas.

Cicatrização;Óleos Essenciais;Biotecnologia;Curativos Hidrocolóides;Antibacteriano.
Recent studies have searched for different materials that could accelerate the repairing process, interacting with wound milieu and hauling therapeutic cargo, among them vegetal cellulose membrane. The present study evaluated the antiproliferative activity, wound contracture and safety at use of a vegetal nanocellulose dressing, with the addition of calendule essential oil, on a skin wound model in rats. A previously developed cellulose film was coated by a dry casting solution of the volatile oil and sodium alginate. Antiproliferative action was determined against standard bacterial strains by disk-di ffusion method. Full thickness, 3 cm in diameter, circular wounds were produced at the dorsum of 108 rats. Wound contraction was determined by digial planimetry at 4, 7, 11 and 14 days comparing three ramdomly divided groups: CG (negative control group), BC (positive control group, commercial bacterial cellulose film) and VCE (vegetal cellulose and essential oil film). Histological samples were obtained and HE and Mallory stained sections were evaluated to obtain inflammatory, reepithelization, amount of collagen fibers and neoangiogenesis scores. Atoxicity was evaluated through the subcutaneous implant of VCE. Serum biochemistry and histological samples were collected after 15 days, and possible adverse reactions observed all through. Results showed bacterial growth inhibition, better wound contraction of VCE at 4 days and no serum changes, nor adversal effects. The VCE films demonstrated potential wound therapeutic use and safety, suggesting bacterial prevention and avoidance of daily dressing changes.
Wound Healing;Essential Oils;Biotechnology;Hydrocolloid Dressings;Anti-Bacterial
1
68
PORTUGUES
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

SAÚDE, TECNOLOGIA E PRODUÇÃO ANIMAL
PATOLOGIA, CLÍNICA E CIRURGIA VETERINÁRIA
REGENERAÇÃO ÓSSEA, CARTILAGINOSA E DE DISCO INTERVERTEBRAL

Banca Examinadora

JOSE ADEMAR VILLANOVA JUNIOR
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
GERVASIO HENRIQUE BECHARA Docente - PERMANENTE
ROGERIO RIBAS LANGE Participante Externo
JOSE ADEMAR VILLANOVA JUNIOR Docente - PERMANENTE

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP - Programa de Suporte à Pós-Graduação de Instituições de Ensino Particulares (módulo Taxas) 24

Vínculo

-
-
-
Sim